Lidar com frustrações nem sempre é algo simples para as crianças pequenas. E, às vezes, elas podem reagir a uma adversidade com uma crise de raiva. O problema é que esses episódios são desconfortáveis para elas, evidentemente, e também para os pais, que se desgastam na tentativa de acalmar os filhos (e quando a crise é em público então? Haja paciência!).

Mas nesses momentos, alguns cuidados podem ajudar. Afinal de contas, a raiva é um sentimento impulsivo, e é possível aprender a controlá-la desde cedo, para que a crise de raiva não seja uma constante na rotina da criança. Então veja a seguir dicas que podem acalmar uma criança nervosa.

crise de raiva

Imagem: 123RF

Vamos contar?

Sabe aquela história de “contar até 10” para se acalmar? Ela pode funcionar muito bem com os pequenos. Quando seu filho estiver nervoso, fale para ele contar até ficar mais tranquilo. Em momentos crise de raiva, não pensamos direito e a tendência é colocar para fora reações impulsivas. Mas, ao parar um pouquinho, gradativamente o sentimento ruim vai passando e, com a mente mais tranquila, conseguimos visualizar melhor a situação.

Publicidade

Veja também: Birra explicada pela ciência (agora você vai aprender a lidar com ela!)

Colocando para fora: o segredo para melhorar a crise de raiva

É importante que o seu filho, desde cedo, aprenda a verbalizar os sentimentos. Assim fica mais fácil de você entender o que é que está incomodando tanto a criança e, juntos, tentarem chegar a uma solução. Peça para ela explicar o que sente e por que sente aquilo, de maneira simples. Por exemplo: “Eu fico triste quando você não brinca comigo”. Colocando para fora, em palavras, os sentimentos, abre-se espaço para vocês iniciarem uma conversa e acalmarem a situação.

Tenha objetos úteis

Alguns objetos podem colaborar para as crianças se acalmarem. Muita gente tem em casa aquelas “bolinhas antiestresse” – e, de fato, apertá-las pode ajudar a fazer a raiva passar. Não que o objeto em si tenha propriedades para essa finalidade, mas o fato de desviar a atenção em um momento de nervosismo para outra atividade, como o simples apertar de um objeto, pode ser muito útil. E também tem peças que você pode confeccionar com a criança para que ela se acalme, como o pote da calma e a caixa da raiva (vale a pena ler sobre elas!).

Incentive uma atividade

Você também pode propor à criança que vocês façam uma atividade juntos, mais tranquila. Por exemplo, montar um quebra-cabeças ou incentivá-la a fazer um desenho podem ser alternativas para distrai-la do sentimento ruim. O ideal é orientar seu filho a reconhecer a raiva e sugerir que ele faça uma dessas atividades antes que a emoção tome conta dele.

Cantando juntos durante a crise de raiva

Mais uma alternativa é propor que a criança cante uma música que ela goste. Vamos combinar que é mais difícil ter uma crise de raiva quando estamos ouvindo nossa canção preferida, não é mesmo? Vocês podem cantar juntos também! E deixe seu filho avisado: sempre que ele sentir que a raiva estiver vindo, fale para ele cantar, até se acalmar.

Me dá um abraço?

Pode parecer estranho pedir um abraço em meio a uma crise de raiva, mas às vezes o nervosismo do filhote é por tristeza. Temos que lembrar que as crianças ainda não sabem lidar bem com as emoções, e a raiva pode ser a maneira que o filhote encontra de demonstrar que está triste. Por isso, vale a pena perguntar: “você quer um abraço?”. Ensine que não é errado pedir colo nesse momento, e demonstrar empatia e acolhimento pode ser tudo o que ele precisa para se sentir melhor.

Publicidade

E, por fim, vale muito a pena estimular a inteligência emocional da criança desde cedo. Nesse post você confere dicas da psicopedagoga Daniella Calderon para ensinar essas habilidades aos pequenos, e nesse aqui você aprende atividades lúdicas bem bacanas para transmitir esses ensinamentos brincando!

Veja também: 5 dicas para acabar com a guerra à mesa!