Eu adoro livros, se pudesse teria uma enorme biblioteca em casa. Já viram a cena do desenho a Bela e a Fera em que a mocinha se vê encantada com as estantes de livros que vão até o teto no castelo em que se vê prisioneira? A expressão de alegria dela foi exatamente a que eu tive só em imaginar que um dia pudesse ter uma sala daquelas!

Por outro lado, aprecio muito a ideia de trocar livros, ou passar para a frente um romance que eu já tenha lido. Isso porque eu acredito que um bom livro mereça ser lido muito mais vezes do que apenas por mim! É uma questão de aproveitá-lo, de dar utilidade a ele. E pela mesma razão, também sou uma leitora voraz de livros emprestados ou adquiridos de segunda mão (para vocês terem ideia, comprei livros usados até em sites do exterior, que chegaram perfeitamente em minha casa; aqui no Brasil eu não os encontraria, e para pagar um novo, mais o frete, ficaria caro; comprando de um sebo virtual acabei pagando o equivalente a 30 reais (com o frete), e os livros vieram da Inglaterra em perfeito estado. Compra excelente!).

Outro dia, conversando com uma amiga e vizinha que tem o mesmo amor pelos livros (a Marici é também blogueira e mantém o Muitos Bebês – um blog fechado, mas com uma página aberta de interação no Facebook), ela me contou sobre a primeira experiência de sua filha, de apenas cinco anos e meio, com o mundo dos sebos: para trocar gibis! Você já pensou que pode ser um passeio super interessante para o filhote? E mais, me disse que fez uma economia enorme na compra de livros escolares comprando-os em um sebo virtual! Achei tão legal o papo, que pedi que ela compartilhasse conosco a história:

Por Marici Sakata

Publicidade

Agora que a minha filha começou a ler, ela se encantou com os Gibis da Turma da Mônica, assim como eu quando era pequena.  Ela tem 5 anos e meio e o Gibi, escrito todo em letra de forma, fica mais fácil de ler.  Tenho comprado alguns na banca, mas devo dizer que o preço é um pouco salgado. Esta semana um dos meus livros veio com a propaganda de um sebo: “vendo e troco CD, Livros, DVD e Gibi”.  Gibi!!!!  Tinha me esquecido disso!  

Na mesma hora contei para a minha filha. Ela correu para sua prateleira e selecionou um por um, fez uma pilha e colocou na sacolinha.  Contou para o pai, que achou a ideia ótima e ficou a manhã toda esperando para ir ao sebo. Fez questão de carregar a sacolinha durante todo o caminho. Chegando lá, conversei antes com o dono para ver como funcionavam a compra e troca, para não decepcionar a criança.  Para comprar os que estão a venda, é só dividir o preço de capa pela metade, o que eu já achei ótimo.  E para trocar, ele vê o estado do Gibi, e acabou aceitando trocar 8 por 5, o que considerei interessante também. Minha filha entregou a sacolinha com os Gibis e ele disse que ela poderia escolher 5. Ela ficou muito feliz, correu na estante, folheou quase todos e escolheu seus preferidos. Colocou na sacolinha, voltamos para casa e ela passou o resto do dia lendo os Gibis.

O dono do sebo não aceitou o Gibi que estava com a capa meio rasgada.  Assim ela já aprendeu que tem que cuidar muito bem para poder trocar depois. Cada sebo deve funcionar de uma forma, mas não devem variar muito.  Tinham vários livros legais também e acabei comprando outros (para ela e para mim). Como eu moro em São Paulo os mais próximos são os da Av. Pedroso de Moraes:

Sebo Alternativa (Av. Pedroso de Moraes, 816)

Sebo Avalovara  (Av. Pedroso de Moraes, 803)

Red Star Sebo (Rua Teodoro Sampaio, 2040; também unidade Sé, no centro de São Paulo. Vende pela Estante Virtual)

Publicidade

Sebo Eric Livros (Rua Artur de Azevedo, 1799)

E aproveito para deixar a dica para as mães e os pais e um site que junta vários Sebos virtuais onde eu compro tudo: o Estante Virtual.

sebo