Se o seu bebê tem a pele delicada ou sensível, saiba que você não está sozinha! Na verdade, a pele dos pequenos é bem diferente da dos adultos.

Essa diferença faz com que a pele dos nossos pequenos apresente alterações e sinais desagradáveis se expostas diretamente ao sol ou quando entra em contato com alguns tipos de tecidos e cosméticos, além, é claro, do contato com o xixi e cocô.

Por isso, é preciso ter uma série de cuidados especiais para garantir que o seu bebê fique com a pele sempre protegida e saudável. Nesse artigo, você vai saber quais são os principais cuidados que é preciso ter para evitar irritações na pele do bebê. 

Publicidade

Os bebês têm a pele sensível e precisam de cuidados

Durante os primeiros meses de vida, os bebês ainda não possuem defesas do organismo muito desenvolvidas.

Isso faz com que a pele deles seja mais delicada e sensível em relação à dos adultos. Quando a superfície é exposta a fatores externos irritantes surgem os problemas.

No caso dos bebês, o maior problema são as assaduras, que aparecem devido ao contato constante com a urina, fezes, além da umidade e calor. Isso faz com que a pele fique irritada, surgindo o que se chama de dermatite, ou seja, a inflamação da pele.

Muitos cuidadores de bebês, sobretudo as mães, se sentem muito culpados quando surgem as assaduras. No entanto, é necessário deixar bem claro que isso pode acontecer mesmo que todos os devidos cuidados sejam tomados. Então, se o seu bebê apresentar assaduras, não se sinta culpada. Apenas tome todos os cuidados necessários para o tratamento e prevenção delas.

Publicidade

É muito importante salientar que a humanidade nunca se higienizou tanto quanto nos dias atuais. Claro que manter a boa higiene é essencial para evitar doenças graves. Entretanto, o excesso de limpeza com produtos abrasivos pode provocar problemas, já que por vezes chega a irritar ainda mais a pele que já é sensível.

Abaixo temos algumas dicas que te ajudarão no cuidado com a pele delicada do bebê:

Escolha os produtos certos para limpar a região íntima do seu bebê, evitando produtos químicos que possam ser prejudiciais.

Você pode usar toalhas umedecidas pensadas para os cuidados com os pequenos, como é o caso das toalhas da PomPom, que são dermatologicamente testadas, sem parabenos e sem álcool etílico

Você também pode fazer isso usando um algodão umedecido em água. E, no caso de fezes, é permitido lavar sempre que for necessário. Procure utilizar um sabonete líquido próprio para a pele delicada.

Após as trocas de fralda, é importante também usar um creme antiassaduras, que evite o contato da umidade diretamente com a pele do bebê, prevenindo contra as irritações. Mas, atenção: caso apareça uma dermatite mais grave, é sempre recomendado buscar ajuda médica especializada.

Publicidade

Lembre-se, é necessário diagnosticar adequadamente o problema e fazer o tratamento apropriado.

Mas não se preocupe, falaremos mais sobre tudo isso em detalhes nos próximos tópicos desse texto.

Principais cuidados com a pele sensível do recém nascido

Uma das maiores preocupações dos pais e cuidadores diz respeito aos cuidados com a pele sensível dos recém nascidos. Isso porque nos primeiros dias de vida o bebê ainda está desenvolvendo suas primeiras defesas e a pele fica ainda mais suscetível a alergias ou irritações.

Sendo assim, a atenção nos banhos e trocas de fraldas devem ser ainda mais intensificados nesse período inicial. É imprescindível observar o tipo de tecido e roupa usado no bebê, pois é importante que as peças sejam confortáveis, preferencialmente de algodão.

Além disso, a escolha da fralda, do creme antiassaduras e do sabonete usado na higiene é essencial para garantir a saúde da pele. 

Vejas abaixo os principais aspectos que merecem atenção:

1. O cuidado com o coto umbilical

Quando o bebê nasce, é essencial estabelecer uma rotina de cuidado com o coto umbilical para evitar infecções nessa região. Após o banho e as trocas de fralda, é preciso higienizar a área aplicando pequenas quantidades de álcool 70%.

Isso é essencial para que a pele do bebê na região não infeccione provocando problemas mais graves. Via de regra, é costume que o pediatra do bebê avalie a cicatrização desta região nas consultas de rotina.

