Imagine um mundo onde as pessoas fossem respeitadas como realmente são. Não importaria se são magras, gordas, altas, baixas, ricas, pobres, sua cor ou credo. Aliás, esses rótulos não existiriam: seríamos apenas a Maria, o João, a Julia, o Daniel… Mesmo diferentes, compreenderíamos o lado do outro e conseguiríamos nos colocar em seu lugar. Imaginou? Não seria um mundo bem mais bonito? Eu também acho! E na minha opinião ele só vai começar a acontecer quando começarmos a ensinar aos nossos filhos o respeito pelas diferenças e pelos diferentes. Por isso o livro da dica de hoje é tão legal: “Tudo bem ser diferente” é uma grande oportunidade de conversarmos sobre o assunto com nossos filhotes.

Eu já tinha ouvido falar sobre o livro, mas quando o vi em uma livraria, recentemente, fiquei apaixonada. Porque o livro é simples, com uma mensagem tão bonita e clara! A cada página ele diz: “tudo bem… (e completa com: usar óculos, ser tímido, ter um nariz diferente, ter um amigo invisível, ter mães e pais diferentes, e por aí vai!). Os desenhos são graciosos, as páginas super coloridas, o texto de fácil compreensão para a leitura compartilhada ou para o pequeno que já consegue ler sozinho. Por tudo isso, já valeria a recomendação. Mas fica ainda melhor: o autor, Todd Parr, e a editora Panda Books doaram parte dos direitos autorais e dos valores de venda à Associação Casa Hope Apoio à Criança com Câncer (o que significa a compra de mais alimentos e remédios para as crianças lá atendidas).

Se mostrarmos desde o início para nossos filhos que tudo bem ser diferente do outro, acho que ganharemos duplamente: eles se sentirão seguros onde quer que estejam, sendo eles mesmos, sem sentirem a necessidade de se adequar ao que os outros consideram normal (existe liberdade maior do que poder ser quem você realmente é?); por outro lado, os filhotes respeitarão o próximo, suas escolhas, sua maneira de pensar. Esse é o mundo que sonho para minha filha e para os filhos de todas as outras!

tudo bem ser diferente

Publicidade

Tudo bem ser diferente

Texto e ilustrações: Todd Parr

Tradução: Marcelo Bueno

Editora Panda Books

Idade recomendada: a partir dos 2 anos com leitura compartilhada (até a idade adulta!!!)