Estudo aponta relação entre consumo excessivo de açúcar e mau comportamento

Por 0 Comentários


Os perigos do consumo excessivo de açúcar já renderam diversos posts aqui no blog. Equilibrar a ingestão do ingrediente, sem dúvidas, é um dos principais cuidados que devemos ter com a alimentação dos nossos filhos, já que sabemos que a oferta de alimentos excessivamente açucarados é cada vez maior e mais atrativa aos pequenos. Assim, o post de hoje é para falar, mais uma vez, sobre esse assunto – mas sobretudo para compartilhar com vocês a informação sobre um risco desencadeado pelo açúcar que vai além de problemas de saúde como diabetes e obesidade: a violência.

Pode parecer estranho à primeira vista, mas uma revisão de estudos reuniu dados de 26 países europeus e comprovou que a ingestão em grande quantidade de comidas e bebidas açucaradas sinaliza um potencial envolvimento em comportamentos de risco pelas crianças. Entenda melhor essa relação a seguir:

Imagem: 123RF

O estudo e os resultados

A revisão de estudos, publicada na revista científica Social Science & Medicine, foi coordenada pelas cientistas Zlata Bruckauf, consultora da Unicef, e Sophie D. Walsh. Junto a outros pesquisadores da Itália e de Israel, elas analisaram amostras de quase 140 mil crianças, que vivem em 26 países diferentes da Europa, todos industrializados.

Dados de crianças de 11, 13 e 15 anos foram estudados, entre eles perguntas sobre o que elas costumam beber e quais comportamentos ruins elas apresentam, como brigas, a prática de bullying e até mesmo fumar e ingerir álcool. Métodos estatísticos também foram trabalhados para fazer previsões.

E os resultados chamam a atenção: mais da metade dos participantes – 78% – apresentaram maior probabilidade de se comportar mal. Mais precisamente, 69% estão mais predispostos a praticar bullying, 72% a consumir bebida alcoólica e 89% ao tabagismo.

Ainda segundo a revisão, “na maioria dos países, a associação entre o alto consumo de açúcar e o comportamento de risco múltiplo foi impulsionada em maior grau pelas bebidas açucaradas do que outros doces”.

Conclusões

Apesar dos resultados, a pesquisa não indica que a causa do comportamento violento seja o consumo excessivo de açúcar. De fato, o açúcar está ligado às emoções (relação reforçada quando o doce é encarado como recompensa), mas ainda faltam comprovações se a sua ingestão, realmente, seria a causa para esses comportamentos. No momento, os pesquisadores destacam que os pais devem encarar esse excesso como um sinal de alerta, que pode indicar um envolvimento com atitudes negativas.

Mais um ponto de atenção pode estar dentro de casa: às vezes, na dificuldade de controlar nossos filhos, cedemos doces como moedas de troca. E essa liberdade excessiva pode, também, desencadear esses comportamentos ruins, dentro e fora de casa, como o bullying praticado na escola.

É importante nos atentarmos aos nossos hábitos e ao valor que damos ao açúcar, pois ele pode custar muito caro aos nossos pequenos.


 



Arquivado em: AlimentaçãoComportamento Tags:

Deixe seu comentário