2. Troca de fralda

Antes de mais nada, é preciso escolher uma fralda eficiente, que tenha tecnologia que garanta a absorção rápida do xixi, evitando que a pele fique em contato com a umidade entre as trocas.

Evite também produtos muito perfumados, já que eles carregam consigo uma composição ingredientes químicos que podem provocar irritação na pele da criança. 

As trocas de fralda devem ser feitas com frequência. Observe quando a fralda começar a ‘pesar’ e realize a troca. No caso de cocô, é preciso fazer a troca o mais rápido possível. 

A limpeza deve ser feita apenas com algodão e água ou com toalhas umedecidas próprias para peles sensíveis.  O uso de uma boa pomada também é essencial para evitar que a pele do bebê fique em contato direto com a umidade da urina e com as fezes e evitar assaduras.

3. Atenção aos passeios

É importante deixar que o bebê fique um pouco ao ar livre e se exponha ao sol, mas é preciso evitar passeios longos.

Nessa fase, o bebê ainda é muito sensível a qualquer agente patogênico (organismo que pode produzir doença), sendo necessário evitar que isso aconteça.

4. Atenção à pele do bebê durante o banho

Na hora do banho, é preciso ter atenção especial à temperatura da água, pois ela deve estar apenas morninha.

Água muito quente pode queimar a pele sensível do bebê e, se estiver fria, provoca desconforto. Por isso, deixe-a em torno de 36ºC.

Escolha com cuidado os produtos usados na hora do banho. Selecione um sabonete em barras ou líquido com ingredientes seguros, que seja testado dermatologicamente e que tenha pH adequado. 

5. Atenção à exposição ao sol

De acordo com as indicações de alguns pediatras, até os seis meses de idade, o uso de protetores solares nas crianças pode não ser recomendado.

No entanto, o excesso de exposição ao sol pode deixar a pele da criança irritada com facilidade. Sendo assim, procure utilizar roupas e acessórios adequados, que possuem tratamento especial contra os raios ultravioletas.

É adequado que crianças sejam expostas ao sol diariamente por um período de 10 (dez) ou 15 (quinze) minutos no máximo. Mas isso deve ser realizado em horários específicos, entre as 7h e 10h ou após as 16h, de modo a evitar alta incidência dos raios UV.

6. Não se esqueça da hidratação

Apesar de ter uma quantidade maior de água, a pele do bebê também pode desidratar em algumas situações.

Isso acontece principalmente durante o inverno e pode ocasionar vermelhidão ou descamação. Por isso, é adequado usar produtos específicos para essa fase inicial da vida do bebê.

É muito importante caprichar na hidratação da pele também durante o inverno, mas no verão esse cuidado é ainda mais necessário, já que, quando a pele do bebê fica desidratada, as chances de desenvolvimento de alergias e irritações se tornam bem maiores.

Todos os cuidados citados são essenciais com os recém nascidos, mas devem continuar também depois dessa fase.

Outros cuidados essenciais para evitar irritações na pele do bebê

No tópico anterior você viu alguns pontos de atenção com a pele do recém-nascido que costuma ser muito delicada.

Entretanto, esses cuidados devem continuar mesmo depois dessa fase, quando é preciso ter também outros pontos de atenção. Veja quais são eles.

1. Alimentação da criança

Além dos cuidados específicos com a pele, a alimentação também é um fator muito importante para evitar descamações e irritações. A partir do momento em que o bebê passa a ingerir alimentos sólidos variados e a beber água, é importante variar bastante a dieta.

Frutas e legumes variados são essenciais para garantir as necessárias vitaminas e minerais essenciais para o organismo.

2. Temperatura ambiente e roupas

Assim como acontece com os adultos, os bebês se sentem bem quando a temperatura ambiente e as roupas estão adequadas.

Em dias quentes, é importante manter os ambientes ventilados e colocar roupas leves na criança, preferencialmente peças de algodão. Evite tecidos sintéticos, bem como elásticos e acessórios mais rígidos que possam provocar irritação da pele.

Em dias muito quentes, você pode deixar a criança só de fralda.

3. Irritação pelo suor

É muito comum na infância surgirem pequenas manchinhas na pele em dias mais quentes. Muita gente diz que é alergia ao suor, mas não é bem isso.

O que acontece é que com a transpiração alguns poros podem entupir, provocando manchinhas.

Nesses dias, ao perceber que o bebê está muito suado e transpirando, uma boa dica pode ser dar banhos nele para refrescá-lo. Nesse caso, você pode usar apenas água, sem sabão, para evitar irritações.

Manchinhas também podem surgir em decorrência de alergias e irritações pelo uso de produtos químicos ou pelo contato com alguns tecidos.

Não arrisque! Caso o problema persista, é melhor consultar um pediatra.

4. O uso de repelentes

Durante os seis primeiros meses de vida do bebê não é recomendado usar repelentes por conta do risco de irritação e alergia.

Sabemos que as picadas de insetos também deixam a pele da criança bastante irritada, além de provocarem incômodo. Nos primeiros meses de vida, é preciso manter os ambientes que a criança frequenta livres de insetos. Use mosquiteiros no berço e no carrinho também.

Dependendo do local onde você mora, é recomendado colocar telas nas portas e janelas para evitar a entrada dos insetos. Passados os primeiros seis meses, aí sim você pode pedir para que o pediatra recomende um repelente que possa ser usado nessa fase da vida da criança.

5. A limpeza do rosto do bebê

O rosto dos bebês é uma região que frequentemente fica suja, sobretudo na área do nariz e em volta da boca.

Restos de comida e resquícios de leite frequentemente aderem nesta região. Se não forem removidos, podem provocar irritações e contaminações.

A limpeza pode ser feita no banho, utilizando água. Mas ao longo do dia você vai precisar fazer isso várias vezes. Então, pode usar um algodão embebido em água ou um pano limpo e macio. Mas, novamente, cuidado com os tecidos!

Você deve escolher um que seja realmente macio para evitar a irritação da pele. Tecidos sintéticos podem raspar a pele da criança, deixando a região avermelhada.

Dicas finais de como manter a pele do bebê sempre saudável

Depois de ler todas as dicas de como deixar a pele delicada e sensível do bebe livre de irritações, chegou a hora de resumir os pontos principais em alguns passos que devem ser colocados em prática na rotina. Vamos lá:

  • Escolha uma fralda de qualidade, que mantenha a pele do bebe sequinha, distante do xixi;
  • Prefira aquelas que possuem tecnologia dermo protetora, que ajuda a cuidar da pele da criança;
  • Faça trocas de fralda com frequência;
  • Evite lavar a região íntima, sobretudo com produtos abrasivos, pois isso aumenta as chances de irritações;
  • Utilize lencinhos umedecidos ou algodão embebido com água para a higiene mais simples;
  • Após todas as trocas, utilize uma pomada anti assadura, que ajude a evitar o contato da região íntima com o xixi e o cocô.

Quando procurar ajuda médica em caso de assadura?

Mesmo tomando todos os cuidados descritos nesse texto, ainda assim o seu bebê pode desenvolver alergias e irritações. 

Na maioria dos casos a assadura desaparece após alguns dias com a aplicação da pomada comum, usada no dia a dia.

Mas às vezes podem ocorrer casos mais graves, em que a pele fica extremamente avermelhada e que a criança se sente realmente muito incomodada.

Caso isso ocorra com o seu filho, é recomendável levá-lo ao pediatra, pois pode ser uma infecção fúngica ou bacteriana que necessite de uma pomada específica. 

Conclusão

O bebê tem a pele bem diferente dos adultos, visto que eles são muito mais sensíveis. Por isso, é necessário tomar uma série de cuidados específicos para evitar irritações.

Um dos principais passos é escolher produtos que sejam desenvolvidos especialmente para os pequenos e que sejam seguros. Sugerimos que você procure sempre produtos confiáveis e de qualidade. Por exemplo, para evitar alergias, assaduras e até dermatites graves, prefira usar fraldas com alta absorção.

Pensando no cuidado e proteção da pele delicada do bebê, a PomPom se uniu com a Fisher-Price em uma parceria inédita, para o desenvolvimento da nova fralda Pom Pom Derma Protek com canal superabsorvente que garante a pele 2x mais sequinha e loção hidratante com extratos naturais que auxiliam na prevenção da irritação da pele do bebê. 

A loção hidratante com extratos naturais da PomPom Derma Protek não é visível ao olho nu, está presente na camada superficial da fralda que tem contato direto com a pele do bebê, sua tecnologia permite que os extratos naturais e loção sejam ativados imediatamente e com o uso contínuo é possível notar a pele cada vez mais hidratada.

Nova Pom Pom Derma Protek, proteção que cuida da pele do seu bebê em parceria com a Fisher-Price.