Você já deve ter visto na internet alguns vídeos de um médico “estalando” as costas do paciente. Na verdade, a palavra correta é ajuste e a prática é uma ciência chamada quiropraxia.

Ela surgiu por volta de 1895 nos Estados Unidos, com um médico canadense chamado David Palmer – hoje chamado o “pai da prática de quiropraxia”. Palmer descobriu a quiropraxia quando atendeu um paciente que se queixava da perda de audição, após ter sentido um estalo nas costas. Depois de fazer alguns exames, e praticar os ajustes que hoje dão nome à quiropraxia, o paciente voltou a ouvir.

Assim, ele passou a procurar mais pessoas que tiveram complicações diferenciadas ligadas à coluna vertebral. Mas, chega de história! Você sabe do que a quiropraxia cuida e como ela pode te ajudar com as dores na lombar e na coluna, provenientes das mudanças do corpo na gestação? Descubra abaixo.

Quiropraxia, o que é?

Foto: Freepik

Publicidade

A quiropraxia é uma especialidade médica que trata desvios na coluna vertebral e, consequentemente, problemas relacionados a articulações, músculos, ligamentos e outras partes influenciadas pelas vértebras.

Ela é recomendada para todas as idades: crianças, adolescentes, adultos, idosos e gestantes! Tanto de maneira reparatória, quando já existe um desvio ou um machucado, quanto de maneira preventiva, para ter uma saúde melhor da coluna.

Do que cuida a quiropraxia?

Foto: Freepik

As vértebras da coluna são de extrema importância, porque guardam diversas terminações nervosas que atingem diferentes partes do corpo. A quiropraxia cuida de desalinhamentos da coluna até dores musculares. Confira abaixo os pontos de cuidado e os benefícios:

  • Dor lombar, no pescoço e ciática: dois dos maiores incômodos na gestação são foco da quiropraxia. Os ajustes ajudam a diminuir a tensão e aliviar as dores causadas pelo peso das mudanças do corpo.
  • Ajuda no parto normal: como a quiropraxia cuida também do quadril, ela aumenta as chances de um parto normal para a gestante. Tudo porque os ajustes da coluna ajudam a posicionar corretamente o bebê para o parto, porque diminuem a sobrecarga da coluna e dos ligamentos.
  • Melhora de sono, mobilidade e dores de cabeça: na gestação o sono pode ser prejudicado em decorrência dos incômodos corporais. Ao liberar a tensão da coluna e alinhá-la da maneira correta com o corpo, a quiropraxia pode ajudar também na qualidade de sono da gestante e na recuperação de alguns movimentos prejudicados pela tensão dos ligamentos.
  • Problemas respiratórios: por causa do peso diferente do corpo e da posição do bebê, é comum algumas gestantes sentirem falta de ar. O alinhamento vertebral cuida desses fatores, e também pode ajudar quem sofre com problemas respiratórios como sinusite e rinite.
  • Desvios de postura: o peso dos seios e da barriga pode afetar diretamente a postura da gestante, e essa pode ser agravada também por pequenas ações do dia a dia como mexer no computador. A quiropraxia trabalha justamente na reeducação postural e na reeducação de hábitos, com dicas sobre postura e melhores maneiras de se posicionar sem afetar a coluna.

Como perder o medo da quiropraxia?

Foto: Freepik

Em volta da quiropraxia existem muitos tabus e medos por conta das pessoas que nunca experimentaram a ciência ou nunca tiveram muita informação sobre ela.

Publicidade

Mas não é preciso ter medo! A especialidade médica está há anos no mercado, tem sua eficiência comprovada e é reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

O estalo, na verdade, acontece porque dentro da articulação existe um líquido responsável pela lubrificação das juntas, o que permite a articulação humana. Esse líquido é formado por gases como oxigênio, nitrogênio e dióxido de carbono, que formam bolhas.

É o estouro dessas bolhas que dá origem aos “estalos”, ou seja, não existe risco da quebra de um osso, como muitas pessoas acreditam. Muitas vezes o barulho pode nem acontecer, e é completamente normal também!

Quanto tempo leva o tratamento?

Foto: Freepik

Depende. Como dissemos, o tratamento pode ser reparatório ou preventivo, e cada caso é um caso, que será avaliado pelo médico.

Muitos fatores contribuem para a melhora e o andamento do tratamento, como a mudança dos hábitos não saudáveis para a coluna, a idade, a alimentação, etc.

Publicidade

Normalmente, as sessões podem começar com dois ou mais ajustes semanais e, conforme a evolução, os ajustes diminuem de frequência. Vai depender da seriedade do caso e da cooperação do paciente para a melhora da saúde vertebral!

Quanto custa uma sessão de quiropraxia?

Foto: Freepik

O valor também pode variar bastante de médico para médico, bem como o que é oferecido pelos profissionais. Mas as sessões costumam começar com o preço base de R$ 100.

As consultas posteriores e o acompanhamento periódico podem variar de preço por se entenderem como um pacote a longo prazo, e as formas de pagamento costumam ser mais diversificadas também.

O SUS, Sistema Único de Saúde também trabalha com a quiropraxia de modo gratuito.

Existem contraindicações e riscos na quiropraxia?

Foto: Freepik

Como todo tratamento médico, existem, sim, contraindicações. Principalmente para pessoas com problemas ósseos, hematológicos, neurológicos e até mesmo psicológicos. Por isso, ressaltamos a importância de um acompanhamento médico de sua confiança e que seja especialista na área.

Apenas ele te dirá se a quiropraxia é o melhor tratamento, além de cumprir o protocolo de maneira segura e saudável! A técnica, em geral, não é perigosa. Mas, assim como todas as outras partes da medicina, ela precisa ser aplicada e acompanhada de maneira profissional, principalmente na gestação.