Sinais que ajudam a identificar autismo em bebês

Por 0 Comentários


A identificação do autismo pelos médicos é muito importante para que a criança receba os cuidados adequados para se desenvolver. É por volta dos dois anos, geralmente, que os profissionais conseguem identificar o transtorno, mas alguns sinais observados pelos pais podem ajudar a detectar autismo em bebês ainda aos 8 meses de vida.

A seguir, você confere quais são os sinais mais evidentes de autismo em bebês. A partir da análise, em casa, de gestos habituais do pequeno você pode desconfiar do quadro para procurar informação e apoio especializado o quanto antes. Vem ver!

Imagem: 123RF

Os gestos que podem apontar autismo em bebês

Pesquisadores vêm mostrando que a comunicação não verbal pode indicar sinais de autismo em bebês. É o caso, por exemplo, do olhar. Enquanto as crianças costumam olhar para os pais e cuidadores nos momentos de interação, os autistas não fazem isso. Uma boa maneira de observar é durante a amamentação: se o olhar do pequeno parecer meio perdido, sem fitar a mãe, pode ser um sinal do transtorno.

A ausência de reações emocionais é mais uma característica comum do autismo. O bebê autista, muitas vezes, não corresponde a interações carinhosas (com sorrisos, por exemplo) e parece não acompanhar os sinais e brincadeiras feitas com eles.

O autista também não costuma estranhar outras pessoas – ele aceita com facilidade o colo de estranhos (enquanto muitas crianças reagem com desconforto em um primeiro momento com aqueles que não são do seu convívio).

À medida que o bebê vai crescendo, outras características podem aparecer, como a falta de reação quando é chamado pelo nome, o isolamento e a repetição de movimentos.

Quando chega a fase da introdução alimentar, se a criança for autista, pode ser que ela se incomode com as texturas diferentes dos alimentos. Isso porque os autistas, em alguns casos, têm os sentidos afetados, e podem se incomodar com determinados sons, texturas etc.

Observar o desenvolvimento da fala é mais uma medida que pode ajudar a identificar autismo em bebês. A criança autista não fala e nem ao menos esboça aqueles sons comuns dos bebês para se comunicar com os outros.

Autismo tem diferenças

Vale saber que o autismo se manifesta de formas diferentes, pois possui variados graus. Ou seja: a criança autista pode apresentar algumas das características listadas aqui, ou não. Por isso, caso venha a desconfiar que o seu filho possa ter o transtorno, converse com o pediatra. A partir de exames clínicos e de testes específicos é feita a identificação do quadro.


 



Arquivado em: Desenvolvimento Tags:

Deixe seu comentário