Não sei se vocês sabem, mas as queimaduras com chapinhas são alguns dos acidentes domésticos mais comuns em crianças. Normalmente relacionamos esses incidentes apenas a objetos que temos na cozinha ou na área de serviço, certo?

Claro que panelas e ferros de passar são extremamente perigosos (como você pode ver nesse post aqui), mas o risco se estende a outros cômodos (e hábitos) da casa. Aliás, já parou para pensar que o perigo pode morar num produto de beleza?

Pois é, um levantamento britânico mostrou que boa parte das queimaduras em crianças no Reino Unido ocorre por conta da chapinha.

criança irritada chorando

criança irritada chorando. Foto: freepik

Publicidade

A informação é da Electrical Safety First, uma organização beneficente voltada à segurança elétrica. De acordo com a entidade, uma em cada dez queimaduras em crianças são causadas por chapinhas no país, que acabam ao alcance dos pequenos.

O número alarmante resultou em uma campanha de alerta aos pais. Veja mais informações a seguir (e proteja a sua família também!).

Qual o risco da chapinha às crianças?

A Electrical Safety First alerta que o risco está nas altas temperaturas que as chapinhas atingem: elas podem chegar a mais de 220°C.

Outro detalhe é que, embora a maior parte desses aparelhos esquente rápido, para esfriar completamente eles podem levar até 40 minutos.

criança chorando

criança chorando. Foto: freepik

Não à toa, o levantamento mostrou que a maior parte das crianças que sofreu queimaduras por chapinha acabou tocando, agarrando ou pisando nas placas quentes do equipamento (muitas vezes deixado em um cantinho de fácil acesso, após o uso pelos adultos).

Publicidade

E o resultado é uma queimadura séria: afinal, são 220°C em contato com uma pele fininha (até 15 vezes mais que a de um adulto). Para saber como tratar esse (e outros) tipo de queimadura, eu conto nesse post.

Como posso prevenir queimaduras com chapinhas?

Para evitar que esses acidentes aconteçam, a Electrical Safety First lançou as seguintes recomendações aos pais:

  • Mantenha as chapinhas fora do alcance das crianças.
  • Use uma bolsa à prova de calor para guardar o equipamento após o uso.
  • Mantenha a chapinha afastada da pele, não permitindo que nenhuma das placas quentes entre em contato com o seu rosto, pescoço ou couro cabeludo quando estiver usando o aparelho (nesse caso, no próprio adulto).
  • Se ocorrer queimadura grave, procure atendimento médico imediato. Caso as placas quentes entrem em contato com a pele, mas não de forma grave, coloque água fria sobre a região afetada.

Também é importante lembrar que os pequenos conseguem facilmente puxar fios. Portanto, tenha atenção redobrada quando estiver usando o aparelho e, ao desligar, tire imediatamente a chapinha da tomada e deixe-a em um local seguro e fora do alcance da criançada.

Para reforçar o perigo da chapinha perto das crianças, a entidade ainda fez um vídeo. Confira: