Como vocês sabem, os problemas respiratórios são muito frequentes aqui na minha casa. Venho de uma família de asmáticos (eu, minhas irmãs e todos os meus primos por parte de pai tivemos asma da infância), e infelizmente passei essa tendência para a Cacá. Quando ela tinha apenas 1 ano e meio, foi internada com falta de ar, e desde então o inalador voltou a fazer parte da minha vida.

inalador

inalador. Foto: freepik

Um pouco da minha experiência

Lembro que, na primeira vez em que ela teve uma crise respiratória em casa, fui correndo até a farmácia para comprar o inalador, sem saber exatamente como escolher.

Sinceramente, foi o balconista quem me indicou um modelo, e durante muito tempo o usamos por aqui: um inalador ultrassônico. Bem diferente do que eu tinha na infância, que fazia um barulhão, esse era silencioso, e uma das vantagens que ele dizia ter era o fato de poder fazer a inalação com a criança deitada (dormindo).

Publicidade

Até que minha mãe, médica, disse que eu deveria sempre colocar a Cacá sentada durante o processo, visto que a eficácia da inalação é muito melhor (já fica essa dica neste post!).

criança deitada utilizando um inalador

criança deitada utilizando um inalador. Foto: freepik

Uma outra vantagem do inalador ultrassônico é que a inalação é muito mais rápida com ele, em comparação aos inaladores da minha infância. Com aqueles levava-se cerca de 20 minutos para fazer a inalação completa, o que parece interminável.

Já com os ultrassônicos você não leva mais de 10 minutos. Mas preciso ressaltar um porém, que me foi alertado inicialmente por algumas leitoras do blog: você não pode usar certas medicações no inalador ultrassônico, pois elas os degradam.

Fui até a bula desses remédios, que são colocados no inalador, e comprovei a informação – por isso é importantíssimo que você esteja atenta a isso.

Agora o inalador que estamos usando por aqui é uma evolução dessas duas tecnologias que eu já citei: a pneumática e a ultrassônica. É um inalador considerado “smart”, com uma tecnologia de malha vibratória ativa, chamado Nebzmart (da empresa Glenmark).

Publicidade
fazendo inalação em criança sentada

fazendo inalação em criança sentada. Foto: freepik

Motivos para usar o inalador “Nebzmart”

1- O inalador é silencioso e rápido

Uma característica até mais que o ultrassônico. Pois em cerca de 6 minutos a inalação já foi feita, o que é ótimo para períodos de crise respiratória (quanto mais rápido a criança inalar o medicamento, melhor).

2- Não tem o problema da degradação da medicação

Você pode colocar o medicamento prescrito pelo pediatra dentro dele, para fazer a inalação, sem problemas.

3 – Não sobra volume de soro ou medicação no aparelho

É comum tanto com o inalador pneumático quanto com o ultrassônico, sobrar líquido ao fim da inalação.

Isso significa que uma parte da dose prescrita pelo médico do seu filho fica no aparelho, e não é inalada. Com o Nebzmart isso não acontece, ou seja, todo o soro e medicação são consumidos e a dose certa é usada.

4 – Ele tem a aprovação da Anvisa e do FDA

FDA é o órgão regulatório dos EUA, que é super rigoroso.

Publicidade

5 – É muito fácil de limpar o inalador

Um dos meus grandes dramas com o inalador ultrassônico que nós tínhamos é que a mangueira é  muito difícil de limpar.

Com o tempo, ela começava a ficar com pontos pretos por dentro. E fica assim mesmo, apesar de colocar na cândida para higienizar, porque a mangueira fica úmida, e os microrganismos proliferam lá dentro.

Nesse sentido, com o Nebzmart não existe a bendita mangueira, e a parte a ser lavada é destacável e super fácil de lavar. É só colocar embaixo da torneira e passar água corrente depois do uso. Porém, para fazer a desinfecção ao fim do dia você pode mergulhar em água fervida (com o fogo desligado).

6 – O inalador é muito portátil

Dá para usar com pilhas, ou até ligar num cabo USB. Então a Cacá consegue fazer a inalação em qualquer lugar, e eu consigo levar tranquilamente numa viagem. O Nebzmart já vem numa bolsinha pequena, do tamanho de um nécessaire de maquiagem.

segurando um inalador

segurando um inalador. Foto: freepik

Importante saber!

Uma outra informação importante que você deve levar em consideração na hora de escolher um inalador é algo técnico. A maioria das pessoas não sabe, mas que faz diferença: o tamanho da partícula gerada na inalação.

Sobretudo, durante a inalação, o inalador faz uma névoa, que deve ter um tamanho específico para chegar ao local adequado no pulmão (inserir) que são inaladas e ajudam a soltar a secreção das vias aéreas.

Em resumo, quando essa partícula é muito grande, ela acaba se depositando nas vias aéreas antes de chegar aos pulmões (o que não é desejado, claro.

Esse novo tipo de inalador de malha vibratória ativa, como o Nebzmart, tem o tamanho de partícula controlado para ficar entre 1 e 6 microns, que é o ideal para chegar aos pulmões.

Enfim, por aqui estou super satisfeita com essa nova tecnologia de inalador, por isso decidi compartilhar aqui no blog. Se você já tiver experimentado, deixe seu comentário, que certamente ajudará muitas mães e pais que passarem por aqui.