Quer saber tudo sobre pílula anticoncepcional? Então leia este artigo para sanar todas as suas dúvidas sobre o tema.

Embora seja o método contraceptivo mais usado no país, a pílula anticoncepcional ainda é alvo de muitas dúvidas e polêmicas.

A pílula é composta por dois hormônios: o estrogênio e progestogênio, ambos semelhantes aos hormônios produzidos pelo ovário da mulher.

Essa combinação é o que difere a pílula da minipílula, que contém apenas progestogênio em dose baixa.

Publicidade

Seu uso requer certos cuidados, assim como todos os medicamentos. Porém, existem diversos mitos sobre a pílula, que serão sanados neste artigo. Então continue conosco para saber tudo sobre as pílulas anticoncepcionais!

pílula anticoncepcional

Mulher segurando uma cartela de pílula anticoncepcional. Crédito da foto: Freepik

Afinal de contas, o que é pílula anticoncepcional?

Nada mais é que um comprimido que contém uma combinação de hormônios – normalmente, estrogênio e progesterona sintéticos -, que inibem a ovulação e evitam a gravidez.

O anticoncepcional oral também altera o muco cervical, tornando-o hostil ao espermatozoide.

Confira a seguir os principais tipos de pílulas:
pílula anticoncepcional

Imagens de pílulas anticoncepcionais. Fundo azul. Crédito da foto: Freepik

Como escolher a pílula anticoncepcionalideal?

A escolha do método anticoncepcional deve ser feita pela mulher com a ajuda do ginecologista, pois ele verá qual a melhor pílula para cada uma – baseada em exames, informações e necessidades de cada caso.

Há contraindicação para o uso da pílula anticoncepcional?

Existem critérios médicos para o uso, portanto o médico deve avaliar os riscos e benefícios de cada método, não só com o quadro clínico, mas também considerando o estilo de vida da mulher.

A pílula anticoncepcional é 100% eficaz?

Não existe nenhum método 100% eficaz, pois todos apresentam uma taxa de falha. A eficácia das pílulas anticoncepcionais está diretamente ligada à sua forma de administração.

Ou seja, deve-se levar em consideração o esquecimento na ingestão de comprimidos e irregularidades na dosagem.

Portanto, para garantir a eficácia da pílula é fundamental que a mulher não se esqueça de tomar corretamente todos os comprimidos, buscando tomar sempre no mesmo horário.

Uma dica para evitar o esquecimento é colocar o medicamento em um local visível, como próximo da escova de dente, ou do lado da cama, por exemplo.

Outra dica é programar um alarme no seu celular para que ele toque todos os dias no horário certo, evitando o esquecimento da mulher.

É normal ter um pequeno sangramento durante a cartela?

Sim, é frequente a ocorrência de um pequeno sangramento intermenstrual durante os primeiros meses do uso da pílula.

No entanto, se o sangramento persistir por mais de 10 dias, deve ser investigado. Também é preciso investigar se o sangramento permanecer após três meses.

A pílula anticoncepcional previne doenças?

Não. O único método que previne as DST’s é o preservativo masculino ou feminino, sendo indicado seu uso em todas as relações sexuais (oral, anal ou vaginal), independente do uso do anticoncepcional oral – principalmente se feito com alguém “estranho” ou que a pessoa conheça há pouco tempo.

Existe idade mínima e máxima para uso do anticoncepcional?

Não! O uso pode ser feito desde a adolescência até a menopausa, considerando os critérios de uso da mulher.

Agora que você já sabe tudo sobre pílula anticoncepcional, leia também: