Todo pai se sente mais calmo se o filho é saudável e não sente nenhum desconforto. Infelizmente, nossos filhos às vezes sofrem de algumas doenças. Uma delas é a dor de barriga. Identificar a causa pode ser difícil. Descubra agora o que fazer ao ver o bebê com dor de barriga.

Primeiro, devemos estar atentos a quanto tempo a criança reclama de dor abdominal, se ela é acompanhada de outros sintomas e onde a criança sente dor.

A dor de barriga pode ser causada por muitas coisas, desde indigestão a estresse e apendicite. É por isso que é tão importante levar a sério cada episódio de dor. Mas graças a isso, você pode encontrar rapidamente a causa da dor e ajudar a criança.

Bebê com dor de barriga: causas

bebê com dor de barriga

bebê chorando – Foto: Freepik

Publicidade

A dor de barriga no bebê pode ter muitos rostos e tipos – de leve a súbita e intensa. Às vezes, é acompanhada por outras doenças digestivas, como vômitos ou diarreia. Ocasionalmente, ocorre febre.

As causas do bebê com dor de barriga:

  • Infecção viral ou bacteriana,
  • Indigestão, intolerância a certos nutrientes, alergia,
  • Refluxo,
  • Flatulência,
  • Constipação,
  • Emoções fortes, estresse,
  • Úlcera péptica,
  • Parasitas,
  • Apendicite.

Também pode ser rotavírus – ocorre então inflamação intestinal, que se manifesta por dor de barriga, vômito, diarreia, aumento da temperatura, fraqueza.

1 – Indigestão, intolerância a certos nutrientes, alergia

O sistema digestivo de uma criança, especialmente aquela que está aberta ao paladar e gosta de experimentar novos pratos, pode reagir violentamente quando se trata de um produto intolerante, alergênico, de difícil digestão ou estragado.

Em seguida, há dor de barriga, perda de apetite, diarreia e prisão de ventre, além de vômitos. Vale a pena observar após a ingestão de qual produto os sintomas aparecem, principalmente se não for uma situação pontual.

2 – Bebê com dor de barriga pode ser refluxo?

bebê com dor de barriga chorando

Criança chorando – Foto: Freepik

Publicidade

O refluxo, ou seja, a regurgitação de alimentos para o esôfago, ocorre não apenas em bebês, mas também em crianças mais velhas.

O alimento regurgitante, misturado ao suco gástrico, irrita a mucosa esofágica e causa dor. Se você suspeitar de refluxo ácido, converse com o pediatra, pois essa condição requer tratamento.

3 – Flatulência

O excesso de bactérias (por exemplo, no intestino delgado) são as causas mais comuns de gases. A flatulência é causada pela entrada da lactose no intestino delgado – a bactéria transforma o açúcar em gás.

4 – O bebê com dor de barriga pode estar constipado?

As dores de barriga aparecem como resultado da prisão de ventre, por isso não podem ser subestimadas. Elas podem ser causadas ​​por uma dieta inadequada, mas também pelo estresse.

Além disso, a constipação é acompanhada de dor de barriga e os movimentos intestinais são frequentemente acompanhados de desconforto e dor. Portanto, dê uma olhada na dieta da criança – talvez não haja vegetais, frutas e água suficientes nela.

5 – O bebê pode estar com dor de barriga devido à estresse?

As crianças, assim como os adultos, experimentam fortes emoções e estresse. E a dor de barriga no bebê pode estar relacionada a isso.

Publicidade

Isso ocorre porque o sistema digestivo está relacionado ao sistema nervoso. Sob a influência de fortes emoções e experiências, ocorre espasmo intestinal e a dor ocorre mais frequentemente ao redor do umbigo.

6 – Bebê com dor de barriga pode ser devido aos parasitas?

bebê chorando no berço

bebê chorando no berço – Foto: Freepik

Basta que as larvas dos parasitas, da caixa de areia ou dos pelos dos animais, cheguem às mãos da criança – daí o caminho mais fácil para os intestinos.

Assim, a infecção parasitária é acompanhada por: dor abdominal (mais frequentemente após comer), falta de apetite, fezes com mau cheiro, náuseas, febre baixa, tosse ou sonolência.

Então se você suspeitar de uma infecção parasitária, consulte o seu pediatra – o tratamento deve incluir toda a família.

7 – Apendicite

A apendicite se manifesta por dor de barriga intensa, mais frequentemente localizada no quadril inferior direito. Às vezes, a dor é difusa, irradiando. Na maioria das vezes, é acompanhada de febre e vômitos. A consulta é necessária.

Como aliviar os sintomas no bebê com dor de barriga?

O alívio da dor abdominal depende de sua força e tipo. Mas se for leve, comece com remédios caseiros:

  • Uma dieta de fácil digestão e ingestão de líquidos são importantes, especialmente quando a dor abdominal é acompanhada de diarreia.
  • Se a criança tem pouco apetite, dê-lhe arroz cozido, cenouras cozidas, bananas. Não sirva alimentos gordurosos, fritos e refrigerantes.

Quando consultar um médico?

Certifique-se de entrar em contato com o pediatra se:

  • Há vômito, diarreia, febre alta,
  • A dor é forte e nada traz alívio,
  • Barriga está dura ou inchada,
  • A criança está enfraquecendo – você tem a impressão que a situação está piorando,
  • A dor de barriga não é intensa, mas ocorre periodicamente ou dura vários dias.