Quais são as recomendações para o cuidado do recém-nascido que recebeu alta de uma mãe com coronavírus? Quais são as precauções para amamentar? Aqui estão as 13 regras dos pediatras, da Federação Italiana de Pediatras.

A pandemia de Coronavírus está causando profundas mudanças na prestação de serviços de saúde, tanto em nível hospitalar como territorial. Um dos aspectos mais importantes diz respeito ao manejo do recém-nascido e do bebê (0 a 3 meses), nascido da mãe Covid-19 +.

O texto, preparado pelo Secretariado Científico da Federação Italiana de Pediatras, propõe, a partir de uma revisão das evidências científicas disponíveis até o momento, algumas indicações para os pediatras gerenciar recém-nascidos de mãe com coronavírus positivo.

1. Uma mulher positiva do Covid-19 durante a gravidez pode transmitir o vírus ao feto ou ao recém-nascido?

Não há evidências de transmissão intrauterina ou transplacentária do vírus Covid-19 + de mulheres infectadas para seus fetos.

Publicidade

Além disso, no momento da pandemia global da infecção por COVID-19, mais e mais estudos mostram a ausência de transmissão vertical mãe-filho durante a gravidez: o vírus não foi encontrado em amostras de líquido amniótico.

2. Os bebês de mães com COVID-19 + devem ser considerados de risco?

Foto: Freepik

Atualmente, o nível de risco para bebês de mães com COVID-19 + durante a gravidez não está documentado.
A literatura científica relata um pequeno número de problemas relatados com gravidez ou parto (por exemplo, parto prematuro) em crianças nascidas de mães que deram positivo para COVID-19 durante a gravidez, mas não está claro se esses efeitos foram relacionados a infecção materna.

3. Quais as recomendações para o manejo do bebê da mãe COVID-19 +?

  • Primeiramente, recomenda-se que crianças saudáveis ​​que não necessitem de cuidados neonatais sejam mantidas com suas mães no período pós-parto imediato.
  • Se a mãe é sintomática e com um quadro clínico comprometido, mãe e bebê devem ser transitoriamente separados. A decisão de separar ou não mãe e filho deve ser tomada especificamente para cada situação individual.

4. A mãe com coronavírus pode amamentar seu bebê?

coronavírus e amamentação

Bebê sendo amamentado – Foto: Freepik

O vírus não foi encontrado em amostras de leite materno. No entanto, não se sabe se as mães com COVID-19 podem transmitir o vírus através do leite materno. Considerando os benefícios da amamentação e o papel insignificante do leite materno na transmissão de outros vírus respiratórios, uma mãe pode amamentar.

5. Uma mãe com coronavírus que amamenta deve tomar precauções especiais?

A mãe deve tomar todas as precauções possíveis para evitar a disseminação do vírus para o bebê durante a amamentação.
Então a mãe irá:

Publicidade
  • Usar uma máscara quando estiver perto do seu bebê
  • Realizar a higiene das mãos antes e depois de ter contato próximo com o bebê
  • Seguir as outras medidas gerais de higiene recomendadas
  • Se houver necessidade de espremer o leite materno com uma bomba manual ou elétrica, a mãe deve lavar as mãos antes de tocar em qualquer instrumento ou parte da mamadeira e seguir as recomendações para limpeza adequada da bomba após cada uso.
  • Se possível, peça a alguém com boa saúde que dê leite ao bebê.

6. O aleitamento materno é compatível para a mãe que está tomando medicamentos para COVID-19 +?

A compatibilidade do aleitamento materno com os medicamentos administrados à mãe deve tomar deve ser avaliada caso a caso.

Pois os estudos sobre medicamentos antivirais usados ​​na amamentação são escassos e pequenos. A amamentação é contra-indicada, para alguns medicamentos. Portanto, o médico deve averiguar a contra-indicação.

