Talvez uma das primeiras dúvidas que tive, depois de receber a notícia de que Catarina estava a caminho, foi saber exatamente com quantos meses de gestação eu estava – afinal, meu obstetra só falava em semanas de gravidez. E vejo que essa é uma pergunta comum a quase todas as gestantes, porque crescemos ouvindo que, depois de 9 meses, chegará o momento do parto, não é mesmo? Mas a realidade é um pouco diferente, como eu conto a seguir!

Imagem: 123RF

Imagem: 123RF

Assim que você engravida, percebe que a contagem da gestação é baseada em semanas. Isso é necessário porque exames, consultas médicas, enfim, todos os procedimentos de saúde realizados durante a gravidez seguem esse critério. Ele é mais exato para compreender o desenvolvimento do bebê, que tem marcos importantes a cada semana. Do contrário, teríamos que falar em números quebrados, como 1 mês e 5 dias, etc. Outro motivo para usar esse método é que os meses têm durações distintas entre si (alguns têm 30, outros 31, e ainda há fevereiro, com 28/29), enquanto as semanas são sempre compostas por 7 dias, o que não gera erro nas contas.

Inclusive, o tempo para a criança nascer é estimado em 40 semanas e não 9 meses (se fizermos as contas, veremos que são quase 10 meses na verdade!). Agora, para saber em qual “mês” de gravidez você está, confira abaixo uma tabela convertendo os meses em semanas (e vice-versa):

Publicidade
MESES SEMANAS
1° mês Até 4 semanas e meia
2° mês 4 semanas e meia a 9 semanas
3º mês 9 semanas a 13 semanas
4º mês 13 semanas a 17 semanas e meia
5º mês 17 semanas e meia a 22 semanas
6º mês 22 semanas a 26 semanas e meia
7º mês 26 semanas e meia a 31 semanas
8º mês 31 semanas a 35 semanas e meia
9º mês 35 semanas e meia a 40 semanas