Eu demorei bastante para tirar a mamada da madrugada de Catarina. A grande verdade é que eu não fazia muita questão de que ela dormisse a noite inteira sem mamar nos primeiros meses (claro que seria um sonho dormir horas sem acordar, mas eu tinha um bom motivo para pensar dessa forma: o sucesso da amamentação).

Acredito que dificilmente eu teria amamentado minha filha até os nove meses de vida sem a mamada noturna – como já contei aqui no blog, eu tive pouco leite, e tenho quase certeza de que a quantidade produzida só não era ainda menor porque a pequena acordava para mamar.

bebê mamando

bebê mamando. Foto: freepik

Mesmo depois do desmame (do peito), Catarina continuou a acordar por volta das 5 horas da manhã e eu dava a mamadeira. Às vezes ela voltava a dormir rapidamente, outras ficava acordada (e essas fases foram difíceis demais! Se você está passando por isso com seu bebê, dei uma dica nesse post que pode ajudar).

Publicidade

Até que por volta do seu primeiro aniversário eu resolvi que ela não tomaria mais leite no meio da noite, na tentativa de que ela deixasse de me chamar (o que não aconteceu! Ela parou de mamar, mas mesmo assim acordou até um ano e meio praticamente todas as noites! Para que vocês vejam que existem mil motivos além da amamentação para que o filhote não durma uma noite inteira).

O desmame noturno não foi muito sofrido por aqui (o que não quer dizer que tenha sido rápido). Foi mais ou menos assim: eu tentei por alguns dias, acabei voltando atrás, e mudei algumas coisas na rotina da pequena para a segunda tentativa.

E se vocês me perguntarem qual foi o fator que determinou o sucesso da jornada, eu diria que foi todo um conjunto. Foram várias dicas que, juntas, fizeram com que Catarina aceitasse a voltar a dormir sem o “leitinho”. A seguir, eu as compartilho com vocês!

Dicas de como tirar a mamada da madrugada

1 – Reforce a alimentação diurna

Quando o bebê mama à noite, naturalmente ele ingere menos calorias durante o dia. Isso é um ciclo vicioso, porque faz com que ele sinta fome durante a madrugada.

Para tirar a mamada noturna é importante que você se certifique de que o bebê está bem alimentado – assim, ficará mais tranquila quando ele solicitar o leite e você não der.

Mas então como quebrar essa sequência? Uma boa opção é diluir a mamadeira que ele toma quando acorda, por algumas semanas. Você vai colocando cada vez mais água e menos leite – dessa forma, o bebê continua mamando o mesmo volume de líquido, mas ingerindo uma quantidade menor de calorias à noite (o que fará com que ele coma melhor durante o dia).

Publicidade
bebê comendo frutas

bebê comendo frutas. Foto: freepik

2 – Peça ajuda para o desmame noturno

Quando é a mãe quem vai ao quarto do bebê durante a madrugada, é natural que sua insistência pelo leite seja maior (afinal, ele faz a associação mamãe-mamar – até mesmo pelo cheiro, no caso dos bebês que mamam no peito).

Por isso, quando decidir cortar a mamada da noite, peça que outra pessoa atenda o bebê (olha que ajuda grande o pai pode dar nesse momento!).

3 – Chupeta

Se seu bebê faz uso do objeto, tente fazer com que ele volte a dormir acalmando-o com ela, e acariciando sua cabecinha. Normalmente os pequenos reclamam nas primeiras noites, mas, se estiverem bem alimentados, acabam pegando no sono.

bebê dormindo de chupeta

bebê dormindo de chupeta. Foto: freepik

4 – Naninha

Para os menores, pode ser apenas um paninho de boca; para os maiores, um bichinho de pano. Ter um objeto que dê segurança ao bebê ajuda na retirada da mamada noturna, porque ele consegue se acalmar mais facilmente sem o peito ou a mamadeira.

Publicidade

5 – Tente fazer o bebê relaxar ao máximo antes de dormir

Dê um banho gostoso, faça uma massagem, mantenha a rotina. Isso pode fazer com que naturalmente seu filho deixe de acordar durante a noite, o que acaba com a mamada da madrugada.

recém-nascido tomando banho

recém-nascido tomando banho. Foto: freepik

6 – Aceite o ritmo da criança

Eu acredito muito que todo processo com os filhos é mais fácil quando eles estão preparados para o desafio. Por mais desgastante que seja acordar para amamentar um bebê de 2 ou 3 meses, é muito provável que não seja o momento ideal para a retirada da mamada noturna (são poucos os bebês dessa idade que dormem uma noite inteira!)

Acredite: nem sempre o que você ouve de outras mães por aí – que o filho dorme super bem, que “praticamente” não acorda – é verdade. Então não queira comparar!.

7 – Deixar a mamada noturna não significa desmamar o bebê

O bebê é capaz de diferenciar a rotina do dia e da noite – por isso você não precisa desmamar o bebê por completo para que ele deixe de solicitar a mamada da madrugada.

Lembre-se de que a recomendação da OMS é o aleitamento materno exclusivo até os seis meses de idade, e o peito até dois anos – ou seja, seu filho só tem a ganhar se continuar no peito durante o dia (porque amamentar nutre não só com leite, mas também com amor – além de ser uma excelente fonte de anticorpos!).

mãe amamentando o bebê

mãe amamentando o bebê. Foto: freepik

E você, já conseguiu tirar a mamada da madrugada? Deixe sua dica aqui, para ajudar as mães que chegarem!