Hoje é dia da coluna dela, nossa querida consultora de sono Michele Melão. Que traz um assunto de máxima utilidade para todas nós: como criar hábitos saudáveis de sono e ensinar o filho a dormir bem. Talvez se eu tivesse feito tudo isso com Catarina, desde que ela nasceu, não teria sofrido tanto com noites insones. Se eu pudesse voltar no tempo, imprimiria esse post aqui e colocaria na minha cabeceira, para seguir à risca!

Por Michele Melão

Imagem: Arjan Almekinders via Compfight cc

Imagem: Arjan Almekinders/Creative Commons

Publicidade

Vocês já pararam para pensar na diferença entre o ritmo biológico de um adulto e de um bebê? Nós temos um ritmo definido dentro das 24 horas do dia. Temos horários aproximados para dormir, comer, fazer as atividades e nossa rotina diária. Quando os bebês nascem, todo este ciclo acontece em intervalos de 3 ou 4 horas. Neste curto período de tempo, os bebês são alimentados, limpos, passam por alguma atividade e dormem.

Para muitos pais, acordar de madrugada de três em três horas ou, quando a noite está “boa”, ter quatro horas de sono ininterrupto, parece uma loucura. Porque apesar dos recém-nascidos dormirem por até dezesseis horas das vinte e quatro do dia, nenhum adulto consegue picar o sono desta maneira. E, mesmo que conseguissem, o estado de ânimo e o corpo certamente sentiriam, assim como acontece quando pulamos uma refeição, ou mesmo quando temos os horários do dia desajustados. Mas o que fazer para acertar esse ritmo o mais rápido possível? Criando bons hábitos de sono desde cedo, e é sobre isso que eu gostaria de falar vocês no post de hoje com vocês. A seguir, deixo algumas dicas que podem ajudar sua família – espero que gostem e que seja muito útil!

1) Ensinar a diferença entre o dia e a noite (inclusive para as sonecas). Parece que falo sempre a mesma coisa, mas muitas mães me procuram porque os bebês trocam o dia pela noite. E isso ocorre exatamente porque não sabem que esta diferença existe! Desde muito cedo (o mais cedo possível), tente manter sua casa iluminada desde as primeiras horas da manhã. Seu bebê acordou para mamar às 7h? Abra as janelas e deixe os sons cotidianos entrarem na sua casa. No fim do dia, diminua o ritmo, as luzes, os sons. De preferência, desligue a TV a partir das 19h e faça com que seu filho perceba que o dia “terminou”.

2) Não é necessário alimentar seu bebê só porque ele acordou e também não dê de mamar até que ele durma. Sou totalmente a favor da alimentação por livre demanda, especialmente nos primeiros meses de vida. Mas isso não quer dizer que seu bebê está com fome todas as vezes que acordar. Se você amamentou há pouco tempo, ele dormiu e acordou rapidamente, elimine as outras causas antes de dar o peito de novo. Ele pode estar com a fralda suja, com frio, com calor ou algum incômodo, como cólicas ou dor de ouvido. Outra atitude importante é não deixar seu bebê dormir no peito. Apesar de parecer fácil no começo, isso pode criar uma associação errada de sono e, quando ele puder dormir a noite toda, poderá precisar mamar para voltar ao sono no final de cada ciclo (isso pode acontecer de hora em hora!).

3) Berço é lugar para dormir! Muitos bebês acordam e ficam distraídos no berço, olhando o móbile ou com algum brinquedo colorido que foi deixado lá. É bastante importante o bebê associar o berço ao sono, e não à brincadeira. Nas aprendizagens de sono que faço, é bastante comum as mães relatarem que os bebês não choram, mas também não dormem quando são colocados no berço. Isso acontece porque eles não sabem que lá é o local para dormir e precisam aprender isso. Assim que o bebê acordar (se o tempo for considerado suficiente), tire-o do berço e faça alguma atividade. Coloque-o em uma cadeirinha ou em tapetes no chão e esqueça o berço!

4) O banho deve ser dado para relaxar e dormir. O banho é um relaxante natural. Quando colocado na rotina para o sono da noite, ele faz muita diferença na qualidade do sono do bebê. Além disso, dar um banho para o sono noturno, diferencia este sono das sonecas diurnas, onde não há esta atividade. Separe um tempo para o banho, tenha calma, curta este momento. O banho é ainda melhor quando associado à massagem e aromaterapia. Aproveite esta atividade para deixar seu filho pronto para dormir a noite toda.

Publicidade

5) Dê segurança ao bebê e deixe que ele durma sozinho desde cedo. Se às vezes seu bebê dormir em seus braços ou mamando, não fique preocupada. Muitas mães adoram ver seu bebê tão calmo, em seu colo, descansando. E eles então? Como curtem! Isso só não pode ser uma regra. O ideal é que, para dormir, ele vá para o berço sonolento, porém acordado. Quando os pais têm essa atitude com naturalidade, a segurança é passada para o bebê, que vai aprender a se acomodar e dormir sem ajuda.

6) Ter objetos externos de associação de sono (berço, naninha, chupeta). Como o bebê não sabe dormir, ele certamente precisará criar associações para ajudá-lo a dormir sozinho. Estímulos externos (que não precisarão da ajuda dos pais) são bastante importantes nesta fase. O berço deve ser o local para dormir, e a chupeta só deve ser oferecida nesse momento, assim como a naninha. Pensamos às vezes que o bebê não liga para a naninha, mas no meio da noite, quando  acordar, ela pode dar segurança para que seu filho volte a dormir sozinho.

7) E, como sempre, tenha uma rotina de sono. Este fator importantíssimo do sono de seu filho está intimamente associado ao nosso 5º item (dar segurança a ele). A rotina é excelente para ajudar os pais na percepção dos sinais de sono do bebê; além disso, traz tranquilidade ao pai e à mãe, que saberão por quanto tempo será possível descansar até que o filho acorde. Bons hábitos de sono eliminam as surpresas desagradáveis, como um grande número de despertares durante a noite ou a falta de tempo durante o dia, porque nunca se sabe quando e por quanto tempo o filho irá dormir. Também regulam a alimentação, pois bebês que dormem melhor em geral se alimentam bem.

Por fim, algo para se pensar: nada mais restaurador do que uma boa noite de sono para dar ânimo aos pais. Para curtir e cuidar do seu bebê, da maneira que você quer e que ele merece!

michele melão selo