Quando uma criança começa a dormir em uma cama comum, para ela, como para toda a família, começa uma série de mudanças sérias, para as quais é preciso tentar se preparar gradual e suavemente. Para esclarecer, veja como fazer a transição do berço para a cama.

Primeiramente, você precisa ter certeza de que a criança está pronta para ser realocada.

Por outro lado, sem o desejo da criança de se mudar para uma nova cama, será muito difícil realizar a mudança planejada.

Como regra, os bebês tem um desejo semelhante por volta dos dois anos de idade. Nessa idade, as crianças ficam mais conscientes, pois querem ser como os adultos em tudo.

Publicidade

Além disso, aos dois anos de idade, os bebês têm sua própria experiência de vida : provavelmente já perceberam que muitos amigos ou personagens de desenhos animados favoritos dormem em suas camas, que tem as laterais baixas, e são completamente diferentes de sua cama de bebê.

Tal vivência, aliada ao comportamento correto dos pais, ajudará até mesmo a maior “indisposição” em trocar o local de dormir, se houver bons motivos para isso.

Então, veja nossas dicas de como fazer a transição do berço para a cama.

Do berço para a cama

criança na cama dormindo

Criança na cama. Fonte: Freepik

Quando você decidir transferir uma criança para uma cama normal, é aconselhável tentar criar condições sob as quais a criança tomará a decisão final de se mover.

Em nenhuma circunstância inicie o processo contra a vontade do bebê.

Publicidade

A idade correta faz grande diferença

Não tenha pressa para fazer esta mudança, a não ser que seu bebê esteja escalando o berço, correndo o risco de se machucar, ou se outro bebê chegou e você precisa daquele berço. Se seu bebê tiver de 2,5 a 3 anos, a transição será mais tranquila, porque ele entenderá melhor o momento de mudança.

Comunique seu filho com antecedência e deixe que ele participe da mudança

A partir dos 2,5 anos, os bebês adoram sentir que são parte das decisões da casa. Então, converse com seu filho sobre um quarto novo, um lençol novo, e, se possível, leve-o para opinar sobre a compra da nova cama. Assim, tudo ficará mais fácil se ele estiver seguro do que vai acontecer. Alguns ficam ansiosos e adoram o momento da grande mudança.

Faça uma análise para ter certeza de que o momento é correto para a transição

criança na cama dormindo

Criança na cama dormindo. Fonte: Freepik

Talvez uma mudança dessa não seja ideal no momento em que a família esteja passando por problemas de sono,  se algo triste aconteceu (como a perda de algum bicho de estimação ou de um parente próximo), ou mesmo logo após a chegada de um irmão.

Assim, a criança pode precisar de um tempo para se adaptar a uma nova realidade. No caso da chegada de um irmão, deixe que a criança participe da decisão sobre o melhor momento de doar seu berço para o recém-chegado.

Um recém-nascido normalmente dorme no carrinho ao lado da cama da mãe, e não há motivo para desocupar o berço nos primeiros dias.

Publicidade

Os pais também precisam planejar a transição

Converse com seu parceiro e com todas as pessoas envolvidas com a vida do bebê para acertar os detalhes da transição antecipadamente.

O que fazer se a criança começar a acordar para ir para a cama dos pais, ou chamar por eles? E se ela sentir medo? A atitude deve ser firme, com regras estabelecidas e todos devem agir da mesma forma (seja qual for a decisão a ser tomada). O comprometimento de todos dará segurança ao pequeno e evitará problemas de sono futuros.

Estabeleça regras desde o início

Criança na cama dormindo

Criança na cama dormindo. Fonte: Freepik

É muito importante deixar claro para a criança que deve-se seguir os hábitos de sono adequados, os horários e as regras da mesma maneira que acontecia no berço, desde o primeiro dia da transição.

Muitas crianças aproveitam a oportunidade da mudança para tentar dormir na cama dos pais, assistir mais televisão ou dormir tarde.

Use a oportunidade de fazer combinados para melhorar os hábitos, lembrando que crianças são muito mais espertas e negociadoras do que pensamos. Mas se sua intenção é fazer com que seu filho durma no quarto dele, deve ser levado para o quarto quantas vezes forem necessárias, caso saia da cama. Portanto, persistência neste caso é a chave do sucesso.

Veja também: Dicas para que a transição do berço para a cama seja um sucesso!

Mudar seu filho da cama para o berço pode ser divertido e uma boa oportunidade de melhorar os hábitos de sono do seu filho. Então, o melhor a fazer é relaxar e curtir este momento!

michele