Teste do Olhinho: o exame que salva a saúde ocular do bebê

Por 0 Comentários


Você sabia que pouco depois do nascimento do bebê já é possível detectar problemas de visão no pequeno? É verdade! Isso é possível graças ao Teste do Olhinho, um exame obrigatório e que todos os recém-nascidos têm direito garantido por lei a fazer. Trata-se de um procedimento bastante simples e indolor, e que pode ser crucial para o desenvolvimento saudável da saúde ocular da criança.

Venha conhecer mais sobre o Teste do Olhinho a seguir:

Imagem: 123RF

Para que serve o Teste do Olhinho?

Por meio desse exame, também chamado de Teste do Reflexo Vermelho (TRV), o médico consegue identificar qualquer tipo de alteração visual no bebê, como catarata, glaucoma congênito e deslocamento de retina.

O procedimento serve justamente para, em caso de detecção de alguma anormalidade, encaminhar o quanto antes a criança a um especialista (oftalmologista) para fazer novos testes específicos e dar início ao tratamento adequado, garantindo que o pequeno desenvolva a visão normalmente (ou o mais próximo disso possível).

Como o Teste do Olhinho é feito?

É bem simples: o pediatra projeta um feixe de luz sobre os olhos do bebê. O procedimento leva também o nome de Teste do Reflexo Vermelho porque, se o reflexo dessa luz produzir um tom avermelhado (como em fotos com flash), é sinal de que a saúde visual do pequeno está normal.

O fato dos olhos do bebê demonstrarem um tom avermelhado com a incidência da luz é um indício de que as principais estruturas internas que compõem o olho (como a córnea e a retina) estão transparentes (situação normal), permitindo que a luz chegue à retina. Caso contrário, se há algo que impeça essa chegada, o reflexo terá interferências na coloração e pode indicar doenças.

O Teste do Olhinho deve ser feito ainda na maternidade, pouco depois do nascimento. Se não for realizado nesse momento, também pode ser feito na primeira consulta com o pediatra. O importante é não demorar muito!

Atenção: além do Teste do Olhinho, a atenção à saúde ocular do bebê continua nas primeiras consultas. A recomendação do Ministério da Saúde é que até os cinco anos a criança tenha a visão verificada em consultas de rotina por meio de exames de avaliação, capazes de detectar problemas como estrabismo. Em caso de alguma anormalidade, o pediatra deve encaminhá-la a um oftalmologista.


 



Arquivado em: Saúde Tags:

Deixe seu comentário