Durante a espera do bebê, sofrer com prisão de ventre é algo comum relatado entre as mulheres. Mas o contrário também pode ocorrer. Algumas futuras mamães contam ter diarreia na gravidez, situação que pode trazer alguns incômodos. A seguir, confira informações sobre as possíveis causas para o sintoma e o que fazer para aliviá-lo.

diarreia na gravidez

Imagem: 123RF

Causas da diarreia na gravidez

Primeiro, vale saber que a diarreia não é um sintoma da gestação. Quando a mulher sofre com o incômodo, geralmente, ele está associado a algum quadro secundário. Por exemplo: pode se tratar de infecção alimentar ou uma virose. Boa parte das vezes, não significa um problema mais sério, devendo desaparecer em 24 horas. E fique tranquila, porque a diarreia na gravidez não prejudica o bebê. Mas se o sintoma persistir, procure atendimento médico.

Mulheres que sofrem com problemas intestinais, como a síndrome do intestino irritável, são mais propensas a ter diarreia na gravidez. E todas podem acabar desenvolvendo sensibilidade a vitaminas do complexo B na gestação (indicadas nesse período, como o ácido fólico), o que pode levar a um maior volume de fezes.

Publicidade

Tratando

Na gravidez ou não, o tratamento para a diarreia é o mesmo. A primeira orientação é não descuidar da hidratação (afinal, com o intestino solto, perdemos muito líquido). Mantenha uma boa hidratação e opte por alimentos leves durante o tratamento, para auxiliar na recuperação. Chás, frutas, legumes e carnes magras são alguns exemplos.

Por outro lado, evite alimentos gordurosos, como industrializados, frituras, carnes gordurosas e oleaginosas. Vale saber ainda que algumas frutas são laxantes e, portanto, seu consumo também não é indicado para quem está com diarreia. É o caso do mamão, da laranja e do abacaxi, por exemplo.

Vale ainda salientar que, durante a gestação, a mulher deve manter uma alimentação equilibrada. É indicado pelos nutricionistas que as porções durante as refeições sejam menores, mas que a frequência com que se come seja maior (ou seja, comer mais vezes ao longo do dia). A preferência deve ser por alimentos de fácil digestão. E manter a hidratação e evitar determinados ingredientes, como cafeína em excesso e comida crua (para prevenir infecções) são outras recomendações.

Atenção!

Casos de diarreia na gravidez também podem estar relacionados com um quadro de impactação fecal. Ele pode ocorrer em mulheres que passam um longo período com prisão de ventre, o que faz as fezes endurecem no organismo e obstruírem o intestino grosso. Nesses casos, é comum as fezes moles vazarem e saírem em forma de diarreia. Dores abdominais, sensação de barriga inchada, náusea e vômito costumam acompanhar o quadro, e é muito importante procurar um médico para avaliá-lo.