Por que você não deveria beijar seu filho na boca

Por 12 Comentários


Eu conheço muitas mães que beijam seu filhos na boca. E eu as entendo perfeitamente: os pequenos, aos nossos olhos, são as coisas mais lindas do mundo – e para muitas famílias, esse hábito acaba sendo absolutamente normal. Mas no post de hoje eu gostaria de apresentar uma visão profissional sobre o assunto (ou seja, a questão vista pelos olhos de uma dentista). E, nesse caso, tenho que ser sincera: eu não recomendo que qualquer pai beije seus filhotes na boca, e já explico o porquê.

beijando filho na boca

Você sabe, eu sei, todo mundo sabe que existem milhares de bactérias vivendo em nossas bocas. Durante nossa vida, em função de muitos fatores (entre eles nossa dieta e nossos hábitos de higiene), facilitamos que alguns grupos bacterianos se estabeleçam, criando colônias. É por isso que alguns de nós têm tendência a desenvolver sangramento gengival, ou apresentam várias lesões de cárie – os microorganismos que “moram” ali são selecionados para causar um problema ou outro.

Mas e nossos bebês? Como eles nascem sem dentinhos, não têm naturalmente muitas das bactérias que nós, adultos, temos na boca. E de onde virão os microorganismos que habitarão sua boquinha? Sim, das pessoas de maior convívio com o filhote! A mãe, o pai, os avós, ou mesmo a babá.

Esse contato do pequeno com bactérias potencialmente causadoras de doenças pode demorar um pouco mais ou um pouco menos para acontecer. E quanto mais conseguirmos postergar esse momento, melhor para o filhote (uma vez que seus dentinhos nascem imaturos, frágeis, e vão ficando mais “fortes” quando expostos na cavidade oral). É por isso que, do ponto de vista odontológico, atitudes como beijar o filho na boca, ou assoprar a comida, devem ser evitadas, principalmente nos primeiros meses do pequeno. Por outro lado, o cuidado com os próprios dentes é extremamente positivo, pois indiretamente estamos protegendo a saúde bucal do bebê.

Claro que essa é apenas uma faceta da questão – assim como o beijo na boca do bebê facilita a transmissão de bactérias que causam doenças dentárias, ele também permite a passagem de vírus (como aqueles que causam resfriados, gripes, herpes), outras bactérias e fungos (inclusive o que causa o conhecido “sapinho”). E mesmo que aparentemente o adulto esteja saudável, pode ser portador desses microorganismos – dessa forma, o pequenino, que é imunologicamente muito mais sensível. pode ficar doente.




Arquivado em: Cuidados diáriosSaúde Tags:

Comentários (12)

Trackback URL

  1. Carolina disse:

    Fora a parte psicológica que é péssima quando eles crescem. rsrsrs

  2. Marina Queiroz disse:

    Querida, a não ser que a pessoa dê beijo de língua sua teoria vai se concretizar. A mãe que beija na boca do filho dá “selinho” e sinto muito não há contato de mucosa com mucosa, assim não tem como acontecer essa transferência de bactérias e etc.

  3. Débora disse:

    Não creio que o tal selinho seja tão ameaçador como você fala.
    Um vez li um artigo médico que dizia o contrário. Dizia que crianças que tinha este contato com a mãe tinham o sistema imunológico bem mais desenvolvido do que aquelas que eram superprotegidas de germes, vírus e bactérias.

    Eu dou selinho no meu filho, não tenho herpes, aftas ou qualquer problema bucal. Meu filho tem 4 anos hoje, é super saudável e mega carinhoso também.

    Se vc é saudável um selinho só vai contaminar seu filho de carinho.

  4. Bárbara disse:

    Ja vi uma criança q morreu por causa de um selinho. Pegou uma bactéria e generalizou no corpo. Eu particularmente não gosto disso.

  5. Larissa disse:

    A autora deu a opinião dela e a embasou. Vai de cada mãe seguir ou não.. Eu particularmente acho isso de beijar a boca de filho de péssimo gosto.

  6. DAIANI disse:

    Quando eu ainda estava grávida, fiz um curso para gestantes, onde havia uma palestra com uma dentista, que também frisou a importância de não beijar na boca como também, assoprar alimentos, principalmente ainda quando forem menorzinhos, eu mesma, segui a risca as orientações do curso, que me ajudaram muito por sinal, o ruim mesmo, é você ser taxada de fresca por pessoas leigas e que nem querem saber da informação correta! Mas fazer o que né! Eu prefiro ser bem informada do que fazer besteiras! Ótimo post, bjs…

  7. Maria disse:

    Beijo na boca de criança é abuso.

  8. mariana disse:

    ah gente, crianca bota tudo na boca, bota a mao em tudo e depois bota a mao na boca, ai nao pode dar um beijinho??
    e as criancas q moram em casas qe as maes nao limpam o chao todo dia e ainda entram em casa com o sapato qe anda na rua hein???

    • Danilo Anacleto disse:

      Mariana, a vida é um risco que todos nós corremos é uma roleta da sorte e cautelas e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguem, para uma criança de tenra idade é muito pior, mas nem todas as crianças são iguais, umas mais frágeis do que outra e isso conta. Há mães que bebem e fumam quando estão gravidas e aí a criança já nasce com mil beijos de pessoas idosas cheias de catarro!…Fico por aqui, e trate do seu filho, sobrinho ou neto do jeito que entender!…

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail