A chia é uma semente de uma planta Salvia Hispanica, que é originária da região do centro e do sul do México até o norte de Guatemala. 

Essa é uma semente que tem ganhado muito sucesso por suas propriedades consideradas “milagrosas”. Mas será que a chia é realmente esse superalimento?  

Venha conhecer tudo sobre a chia e quais são todos os seus benefícios 

Propriedades da chia 

chia

chia – Foto: Freepik

Publicidade

Essa é uma semente com grande valor nutritivo, sendo considerado um grande aliado no combate de doenças como a diabetes e na prevenção de doenças cardiovasculares.

A chia é riquíssima e possui várias propriedades necessárias para manter seu organismo saudável, conheça algumas delas: 

  • Fibras – A chia é uma grande fonte de fibras, que são compostos de origem vegetal e que devem ser consumidos diariamente. Os benefícios da fibra são várias e ela age no combate de prisão de ventre e até ajudando a regular os níveis de açúcar no sangue.  
  • Fósforo – O fósforo é um mineral presente na chia. Ele é muito importante para a saúde óssea e o bom funcionamento do metabolismo. 
  • Gorduras poli-insaturadas – É um tipo de gordura insaturada que traz benefícios à saúde ajudando na diminuição do LDL, conhecido como colesterol ruim. 
  • Potássio – É um mineral com grande importância para o bom funcionamento do sistema nervoso, muscular e cardíaco.  
  • Ômega-3 – O ômega-3 é um tipo de gordura saudável com ação anti-inflamatória. O ômega-3 também age na prevenção de doenças crônicas. 

Chia e os seus benefícios 

chia

chia – Foto: Freepik

Realmente uma semente que combinada com um bom estilo de vida vai trazer muitos benefícios para a saúde do indivíduo. 

Mas como qualquer outro alimento que possui seus benefícios, é bom estar ciente de que ela não vai agir de forma milagrosa, mas uma auxiliar que vai ajudar a manter seu organismo mais saudável.  

Usado de forma correta e acompanhado com uma boa alimentação e exercícios físicos, a chia é um verdadeiro superalimento, e nela você encontrará várias fontes essenciais para o bom funcionamento do corpo. Conheça quais são os principais benefícios do consumo. 

Publicidade

Ajuda no emagrecimento 

chia

chia – Foto: Freepik

Talvez esse tenha sido o benefício mais vinculado com a chia, já que é algo que as pessoas estão sempre buscando. Mas antes de sair consumindo, achando que vai emagrecer “milagrosamente”, entenda, a chia vai ser um aliado na perda de peso, que deve ser acompanhado por dieta e exercícios físicos. 

Por ser rica em fibras, a semente ajuda a manter a saciedade, o que faz com que a pessoa consuma menos alimento.  

Controla o diabetes 

Sorvete com chia – Foto: Freepik

A chia é um grande aliado para o controle e prevenção da diabetes. Por ser rico em fibras, o consumo da semente faz com que aumente o tempo de liberação da glicose no organismo, o que acaba ajudando a prevenir o diabetes tipo 2. 

Para evitar o aumento rápido da glicemia, a chia ajuda no controle do diabetes tipo 1 e o tipo 2 já que ela age controlando os níveis de açúcar no sangue.  

Publicidade

Melhora a saúde do intestino 

chia

chia – Foto: Freepik

Ela é rica em fibras insolúveis, o que ajuda no trânsito digestivo e evita prisão de ventre. Mas cuidado com o consumo exagerado, ou pode acabar tendo um efeito laxante. 

Para que a chia possa agir de forma benéfica para o intestino é importante o consumo adequado de líquidos.  

É um aliado na prevenção do envelhecimento precoce 

Prato com salada – Foto: Freepik

A chia é um verdadeiro coringa e suas ações trazem benefícios para a estética. 

Por ser rica em antioxidante, ela ajuda a impedir a formação de radicais livres que são responsáveis pelo envelhecimento precoce. A semente também é um aliado para os cabelos, pele e unhas. 

Controla o colesterol 

Jarro com salada – Foto: Freepik

Por ter composições como o ômega-3 e ômega-6, a chia ajuda a regular os níveis do colesterol LDL e aumenta o HDL. 

A semente também age no combate de doenças cardiovasculares, prevenindo doenças como derrame, infarto e pressão alta. 

Potente para os ossos 

Prato de peixe com chia – Foto: Freepik

A chia é uma boa fonte de cálcio, um mineral muito importante para manter a saúde dos ossos, evitando assim doenças como osteoporose e osteopenia. 

Por ser uma fonte de cálcio, a chia pode ser uma opção para as pessoas que têm intolerância à lactose, que por não consumir alimentos derivados de leite pode acabar necessitando desse mineral.  

Fortalece a imunidade 

Ela possui componentes como o zinco e o selênio que auxiliam o sistema imunológico. 

Fósforo, manganês e potássio também estão presentes na chia e atuam na prevenção de doenças e no fortalecimento do sistema imunológico. 

Como consumir a chia 

Três pote de salada – Foto: Freepik

É importante saber a forma certa de se consumir essa super semente. 

Primeiro deve-se seguir a orientação de consumo diário, que deve ser de 25 gramas, o que corresponde a duas colheres de sopa. Essa quantidade deve ser consumida durante as refeições do dia. 

Evite consumir a semente de forma pura, sem antes ser hidratada, já que ao ter contato com líquidos, a chia forma um gel que ao ser consumido sem antes ser hidratado pode acabar causando engasgo.  

Então sempre consuma a semente em pequenas quantidades durante as refeições do dia e evite o consumo puro sem ser acompanhado de outro alimento. Algumas formas de consumir a semente são: 

  • No iogurte, na salada de fruta ou no cereal 
  • Polvilhado em saladas 
  • Na água. Para usar na água você vai misturar uma colher de sopa de chia à meia xícara de água. Misture e deixe descansar por 30 a 45 minutos. Essa água é indicada para o consumo antes de alguma refeição, principalmente para quem quer perder peso ou controlar taxas como diabetes e colesterol 
  • A semente também pode ser consumida junto com massas como na panqueca e em tortas salgada 

Como a chia não altera o sabor ela acaba sendo de fácil de consumir e pode ser acrescentado em praticamente todos os tipos de pratos, só basta usar a quantidade correta para o dia. 

A semente também pode ser encontrada na versão de farinha e em óleo. 

Pessoas com histórico de alergias a sementes de gergelim, mostarda e tomilho não devem consumir a chia sem antes conversar com o médico, já que existe uma possibilidade de também ser alérgico.