A partir dessa semana, todos os hospitais e maternidades públicos e particulares do país passam a ser obrigados a oferecer o teste da linguinha aos recém-nascidos, nas primeiras 24 horas de vida. A notícia é importante, por isso gostaria de compartilhá-la aqui com vocês!

Para quem ainda não sabe como é feito o teste e o porquê de sua execução, eu explico: o teste da linguinha tem como objetivo avaliar o freio lingual do bebê. Sabe aquele tecido que fica embaixo da língua, e que a liga ao assoalho da boca? Esse mesmo! Quando o freio nasce mal posicionado, causa a famosa “língua presa”, que pode dificultar a amamentação e, posteriormente, a fala do pequeno. Por isso, a detecção precoce do problema é fundamental (em alguns casos realiza-se uma pequena cirurgia, muito simples, que libera o freio e faz com que o bebê tenha uma vida normal depois da correção).

O teste da linguinha pode ser feito por um fonoaudiólogo ou outro profissional de saúde capacitado (e é justamente esse ponto que merece atenção das autoridades nos próximos meses, pois ainda não há um protocolo oficial para o teste. Isso é importantíssimo para que se garanta que ele será bem executado e que bebês não sejam enviados desnecessariamente para a cirurgia de freio lingual. Vamos ficar de olho e cobrar, certo?). Ele é bastante simples, rápido, indolor e feito enquanto o bebê mama, pela observação das características anatômicas da língua e da sucção. Ah, e também não há custo para os pais, como manda a legislação vigente.

Publicidade

Uma das grandes vantagens da execução do teste da linguinha no primeiro dia de vida do bebê é evitar situações em que a amamentação fica muito prejudicada pela língua presa do bebê. Mães com bebês que passaram por isso sabem que há casos em que o bebê chora demais e não consegue mamar (e como resultado acaba perdendo peso e desmamando precocemente). É necessário esclarecer também que há graus diferentes de “língua presa”, e que nem todos são cirúrgicos (a cirurgia é apenas um “pique”, ou corte, no freio, que permite uma maior liberdade de movimento da língua. É feita com anestesia local e leva poucos minutos).

Você que é leitora do blog e acabou de ter um bebê, escreve para mim e conta como foi sua experiência com o teste da linguinha! Será muito bacana compartilhar sua história aqui, para que outras mães possam conhecê-la e entender na prática como o teste acontece!