Que os melhores presentes para crianças não vêm embalados em caixas, não são vendidos naquela loja cara do shopping nem podem ser guardados (e esquecidos) no fundo do armário, a essa altura, você já desconfia, não é mesmo?

Então, vamos adiante! Para viver de fato o lema “menos presente, mais presença” e construir memórias nas cabeças das pessoinhas que você mais ama nesse mundo, a gente reuniu 4 ideias práticas que têm tudo para arrasar por aí.

Porque a gente acredita que, para inspirar as famílias que vivem a loucura dos tempos atuais, é preciso mais empatia, ajuda concreta e senso de coletividade. Então, em vez de deixar o fantasma da culpa atormentar, agarre uma dessas ideias e divirta-se pra valer!

melhores presentes para crianças

Imagem: 123RF

Publicidade

Os melhores presentes para crianças, que nem os adultos vão esquecer

Viver experiências inéditas na natureza

Ser criança é transbordar o primitivo, é exalar o natural. Toda criança carrega um verdadeiro fascínio pela natureza simplesmente porque sente que é parte dela (e é mesmo!). Que, na infância, é preciso deixar as crianças viverem intensamente esse contato, é fato que até a Ciência comprova. Então, que tal fazer isso com intensidade? Acampamento no meio do mato, pescaria no rio, plantio e colheita, dança e pega-pega na chuva, pôr do sol no alto de uma pedra, trilha rumo a uma cachoeira etc.

Transformar a casa em cenário de uma noite de aventura

Que criança não ama a combinação cabana, escuro, lanterna, caça ao tesouro e histórias? E se o programa ainda incluir amigos e mão na massa, melhor ainda! Quando a sala, o quarto ou até o quintal vira cenário de aventura, a imaginação rola solta. Ver os pais produzindo a brincadeira e poder participar disso desperta na criança uma sensação muito potente. Ela fica com aquela ansiedade boa, se sente muito amada, e se conecta com sua família de um jeito lindo.

Quebra de regras e farra coletiva com aquilo que não pode

Entra nessa categoria tudo aquilo que é, de algum modo, subversivo e gera tanto impacto que desperta aquela sensação boa de sair do automático e se sentir vivo de verdade, sabe? Pular todo mundo na piscina de roupa e tudo; se lambuzar em um rio de lama a ponto de só aparecer os olhinhos; fazer um baile de carnaval fora de época no quintal com direito a espuminha, confete e mais um monte de sujeirada; sair toda a família de pijama à noite, em público, para jantar muito sorvete; colocar os colchões na sala e dormir agarradinho fazendo maratona de cinema etc. A regra aqui é abandonar as regras (com segurança, é claro) e se juntar à cria como se você também fosse criança.

Dia off-line inteirinho dedicado aos pequenos

Eis aqui o programa mais desafiador porque, sem blá-blá-blá, a gente sabe muito bem o quanto andamos viciados em celular. A grande verdade é que nossos filhos acabam nos vendo o tempo todo com o aparelho na mão, ou trocando mensagens, ou nas redes sociais, ou tirando fotos. Por isso, a sugestão aqui é mostrar a eles (e a nós mesmos) que não precisa ser assim. Deixar o celular em casa e sair em família para curtir um dia todinho de diversão no parque, na praia, em um passeio especial, pode ser uma revolucionária forma de estar de fato presente. Quem topa?