O chá revelação é uma das maiores febres atuais no mundo da maternidade. A cerimônia normalmente reúne os amigos e a família, e desvenda o sexo do bebê de alguma maneira inusitada: por meio de um bolo, um balão, confetes, fogos de artifício, luzes e muito mais.

Mas a moda não era muito comum aqui no Brasil. O chá revelação ficou forte mesmo há quatro anos. E você, imagina da onde ele veio?

2008, uma blogueira americana e um chá revelação

O bolo que Jenna usou para revelar o sexo de sua primeira filha. Foto: Jenna Karvunidis.

A blogueira Jenna Karvunidis foi uma das primeiras a fazer um chá revelação. Na época, em 2008, ela esperava seu primeiro bebê e a cerimônia ainda não era famosa nos Estados Unidos – e, praticamente, em lugar nenhum!

Publicidade

Ao mesmo tempo em que era o primeiro bebê de Jenna, era sua terceira gravidez. E, por isso, ela e o marido estavam muito felizes em finalmente chegar ao ponto da gestação em que era possível descobrir o sexo do neném.

Então decidiram reunir os amigos e revelar o sexo do bebê com um bolo! Como ela esperava uma menina, o recheio era rosa.

A popularidade do chá revelação

Foto: Freepik

Depois da cerimônia, Jenna fez um post em seu blog e a publicação viralizou. Então, cerca de seis meses a um ano depois, ela notou mais pessoas fazendo chá revelação.

Ela não esperava que a cerimônia tão singela fosse realmente virar algo tão grande e famoso! Em um vídeo em seu Facebook, Jenna compara o crescimento e a sofisticação do chá revelação com eventos de casamento.

Hoje em dia, Jenna não faria um chá revelação

Jenna, a família e a primogênita Bianca no meio, de terno. Foto: Jenna Karvunidis Facebook.

Publicidade

A maior curiosidade sobre a história do chá revelação é a guinada inesperada que ela tomou. Jenna, hoje em dia, diz que não vê mais tanto sentido na super produção e na cerimônia para descobrir se é menino ou menina.

Ela também questiona as imposições de gênero e o fato de o menino ser definido com a cor azul, e a menina com a cor rosa.

Tudo por causa de Bianca, a primeira bebê Jenna e motivo do chá revelação. Ela não gosta de roupas “de menina” e tem preferência por peças mais comuns ao guarda-roupa masculino, como ternos!

Assim, Jenna percebeu e aprendeu com Bianca a liberdade de ser quem se pode ser, e como, muitas vezes, a sociedade tenta impor uma personalidade às pessoas.

O futuro do chá revelação

Foto: Freepik

Ela não diz que os chás devem acabar! Mas acredita que eles devem mudar do que são hoje e passar a acolher papais, mamães e crianças de uma maneira mais diversa, olhando para o mundo de cores e possibilidades de maneira mais inclusiva.

Publicidade

Jenna diz que fica muito feliz com a alegria que a comemoração traz, e dá ideia de outros tipos de revelações que também são importantes e não se restringem apenas ao gênero, como revelações de gravidez e até revelações de nomes!

História curiosa, não é mesmo? No fim, qualquer cerimônia é válida se trouxer alegria e unir as pessoas! Já pensou em fazer uma cerimônia de revelação diferente para seu bebê? Conta para gente nos comentários, quem sabe seja a próxima febre!