Durante uma gravidez a mulher precisa está me plena saúde. Descubra a importância do ácido fólico na gravidez!

Primeiramente, é importante garantir que uma mulher grávida receba todos os nutrientes necessários para manter sua saúde e o desenvolvimento do bebê. Uma dessas vitaminas imprescindíveis é o ácido fólico.

Essa vitamina é responsável por um bom desenvolvimento do feto, principalmente nos primeiros meses.

É durantes os três primeiros meses que o feto desenvolve o tubo neural, que dará origem ao cérebro e à medula espinhal. Assim, o uso do ácido fólico na gravidez diminui o risco de malformação do cérebro e na coluna vertebral, além de ajudar na formação da placenta e no desenvolvimento do DNA. O uso de ácido fólico também aumenta a lactação.

Publicidade

 O que é ácido fólico?

É uma vitamina pertencente ao complexo B, hidrossolúvel e de grande importância. Mas também pode ser conhecido como:

  • Folato,
  • Metilfolato,
  • Vitamina B9.

A primeira vez que o ácido fólico foi identificado foi durante 1940, sendo extraída do espinafre.

ácido fólico na gravidez

Folha de Espinafre – Foto: Freepik

O ácido fólico não é produzido pelo organismo, precisando ser retirados dos alimentos. À princípio, a vitamina é muito importante, tendo funções fundamentais para a síntese e reparação do DNA e RNA, garantindo que as células se dupliquem.

Além disso, também desempenham funções na recuperação de doenças e no bom funcionamento do trato intestinal. Mas tem uma grande importância no desenvolvimento fetal e ajuda na produção de substâncias químicas que são essenciais para o cérebro e o sistema nervoso.

A vitamina B9 encontrada no organismo e na comida são nomeadas de folato, já as que são encontradas nos suplementos ou em alimentos enriquecidos tem denominação de ácido fólico.

Publicidade

Mas essa vitamina não é armazenada no organismo por muito tempo, precisando ser reposto diariamente. Assim, o excesso de vitamina B9 dos alimentos é excretada pelos rins e alguma parte pode ficar armazenada no fígado.

No entanto, já o ácido fólico dos suplementos em excesso não é eliminado pelo corpo e pode causar problemas no estômago e até anemia.

Quando devo começar a tomar ácido fólico?

O médico pode receitar o ácido fólico antes mesmo da concepção para as mulheres que estão tentando engravidar. Estudo indicam que ácido fólico em homens melhoram a qualidade do espermatozoide, mas é preciso o uso adequado para evitar excessos.

As mulheres gestantes precisam começar o uso do ácido fólico nos primeiros meses de gestação.

Sendo assim, é nos primeiros meses que o feto começa a forma o seu tubo neural, estrutura que dá origem ao cérebro e à medula espinhal.

Assim, com a suplementação correta do ácido fólico os riscos de malformação do feto são menores, como também o risco de pré-eclâmpsia durante a gravidez.

Publicidade
ácido fólico na gravidez

Mulher feliz segurando xícara – Foto: Freepik

Primeiramente, o ácido fólico tem função na formação da placenta e no desenvolvimento do DNA. É muito importante o uso nos primeiros meses para o desenvolvimento do feto. Assim que a gestante começa as consultas de pré-natal o médico já prescreve o ácido fólico.

Quanto devo tomar?

O ácido fólico deve ser consumido por todos, independentemente da idade e do sexo. Mas o consumo em excesso do suplemento pode trazer alguns efeitos adversos como reações cutâneas, confusão, perda de apetite, náuseas, problemas de estomago e alterações no sono.

Antes de tudo, a suplementação do ácido fólico é contraindicada aos doentes com patologias tumorais e os que sofrem de anemia causada por carência de vitamina B12. A ingestão exagerada por longos períodos pode resultar em deficiência de vitamina B12.

ácido fólico na gravidez

Copo de medidas – Foto: Freepik

A quantidade recomendada de ácido fólico deve ser:

  • 0 – 6 meses 65 microgramas/dia
  • 7 – 12 meses 80 microgramas/dia
  • 1 a 3 anos 150 microgramas/dia
  • 4 a 8 anos 200 microgramas/dia
  • 9 a 13 anos 300 microgramas/dia
  • 14 anos em diante 400 microgramas/dia
  • Gestantes 600 microgramas/dia
  • Lactantes 500 microgramas/dia

Quais são os benefícios?

A suplementação correta do ácido fólico pode trazer muitos benefícios, não só para mulheres gestante e o bebê. Além de ser importante na gravidez, o ácido fólico é necessário para várias funções do corpo como o metabolismo e importante para saúde cardiovascular.

  • Fortalece a imunidade – Para uma imunidade fortalecida são necessários alguns fatores e o complexo B é uma delas. Assim, o ácido fólico ajuda na formação de novos glóbulos brancos, garantindo uma boa imunidade.
  • Sistema circulatório – Primeiramente, o ácido fólico combinado com vitamina B6 e B12 reduz os níveis de homocisteína, um aminoácido que em excesso afeta o sistema circulatório, endurecendo os vasos e elevando a pressão arterial.
  • Melhora a estética – O complexo B é importante para a saúde das unhas, cabelos e para pele. Além disso, combate a acne e a dermatite, auxilia no crescimento das unhas e cabelos, controla a oleosidade da pele e protege a pele de radiações ultravioletas.
ácido fólico na gravidez

Mulher cuidando da pele – Foto: Freepik

  • Faz bem ao cérebro – Muito importante na formação do sistema nervoso do feto, o ácido fólico também tem sua importância para a manutenção da saúde cerebral. Assim, estudos mostram que a baixa concentração de ácido fólico em idoso se relaciona com demência e Alzheimer. Além disso, também tem uma grande importância na saúde mental e emocional, com estudos que apontam que 40% dos casos de depressão são causado por deficiência de folato.
  • Previne o câncer – Estudos publicado na revista científica da Sociedade Americana de Câncer apontam que, a insuficiência de ácido fólico é um fator de risco para a ocorrência de tumores malignos. Mas o uso da vitamina pode prevenir a progressão da doença.

Quais alimentos contém ácido fólico?

Certamente, muitos alimentos são ricos em folato, podendo ser encontrado nos mais diferentes alimentos como folhas de vegetais, leguminosos, algumas frutas, vísceras e fígado bovino e em alimentos com farinha enriquecida com ácido fólico.

A seguir alguns alimentos ricos em ácido fólico com a quantidade de vitamina para cada 100g.

  • Espinafre cozido – 108mcg
  • Fígado de peru cozido – 666 mcg
  • Fígado de galinha cozido – 770mcg
  • Mamão – 38 mcg
  • Fígado de boi cozido – 220mcg
Fruta Mamão

Fruta Mamão – Foto: Freepik

  • Sementes de girassol – 138mcg
  • Beterraba cozida – 80mcg
  • Feijão preto cozido – 149mcg
  • Feijão cozido – 36mcg
  • Aspargos – 140mcg
  • Levedura de cerveja – 3912mcg

Por fim, o folato precisa ser consumido diariamente e o excesso consumido por alimentos são excretados pelos rins, podendo uma quantidade ser mantida no fígado.