Meu filho rói unha – como resolver? Veja dicas práticas!

Por 0 Comentários


Quantas vezes somos surpreendidos pelos nossos filhos, não é mesmo? Ainda mais na infância! É o caso de algumas “manias” novas que eles acabam desenvolvendo – um dia, por exemplo, você pode se deparar com seu pequeno chupando o dedo, ou colocando o dedo no nariz. E um outro hábito que preocupa bastante os pais está relacionado às mãos, tanto que frequentemente recebo a seguinte dúvida: “meu filho rói unha. Como posso resolver?”.  

Por isso, para o post de hoje, eu separei dicas para ajudar seu filho que rói unha. Se a situação acontece na sua casa, o primeiro ponto é saber que ela é muito frequente, e sua incidência está aumentando. Em geral o fato de roer as unhas está relacionado a fatores emocionais, o que deve ficar como um pequeno alerta de que algo está incomodando seu filho.

Quer saber mais sobre como ajudar o filhote nessa? Eu te conto, vem ver!

Imagem: 123RF

Meu filho rói unha – por que será?

É muito importante investigar a causa do problema, porque são diversos os motivos que levam uma criança ainda pequena a roer as unhas. Em grande parte das vezes, o hábito pode ser decorrente de ansiedade (tanto que há relatos de que mais crianças estão roendo as unhas, justamente porque estão se sentindo mais ansiosas). Mas não descarte que a causa esteja em outras atitudes comuns da infância, como curiosidade, imitação ou para espantar o tédio.

O estresse pode ser mais um gerador do problema. E, para ajudar seu filho, é importante que você observe quando ele costuma roer as unhas, para começar a investigar o que está levando a essa atitude (e, com isso, procurar alguma forma de tratá-la).

Quando o filho rói unha, quais são os perigos?

Roer as unhas (e isso vale para os adultos também!) é um hábito nada higiênico, já que nossa boca contém diversas bactérias – e os ferimentos causados nos dedos podem levar ao desenvolvimento de infecções na região (que também ficam mais sensíveis a micoses, ou inflamações).

O hábito ainda pode levar a irregularidades nas unhas (que podem crescer tortas ou com fissuras), às vezes até irreversíveis.

E como estamos falando de uma atitude com fundo emocional, se não tratada, a criança pode sofrer ainda mais com ansiedade e outros distúrbios. Por isso, é melhor não deixar passar!  

E como tratar o filho que rói unha?

Para ajudar o seu filho que rói unha, o ideal é alertá-lo de que isso não deve ser feito, ao invés de puni-lo. Quem tem esse hábito (e outros parecidos) sabe: começamos a fazê-lo sem intenção, e, quando nos damos conta, já roemos as unhas de todos os dedos! É por isso que pode ser mais efetivo alertar o seu filho para que ele crie consciência sobre essa mania (vocês podem até combinar um “código” para quando ele começar a roer sem perceber). Diga sobre os perigos e não incentive!

Mais um ponto fundamental é identificar o motivo que está levando o pequeno a roer as unhas. Para isso, observe quando o filhote costuma roê-las (pode ser em frente à televisão, quando estiver se sentindo entediado ou então ao sentir dificuldades para fazer a lição de casa). Em situações assim, a causa pode estar ligada à ansiedade (comum em situações de mudança, por exemplo, como de casa ou escola). Então é bacana conversar com o seu filho para tentar entender o que o incomoda e ajudá-lo. Às vezes, procurar um psicólogo é uma boa saída.

Uma outra saída é propor trocas: quando o pequeno ameaçar roer as unhas, ofereça um brinquedo com apelo manual, como uma bolinha para apertar ou massinha (assim, ele desconta a “necessidade” no objeto, e vai desviando a atenção do que não deve ser feito). Já se o motivo for imitação ou curiosidade, com o tempo vai passar.

E caso a criança esteja com ferimentos nas unhas e nos dedos, é preciso atenção. Esses machucados podem ficar vermelhos e até apresentar secreção (e, nesses casos, a recomendação é a limpeza com sabonete antisséptico, para fazer uma desinfecção). Para um tratamento mais específico, leve-a ao dermatologista.

Ah, e lembre-se que o incentivo é bastante importante. Comemore os avanços do filhote nesse processo de deixar o hábito de lado (que nunca é simples!) e encoraje-o a continuar.

Dicas práticas que funcionam

Uma dica que eu acho muito válida se seu filho rói unha é colocar curativos adesivos (ou micropore) na ponta dos dedos, assim ele não conseguirá roe-las. Automaticamente o hábito tende a diminuir, porque ele terá dificuldade de acessar as unhas (mas isso não exclui a necessidade de analisar por que a situação surgiu).

Para as meninas, uma outra dica é colar mini adesivos para decorar as unhas, deixando-as bem bonitas (sua pequena vai querer preserva-las assim, concorda?). Eles substituem o esmalte, que não é recomendado na infância.


 



Arquivado em: Cuidados diários Tags:

Deixe seu comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!

Cadastre seu email e receba nossos posts. Clique no email de confirmação que você receberá para ativar o recebimento!