Eu tenho que confessar a vocês: quando abro aquele livro de receitas da Dona Benta (que para quem não conhece é um guia completo de cozinha com mais de 1.000 páginas!) e vejo que para fazer muitos pratos nossas mães e avós levavam até um dia inteiro, eu penso que estaria em apuros se tivesse nascido trinta anos antes. Eu gosto de cozinhar, mas com o corre-corre dos dias, não sobra muito tempo para fazer coisas de grande complexidade. Aliás, tem dias em que se houvesse uma máquina de materialização do jantar, eu seria a primeira da fila a usá-la!

Imagem: Creative Commons

Imagem: Flickr – Creative Commons

Pensando nisso, eu acho fundamental simplificar a vida de mãe-cozinheira da família. Por isso quero compartilhar um dos meus truques: alguns alimentos industrializados saudáveis, que poupam tempo e que você pode manter por um tempo razoável em casa. Esses eu dou tranquilamente para Catarina (lembrando que ela tem 2 anos e meio, claro! Se você que está do outro lado da tela tem um bebê de poucos meses, terá que esperar um tempinho para dá-los ao seu filhote, ok?). Vamos a eles (tem opções para as refeições principais e para um lanchinho!):

1) Legumes e verduras congelados

Publicidade

Aqui em casa os campeões de audiência são o brócolis, a couve-flor e as ervilhas. São bem interessantes porque nem sempre você consegue fazer feira ou passar na frutaria para comprá-los de forma fresca (que duram muito menos). E são fundamentais para a dieta saudável do filhote.

 

2) Atum em lata

Prefira a versão light, na qual o atum está mergulhado em água, não em óleo. Esprema para tirar o máximo dessa água, e com isso você reduz a quantidade de sódio. Sabe aquele dia em que você não tem absolutamente nada na dispensa para uma refeição saudável? Então, macarrão com atum é uma dica preciosa!

 

3) Frutas secas

Publicidade

Catarina adora uva passa e damasco! São docinhos, em geral as crianças gostam e são muito melhores para consumo frequente do que outros doces por aí. Aqui em casa a única dificuldade é tirar o pote da pequena antes que ela coma absolutamente tudo (o que pode aumentar o trânsito intestinal de forma considerável – em outras palavras, dar uma bela dor de barriga!). Boas opções de sobremesa ou para o lanche da tarde.

 

4) Suco integral ou polpa de frutas

O suco integral é 100% fruta, sem adição de água, conservantes ou aditivos. Vem pronto para o consumo, então é uma mão na roda (mas é mais caro que um suco de caixinha tradicional, não há milagre!). Eu adoro suco de uva integral (e alguns são tão doces que é difícil acreditar que não tem adição de açúcar!) e a filhota não é diferente.

Já a polpa é uma boa alternativa para quem quer suco saudável a um custo menor. As frutas são congeladas (nesse processo perdem um pouco dos nutrientes, mas ainda assim muitas vitaminas se mantém) e batidas com água durante o preparo.

 

Publicidade

5) Pipoca

É hora do lanche e você quer evitar as bolachinhas? Então faça pipoca, que é rica em fibras e os pequenos adoram! Depois de uma fase sem filhos em que eu fazia pipoca no microondas, com Catarina voltei a fazer na panela. Isso porque muitas marcas de pacote tem gordura trans (e mesmo que não tenha, têm muito mais gordura e sódio do que se você perder cinco minutos para fazer no fogão). E cá entre nós, lavar panela de pipoca não é tão difícil assim, concorda?

 

E você, tem alguma dica de alimento industrializado saudável? Deixe seu comentário para aumentarmos as opções para as mães que se interessam!