A cólica na gravidez é um distúrbio comum, que muitas vezes é inofensivo. Mas em algumas circunstâncias pode ser sinal de um problema sério, especialmente quando a dor acaba sendo intensa ou persistente. Por isso veja as informações desse post, para saber se você precisa procurar ajuda com seus sintomas.

Em geral, causas mais triviais de cólica na gravidez podem ser identificadas, como a presença de gases intestinais, inchaço, prisão de ventre, dor no ligamento redondo, e contrações leves. Contudo, podem ainda haver causas importantes, como presença de gravidez ectópica, aborto, descolamento e infecções do trato urinário.

Causas das cólicas na gravidez

dor

Foto:: Freepik

Na grande maioria das vezes, a cólica na gravidez é totalmente normal e não é um sinal de problema. Ela acontece simplesmente devido a alterações que ocorrem no seu corpo durante a gestação e pode ter algumas causas diferentes.

Publicidade

Cólica de implantação

Logo no início da gravidez (mesmo antes de ter certeza de que você concebeu!), você pode sentir cólicas semelhantes às menstruais, na época em que a menstruação viria.

Essas ligeiras pontadas e um pouco de sangramento leve são o resultado da fixação do óvulo fertilizado à parede uterina, o que ocorre cerca de 8 a 10 dias após a ovulação. Essa leve dor dura apenas um dia, no máximo.

A cólica na gravidez pode ser o útero em crescimento

Você nem parecerá grávida ainda, mas seu corpo estará mudando bastante nesse primeiro trimestre. À medida que o útero começa a crescer e a se esticar para abrigar esse bebê em crescimento, um pouco de cólica na gravidez é super normal.

Cólicas durante e após o orgasmo

mulher com dor no ovário

Foto: Freepik

Às vezes combinadas com dores nas costas, essas cólicas são comuns e inofensivas em uma gravidez de baixo risco e não são absolutamente um motivo para parar de desfrutar do sexo, se você estiver com vontade.

O problema pode ser psicológico (se você estiver preocupada em machucar o bebê durante o sexo – o que não acontecerá, fique tranquila). E também pode ser devido ao aumento do fluxo sanguíneo para a área pélvica ou contrações uterinas normais durante o orgasmo.

Publicidade

Problemas na barriga

cólicas na gravidez

Foto: Freepik

Gás e inchaço costumam aparecer durante a gravidez devido aos níveis elevados de progesterona, um hormônio que relaxa os músculos do trato digestivo.

Como resultado, a digestão diminui, levando ao inchaço e à constipação – os quais podem provocar cólica no abdômen.

Seu desconforto provavelmente está relacionado à digestão se a passagem de gases ou a evacuação fornecer algum alívio a curto prazo.

Você pode ajudar a prevenir problemas gastrointestinais comendo alimentos ricos em fibras, fazendo várias refeições pequenas por dia (em vez de refeições maiores) e bebendo muita água.

Gravidez ectópica

A gravidez ectópica ocorre quando o óvulo se implanta em uma trompa de Falópio ou em outro lugar que não é o revestimento uterino, causando problemas bastante sérios.

Publicidade

Um sinal para ficar alerta: quando as cólicas na gravidez são dolorosas e são de um lado do abdômen, podem indicar uma gravidez ectópica. Se você já fez um ultrassom confirmando sua gestação, então você não precisa se preocupar, pois o problema já teria sido identificado nessa ocasião.

Cólicas na gravidez podem significar aborto

dor

Foto: Freepik

A cólica na gravidez associada a um aborto espontâneo geralmente ocorre no abdômen, na região lombar e/ou na região pélvica e é acompanhada por sangramento. Pode ser semelhante à cólica menstrual.

A maioria dos abortos ocorre no primeiro trimestre, embora eles também possam ocorrer no segundo trimestre. Às vezes, pode ser difícil dizer se a sua dor sinaliza um aborto espontâneo ou se é apenas a implantação do embrião ou a expansão do seu útero. Lembre-se de que o sintoma mais importante do aborto é o sangramento, então se não ocorreu, é porque as dores provavelmente são normais.

ITU (infecção do trato urinário)

Uma infecção do trato urinário (ITU – também conhecida como infecção da bexiga) pode causar desconforto semelhante à cólica. E saiba que você é mais propensa a apresentar o problema enquanto está grávida, então essa é definitivamente uma possibilidade.

Você pode perceber a diferença entre uma ITU e outras cólicas na gravidez, porque, com ela, você provavelmente sente queimar quando faz xixi. E a dor de uma ITU é geralmente sentida no abdômen inferior.

Como são as cólicas na gravidez?

grávida

Foto; Freepik

A cólica na gravidez geralmente parece puxar ou esticar a barriga. Ela costuma ser mais um incômodo do que uma dor, e é semelhante às cólicas menstruais.

Você pode notá-la quando muda de posição ou quando espirra ou tosse. Se forem leves e você não tiver outros sintomas, provavelmente não precisa ficar alarmada.

Mas há alguns sinais de que há um problema. Eles incluem:

  • Dor forte
  • Dor que não desaparece
  • Sensações de pontada na vagina
  • Sangramento incomum
  • Diarreia ou outros problemas estomacais
  • Tonturas
  • Dor no ombro ou pescoço

Ligue para o seu médico imediatamente se você tiver alguma das situações acima, ou se tiver alguma dúvida sobre a cólica na gravidez.

Quanto tempo duram as cólicas na gravidez?

grávida deitada

Foto: Freepik

Quanto tempo durará sua cólica na gravidez depende da causa. Por exemplo, as cólicas de implantação geralmente duram apenas um dia, enquanto as cólicas causadas por UTI duram (e provavelmente pioram) até você receber tratamento médico.

As cólicas prematuras causadas por um útero em crescimento são intermitentes, o que significa que as cólica acontecem de tempos em tempos, e geralmente não permanecem por muito tempo.

Se você tiver cólicas leves no início da gravidez e não tiver outros sintomas, tente aliviar o desconforto deitando-se ou sentando-se, tomando um banho quente, praticando técnicas suaves de ioga ou relaxamento ou bebendo bastante água.

Como se costuma dizer, isso vai passar!

Cólicas na gravidez: quando ligar para seu médico?

Quer saber se uma cólica na gravidez é motivo de preocupação?

Primeiramente, você deve entrar em contato com seu médico se estiver preocupada com cólicas. E definitivamente, certifique-se de ligar imediatamente ou ir ao hospital se estiver com dor abdominal intensa ou contínua.

Também entre em contato com seu médico se a cólica na gravidez for acompanhada por qualquer um dos seguintes sintomas:

  • Primordialmente, febre ou calafrios;
  • Sangramento;
  • Dor de cabeça severa;
  • Alterações da visão (incluindo visão turva, visão de luzes ou pontos piscantes, sensibilidade à luz ou cegueira temporária);
  • Dor ou queimação durante a micção, dificuldade em urinar ou sangue na urina;
  • Tonturas ou sensação de desmaio;
  • Mais de quatro contrações em uma hora, pois isso pode ser um sinal de trabalho de parto (e principalmente se ocorrer antes das 37 semanas de gravidez, pois pode ser um sinal de trabalho de parto prematuro).

Em geral, é normal sentir cólicas na gravidez. Mas isso não significa que você não deve fazer perguntas ao seu médico, principalmente se for seu primeiro bebê ou se os sintomas forem diferentes das gestações anteriores.