Banheira para bebê: modelos disponíveis e como fazer uma boa compra

Por 10 Comentários


Uma das aquisições mais importantes para a futura mamãe certamente é a banheira para bebê. Antes de comprá-la, vale a pena pesquisar um pouquinho e entender qual é aquela que se adapta melhor à sua necessidade. Afinal, você a usará diariamente por um bom tempo (dependendo do modelo, posso afirmar que até mesmo por alguns anos!).

Imagem: 123RF

Em primeiro lugar, defina o local onde a banheira para bebê será colocada. Há espaço para um modelo grande? Esse banheiro ficará apenas para o bebê ou será de uso comum de todos os integrantes da casa? Você pretende levá-la em viagens? Essas são algumas perguntas que devem ser respondidas para garantir que você fará uma ótima compra.

Aqui em casa temos um banheiro que ficou exclusivo para o uso de minha filha Catarina. Por sorte não tínhamos colocado box ali, o que facilita muito o processo do banho até hoje (fica então a primeira dica: se tiver um banheiro que pretende usar apenas para o bebê, avalie a ideia de colocar o box bem depois, quando o filhote já estiver crescidinho). Optei por uma banheira para bebê com suporte (o que é uma dádiva para as costas de qualquer mãe, pois a banheira fica na altura da sua cintura, o que evita que você tenha que se curvar ou agachar para dar banho no bebê), que na minha opinião é muito mais seguro do que colocar uma banheira pequena em cima da pia, ou de qualquer outro local.  Se escolher um modelo de banheira pequeno, o ideal é que você o use no chão, para evitar o risco de queda. Ou mesmo dentro de uma outra banheira, se você tiver uma instalada no seu banheiro, onde também fica o chuveiro (nesse caso você não conseguirá colocar uma banheira clássica com suporte, de qualquer forma).

banheira para bebê com trocador

Com trocador, da Burigotto

Compacta, com termômetro interno, da OkBaby

O modelo de banheira que escolhi tem um trocador acoplado. Como minha casa é muito fria, trocar o bebê dentro do banheiro (bem mais quentinho) ajudou bastante nos primeiros meses. Só depois de muito tempo (quase dois anos!) passei a trocar Catarina em outro local da casa. Há trocadores mais ou menos confortáveis, e a diferença de preço não é tão grande assim (ou seja, vale a pena gastar um pouquinho mais e dar esse conforto para o bebê). Um detalhe importante: se comprar uma banheira grande, que servirá por mais tempo, o redutor de profundidade para recém-nascido ajuda bastante no início (há também modelos de rede que exercem a mesma função e que são vendidos à parte). Já o suporte para shampoo, sabonete e outros itens do banho é apenas um adicional (a minha banheira veio com isso, mas para ser sincera, nunca usei).

rede para banheira de bebê

Rede para banheira, da Bibi Tchan

Há também banheiras dobráveis, que podem ser uma boa opção se você tiver pouco espaço disponível. Mas não se esqueça: devem estar bem secas para serem dobradas e guardadas. Para a mãe que viaja e precisa levar toda a infraestrutura junto, é uma alternativa interessante. Outra opção para as mães viajantes é a banheira inflável, que não ocupa lugar na mala e pode ser levada até no avião.

banheira para bebê dobrável

Banheira anatômica dobrável, da Safety 1st

banheira para bebê inflável

Inflável para viagens, da Munchkin

Ou você pode optar por um balde, que acomoda bem bebês de poucos meses (como já comentei várias vezes, ele ajuda a aliviar a cólica do bebê). A ideia é que o bebê fique imerso num local pequeno, que lhe proporciona uma gostosa sensação de aperto (lembrando que no útero ele ficava apertadinho, certo?). Assim ele realmente relaxa durante o banho!

Balde da Tummy Tub

Veja também: Enxoval de bebê – itens importantes que não são de vestir


 



Arquivado em: ComprasCuidados diários Tags:

Comentários (10)

Trackback URL

  1. Daniela disse:

    A da Laura era aquela gigante com trocador e dispenser para shampoo/sabonete. Não me arrependo nenhum pouco!!! O meu banheiro é relativamente pequeno (ou relativamente grande), mas coube a banheira, graças a Deus. Tudo certo. A cada banho eu montava e desmontava a banheira, para liberar o espaço para mim e para o papai tbm (banheiro único).
    De qlq forma, minhas costas agradecem muito e eu acho que valeu muito a pena, até os 12 meses. Depois disso, fiquei com medo da Laura se jogar no chão e passei a dar banho no chuveiro nela (sempre tomei banho junto com ela). E estamos nessa de tomar banho juntas há 1 ano e 2 meses.
    Adoro tbm.

    Beijos grandes!

    • Barbara disse:

      o duvida cruel,a banheira da borigoto com trocador ou a da galzerano?
      …o trocador da borigoto e de plastico duro e da galzerano e todo de espuma macia.Qual e melhor?

  2. Brunna Oliveira disse:

    boa dica

  3. Náy disse:

    Na minha casa só tem um banheiro e ele é muito pequeno, por isso, provavelmente o baby tomará o seu banho no quarto.Sempre achei a banheira com suporte e trocador da Burigoto e da Galzerano completas, no entanto, além do valor alto, não gosto da estética delas, por isso, estou pensando em comprar uma banheira mais bonita e mais em conta apenas com o suporte e trocar o baby na cômoda.

  4. Ola, estou em duvida entre comprar o redutor para banheira da Burigotto ou essa redinha que mostra aqui no blog. Pode me indicar quais as vantagens de cada uma?

    Obrigada!

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Thais, tudo bem?
      Eu pessoalmente tive o redutor, e me adaptei bem com ele. Mas mesmo usando-o, dá uma certa insegurança com o bebê nos primeiros banhos, porque ele não firma o bebê, só dá um pouquinho mais de apoio para que você o segure.
      As mães que eu conheço que compraram a rede acham o acessório bem útil. Pela informação que tive delas, o espaço para o bebê dentro da banheira fica menor, o que dá mais segurança nos primeiros meses. Por outro lado, pode ser que você use por menos tempo do que usaria o redutor.
      Grande bj!

    • Mary disse:

      O redutor que acompanham as banheiras não dão muita segurança,pois deixam o bebe meio sentadinho,parece um bebe conforto e qdo eles são recem nascidos escorregam para o lado,a cabecinha não fica firme,já a rede deixa o bebe mais deitadinho,dá muito mais segurança enquanto ainda são bem pequenos.

  5. milena disse:

    estou vendendo minha banheira com trocador, otimo estado.

    https://www.enjoei.com.br/produto/chua-chua-uh-uh

  6. Lahys Farias Ostentação disse:

    esse bliog e dimais fiz uma vizita en tudo

Deixe seu comentário