Na semana passada, pela segunda vez em sua ainda pequena vida, Cacá pisou em um formigueiro. Vocês podem imaginar com os pés e as perninhas da pequena ficaram? De dar dó, de tantas picadas que levaram! Hoje vamos falar sobre picadas de insetos!

A sorte é que desde a minha infância eu aprendi muitas dicas sobre saúde infantil com a minha mãe, inclusive o que fazer no caso de picadas de insetos: formigas, mosquitos, abelhas, marimbondos… Enfim, agi rapidamente, o que ajudou muito numa recuperação mais rápida da Catarina.

Certamente você já passou por algum episódio com picadas do seu filho aí na sua casa também. Pode ter sido uma janela aberta que permitiu a entrada de mil pernilongos no quarto do bebê (ai, como dá dó de ver aquele corpinho rechonchudo todo picado no dia seguinte!), ou uma picada de abelha à beira da piscina (já reparou como elas adoram ficar ali, bem pertinho da borda?).

E quando essas situações aconteceram, você soube o que fazer para aliviar o desconforto do seu filho? Para as feridas sararem mais rápido? Para não dar reação alérgica forte? Pois eu conto tudo isso no vídeo a seguir, feito com muito carinho!

Publicidade

Picadas de inseto

Uma picada de inseto causa irritação na pele. Assim que os insetos picam, eles injetam sua saliva para evitar a coagulação do sangue. A reação de defesa do nosso sistema imunológico a essa saliva causa a conhecida coceira.

Em muitas partes do mundo, os parasitas espalham doenças graves. Se você viajar para países tropicais, certifique-se de tomar vacinas e não se exponha a perigos desnecessários.

Se você ainda não está seguindo o canal do Mil Dicas de Mãe no YouTube, aproveite para se inscrever aqui, e acompanhar todo o nosso conteúdo por lá também! Sempre um vídeo novo bem bacana sobre maternidade e filhos!