7. Nesse período de pandemia, após o parto, você pode ficar pele a pele com o bebê?

Segurando a mão do bebê – Foto: Freepik

A OMS recomenda que mães e bebês possam permanecer juntos e fazer contato pele a pele. Mas mães que praticam pele a pele oudevem adotar medidas de higiene (uso de máscara facial, higiene das mãos, limpeza de superfície).

8. Como o recém-nascido deve ser protegido para evitar a infecção por COVID-19?

Na alta hospitalar, todas as crianças nascidas das mães COVID-19 + devem ser atendidas imediatamente pelo pediatra.

O pediatra deve:

Publicidade
  • Assegurar acompanhamento e vigilância por telefone da condição da criança, cuidados familiares e situação de amamentação;
  • Reforçar as recomendações aos pais sobre possíveis precauções para evitar a infecção do bebê (lavar as mãos antes de tocar ou amamentar o bebê, usar a máscara durante a amamentação, evitar beijá-lo, protegê-lo contra tosse, evitar visitas a parentes ou amigos, lavar as mãos antes e depois da alimentação).

9. Que precauções o pediatra deve tomar ao visitar um recém-nascido que recebeu alta da mãe com coronavírus?

Médica – Foto: Freepik

O recém-nascido deve ser acompanhado por uma única pessoa com boa saúde e com a adoção de medidas de higiene adequadas (máscara cirúrgica, limpeza das mãos com álcool gel).

Assim, o tempo gasto pela criança e acompanhante na clínica deve ser reduzido ao mínimo necessário. Além disso, o pediatra deve usar medidas de higiene adequadas e equipamentos de proteção individual:

  • Use a máscara, cirúrgica ou, se possível, FFP2 ou FFP3
  • Utilize uma viseira ou óculos de proteção
  • Em seguida, use luvas, possivelmente um boné e um casaco descartável
  • Mantenha-se o mais longe possível a distância de pelo menos 1 metro do cuidador da criança
  • Evite tocar nos olhos, nariz e boca
  • Além disso, desinfecte superfícies e ventile o lugar
  • Desinfecte os instrumentos utilizados durante a visita (estetoscópio etc.).

10. Se houver um membro da família que não seja a mãe em quarentena e aguardando exames para o COVID-19 + que precauções devem ser tomadas e recomendadas para o recém-nascido?

Além de adotar todas as regras gerais de higiene recomendadas, o recém-nascido/bebê deve ser mantido afastado dos membros da família em quarentena até o final do período esperado ou até que o teste tenha um resultado negativo. Assim, o familiar em quarentena deve ocupar uma sala diferente e um banheiro exclusivo.

11. Como o pediatra pode avaliar e monitorar o crescimento de um recém-nascido durante esse período da epidemia de COVID-19?

Para todas as condições que não exigem uma avaliação física necessária com a criança presente, o pediatra utiliza aconselhamento por telefone ou outros meios de comunicação remota (mensagens, e-mail, videochamada).

12. Como o pediatra pode avaliar e monitorar o desenvolvimento neuromotor de um recém-nascido durante esse período do COVID-19?

O pediatra pode monitorar o desenvolvimento neuromotor do recém-nascido através de:

  • Consulta por telefone, fazendo perguntas simples aos pais, por exemplo: (levanta a cabeça quando está deitado de bruços (de bruços) – olha e segue o rosto/olhos da mãe quando é amamentado, quando chora, se consola nos braços da mãe).
  • Através de uma videochamada ou enviando uma gravação de vídeo feita pelos pais, na qual o pediatra pode observar a postura e os movimentos do recém-nascido/bebê (o registro deve ser feito durante o sono, ativo e choro).

13. Uma criança nascida de mãe com coronavírus pode se vacinar?

Sim. Recomenda-se respeitar os prazos do ciclo de vacinação. O recente documento da OMS recomenda não adiar os prazos do ciclo de vacinação, mesmo na presença de uma epidemia.

Leia também: Atenção ao envenenamento domestico