Higiene natural ou criação sem fraldas – como funciona?

Por 0 Comentários


Fraldas estão entre os principais gastos com um bebê nos primeiros anos de vida, não é mesmo? Porém, alguns pais estão excluindo o produto da lista de enxoval – são os adeptos da chamada higiene natural. Esse método, também conhecido como comunicação de eliminação, consiste em observar os sinais da criança quando ela está prestes a fazer xixi ou cocô, para que não seja necessário o uso da fralda.

Ao perceberem os sinais, os pais devem transportar o pequeno para o penico (ou levá-lo até um recipiente onde ele possa evacuar) – logo, as fraldas deixam de ser necessárias. Já pensou nessa possibilidade? Confira a seguir mais informações sobre a técnica.

higiene natural criação sem fralda
Imagem: 123RF

Como saber se meu bebê quer evacuar?

Para adotar a higiene natural, a primeira recomendação é treinar a observação do comportamento do bebê. Esse cuidado é fundamental para aprender a reconhecer os sinais que ele emite quando está se preparando para evacuar – nessas horas ele pode fazer “bico” e caretas, movimentar as pernas mais próximo à barriga, aumentar a rigidez do corpo, ficar vermelho ou até mesmo olhar fixamente para um ponto.

Mães adeptas da higiene natural afirmam que, assim como ao longo do tempo a mãe aprende a perceber o motivo do choro do filho, também é possível identificar a vontade de fazer xixi ou cocô.

A recomendação é que a técnica seja adotada com o bebê ainda recém-nascido, até os três meses. No início, evidentemente, a criança ainda não possui estrutura para sentar no penico, e por isso alguns pais optam por segurá-la ou então colocar um recipiente embaixo dela (como um potinho) para que evacue.

Benefícios da higiene natural

A higiene natural é também conhecida como comunicação de eliminação porque um dos seus principais objetivos é justamente fortalecer a comunicação entre a criança e os pais. Como nos primeiros meses de vida o bebê ainda não verbaliza suas sensações e emoções, a técnica acaba sendo mais uma maneira para os pais aprenderem a identificar as necessidades do pequeno e, assim, estreitar o vínculo com ele.

Os pais adeptos da higiene natural também afirmam que a técnica evita assaduras e ainda contribui para o planeta, pois reduz significativamente o lixo que seria gerado pelas fraldas. Por não demandar fraldas, o método também acaba sendo uma forma de economizar.

Dicas

Se você pretende seguir a higiene natural em casa, o ideal é que você converse com o profissional de saúde que lhe acompanha para orientá-la. Também é importante não ter pressa para acertar todas as vezes que a criança quiser evacuar, pois esses sinais são reconhecidos com o tempo e os escapes vão acontecer.

Mais uma dica é conversar com pais que adotaram a técnica com seus filhos, para compartilhar experiências. Alguns, por exemplo, intercalam o uso do método com a utilização de fraldas, o que pode ser uma opção mais viável para algumas famílias. Você pode procurar grupos nas redes sociais ou em fóruns de sites de maternidade.

Mas é importante ressaltar que alguns pediatras não reconhecem a prática como positiva às crianças e a entendem como uma forma de forçar o condicionamento natural. Por isso, não deixe de conversar com o médico de sua confiança para tirar todas as dúvidas e aplicar o método com segurança.


 



Arquivado em: Cuidados diários Tags:

Deixe seu comentário