Criança desmaiou: e agora, o que fazer?

Por 0 Comentários


Você já viu alguém desmaiar? A cena pode ser assustadora: de repente, uma pessoa cai desacordada na sua frente! Imagine então quando essa pessoa que desmaia é uma criança? Preocupante, não? Mas antes de se alarmar, saiba que o desmaio não é uma doença e, nem sempre, indica algum problema grave. O importante nesse momento é seguir alguns cuidados, para garantir o bem-estar do pequeno. Vem ver quais são, além de dicas de prevenção:

O que fazer se o meu filho desmaiar?

Inicialmente, o que você deve fazer é esperar que a criança acorde. Para que ela permaneça segura, deite-a de lado (assim ela não corre o risco de engasgar, se vomitar), com a cabeça e os ombros em uma altura mais baixa que o restante do corpo. Isso fará com que haja um fluxo maior de sangue para o cérebro, aumentando sua oxigenação e facilitando o despertar. Tentar acordar a criança chacoalhando-a ou colocar sal embaixo da língua não são medidas necessárias, de acordo com os médicos.

Quando o pequeno acordar, não deixe que ele se levante sozinho. Peça para que ele permaneça deitado por mais alguns minutos, para que se recupere. Em seguida, ofereça água (pois o sintoma pode estar relacionado à desidratação).

Geralmente, as pessoas acordam rapidamente depois de um desmaio, mas se o seu filho demorar (mais de um minuto já é considerado bastante tempo), o indicado é levá-lo a uma unidade de pronto-atendimento o quanto antes, para verificar a causa do ocorrido (mas é claro, mesmo que a criança acorde rapidamente, você também deve levá-la ao pediatra para uma avaliação). Já se os desmaios forem recorrentes, é indicado procurar um neurologista.

Durante o atendimento, para identificar as causas do desmaio, os médicos podem recorrer a exames, como os de sangue e de imagem. Esses procedimentos são importantes porque, por trás do sintoma, podem estar problemas relacionados ao coração, ao metabolismo (caso da hipoglicemina e da anemia, por exemplo) e até mesmo epilepsia.

Imagem: 123RF

Por que os desmaios ocorrem em crianças?

O desmaio, também chamado de síncope, é a perda da consciência causada, na maioria das vezes, pela diminuição do fluxo sanguíneo no cérebro. Já o que pode gerar essa queda são fatores como o excesso de calor, de esforço físico, desidratação, além dos distúrbios citados acima.

Tem como preveni-los?

A melhor maneira de prevenir desmaios em crianças é evitar situações em que esses excessos aconteçam. Em dias de calor intenso, por exemplo, certifique-se de que seu filho esteja com roupas compatíveis com a temperatura ambiente, bem alimentado e hidratado.

Também observe se o pequeno se queixar de tontura e visão embaçada, e apresentar as mãos frias e a pele pálida, pois são sinais comuns que antecedem o desmaio. Nesses casos, o ideal é deitar ou sentar a criança, para evitar que ela caia – pois o perigo do desmaio também está na queda, que pode provocar algum traumatismo ou fratura.


 



Arquivado em: Saúde Tags:

Deixe seu comentário