Asfixia postural: um risco silencioso para os bebês. Saiba como evitar!

Por 0 Comentários


Quando o bebê é muito novinho, ele tem o corpo mole e ainda não consegue se sustentar sozinho. Por esses motivos é que pais e cuidadores devem ter muito cuidado ao pegar a criança no colo, na hora de dar banho, e também ao posicioná-la em carrinhos e cadeirinhas. Pois este post chama a atenção para a importância de se atentar a esses momentos, especialmente em relação à cadeirinha do carro – pois, se a criança não for posicionada direitinho nela, corre o risco de sofrer asfixia postural. Você já ouviu falar disso?

A asfixia postural (também chamada asfixia posicional) ocorre quando o bebê, mal posicionado na cadeirinha, dorme e inclina o corpo pra frente. Lembra que o bebê é bem “molinho” nos primeiros meses de vida? Então, por esse motivo ele ainda não tem força para sustentar o corpo, de modo que ele é flexionado pra frente (ou para um dos lados) ao pegar no sono sentado. E é aí que está o perigo: nessa posição, há o risco de o próprio corpo impedi-lo de respirar ou, então, de o cinto fazer esse bloqueio.

Bebê dormindo com o corpo inclinado pra frente, com risco de asfixia postural

Imagem: https://pinterest.com

Para saber mais sobre esse perigo silencioso, confira as informações a seguir e proteja o seu filho.

Como evitar a asfixia postural?

Ao comprar a cadeirinha da carro para o bebê, escolha um modelo adequado ao peso e altura do seu filho. Quando for instalar, siga as instruções do fabricante. Depois de instalada, para se certificar de que está tudo correto, force o deslocamento da cadeirinha. Se ela não se mover muito (há especialistas que recomendam no máximo 2 dedos) é sinal de que está bem presa e pronta para o uso seguro. E, ao posicionar o bebê, verifique se o cinto está bem ajustado.

Em casa, há a recomendação de não usar a cadeirinha do carro. Especialistas afirmam que esse produto foi desenvolvido para ser usado por períodos determinados e não por longas durações, e sempre com supervisão de um adulto. Assim, a restrição do uso dela ao veículo é indicado por muitos pediatras.

E a supervisão constante é mais uma dica para prevenir a asfixia postural. Fique atento a posição e conforto da criança sempre. Se estiver em uma longa viagem de carro, certifique-se que um adulto viaje no banco de trás com o pequeno e faça paradas. Em casa, quando o filhote adormecer, o ideal é colocá-lo para dormir deitado, em uma superfície firme.


 



Arquivado em: Cuidados diáriosSono do bebê Tags:

Deixe seu comentário