Hormônio do amor: como ele contribui para o trabalho de parto

Por 0 Comentários


Você já deve ter ouvido falar sobre a ocitocina. Conhecida popularmente como “hormônio do amor”, essa substância produzida no nosso organismo é liberada quando passamos por momentos de prazer. Por essa relação com o bem-estar, a ocitocina nos ajuda a relaxar. E, com tantos benefícios, sabia que ela também pode ser muito útil durante o trabalho de parto?

Quem explica é o ginecologista e obstetra Alberto Guimarães: “A ocitocina tem um papel muito importante no trabalho de parto. Ela é uma das razões para que ocorra a contração uterina e essa contração promoverá a dilatação do colo do útero facilitando a passagem do bebê pelo canal vaginal”.

hormônio do amor ocitocina

Cute newborn baby holding mother’s hand

Por essas atribuições, a ocitocina pode ser bastante útil em casos em que o trabalho de parto não inicia ou não evolui. Mais uma utilidade da substância é a prevenção de hemorragia no pós-parto. A seguir, confira mais sobre essa relação e dicas do ginecologista para que ela seja uma aliada durante o nascimento do bebê.

Veja também: GentleBirth ou parto gentil: conheça a técnica que ajuda no trabalho de parto

Como estimular o hormônio do amor no parto?

Para que a ocitocina seja estimulada de maneira natural durante o trabalho de parto, é muito importante que a mulher esteja se sentindo bem nesse momento. Claro que nessa hora as dores são inevitáveis, mas algo que pode ajudar é o fato de a mulher estar em um ambiente tranquilo, onde ela se sinta segura e bem.

“Orientamos que a mulher faça coisas que lhe dê prazer, que se concentre em pensamentos bons, e que, de preferência, permaneça em seu ambiente acolhedor com seu parceiro/família. E no momento que o bebê estiver pronto para nascer, a ocitocina será liberada e tudo acontecerá de maneira natural”, explica o Dr. Alberto. Mais uma possibilidade, de acordo com o obstetra, é injetar ocitocina diretamente na veia da mulher.

Veja também: HCG – tudo sobre o hormônio da gravidez

E depois do nascimento?

Desde o início do trabalho de parto até o nascimento, há uma enxurrada de hormônios liberados pela mulher – entre eles, está a ocitocina. Mas, como você deve se lembrar do que falamos no início do post, essa substância está ligada ao amor. Por isso, como mãe, depois que o seu bebê nascer, você vai se beneficiar muito da ocitocina – ela é liberada em diversos momentos, inclusive os momentos mais simples, como quando você olha para o seu filho e ele retribui seu olhar!

Veja também: O livro de gravidez do ano!


 



Arquivado em: Gravidez Tags:

Deixe seu comentário