Você já pensou no que VOCÊ vai ser quando seu filho crescer? (para se emocionar!)

Por 8 Comentários


Era uma vez uma mãe, que nasceu no dia do parto do seu primeiro filho. Era uma vez uma mulher, que se descobriu uma outra pessoa – suas roupas não lhe cabiam mais, seus dias eram dedicados a uma outra pessoa, e, principalmente: seu coração tinha sido preenchido por um amor que ela nunca tinha imaginado ser possível.

o que você vai ser quando

Os dias vão passando e essa mãe passa a contar o tempo em função do crescimento do filho. As roupinhas que ficaram pequenas, os primeiros passos, palavras, a primeira febre. Então vem o momento de largar a chupeta, de deixar a fralda, de entrar na escola. Ela vê que não é possível parar tudo, para que o filhote fique sempre embaixo de suas asas. Então ela olha para o futuro, e imagina como ele estará em 10, 20, 30 anos. Um médico, um músico, um biólogo, uma bailarina? São tantas as possibilidades, mas uma coisa é certa: ela estará ao seu lado, para apoiá-lo no que ele decidir fazer.

Pois foi em tudo isso que eu pensei quando assisti a um vídeo lindo de Ninho, que compartilho agora com vocês. De mães que sabiam falar mil coisas sobre o futuro de seus filhos, mas não sabiam responder a uma simples pergunta: “O que você vai ser quando o seu filho crescer?”. Prepare o lencinho – eu já assisti mais de uma vez, e chorei em todas elas:



Engraçado como para nós, mães, a resposta não é imediata: acho que o grande medo é o de não termos mais função para aquele serzinho ao qual nos dedicamos do primeiro ao último momento do dia. Mas a resposta das crianças mostra quanto essa questão é simples: porque, não importa o que acontecer, seremos (sempre, sempre, sempre!) suas mães, o porto seguro para onde eles podem correr todas as vezes em que precisarem. #mãeprasempre

selo




Arquivado em: Papo de mãePublieditorial Tags:

Comentários (8)

Trackback URL

  1. Marilângela disse:

    Me emocionei a primeira vez que vi este comercial, foi inevitável e involuntário rsrsrs também me fiz essa pergunta e fiquei sem respostas na hora e o que bate realmente é um pouco de medo, mais mãe é mãe não tem explicação para isso. Lindo amei!Bjus

  2. veronica matildes disse:

    Chorei muito e ainda não sei o que vou ser quando ela crescer, amo demais minha filha espero que sempre ela precise de mim. Obrigada por compartilhar, esse vídeo lindo.

  3. Gislaine Nunes Veiga disse:

    Sem palavras também chorei e acredito que estamos preparadas para tudo, lemos tudo, pesquisamos tudo… febre, dente, intolerâncias e alergias… somos capazes de ficar sem dormir por dias, e comer nas horas em que os pequenos dormem… Mas não seremos nunca capazes de ficar longe deles… dói não sei aonde, se é no peito ou na garganta só de pensar em não ter esse papel em suas vidas… Ser mãe é ser intensidade, emoção, força e sencibilidade… ser fera ferida para defender nossos pequenos de qualquer coisa… Mas o importante é o que plantamos hoje, deixar na lembrança deles o calor do colo, a tranquilidade de um abraço apertado (espanta todos os monstros) e a certeza de que sempre estaremos de braços abertos para acolhe-los ,já diz o ditado que não tem nada melhor que colo de mãe!

  4. bruna barbalho disse:

    Ahhh….eu vi este vídeo e meu filho estava ao meu lado. Se chorei? claro, rs. Pq quando nos tornamos mães nos esquecemos de nós mesmas e já me fiz e ainda me faço esta pergunta (sob orientação da minha terapeuta, rs). Acredito ser importante a gente lembrar que tem “gente” debaixo do véu de mãe. rsrs estou ainda na fase de redescoberta e de autoconhecimento. E perguntei claro p meu Icaro de 4 anos e o que ele respondeu? – Uma heroína mamãe, claro, eu vou ser super herói e vc uma heroína! Quanto orgulho do meu filhote. Espero corresponder parte de suas expectativas, como “super heroína”.

  5. jeanette rozsas disse:

    Vamos lá, mães. Não vivam 24 horas para os filhos. rtrabalçhem, desenvolvam-se, sem abrir mão de serem as melhores mães do mundo. Dá um ppouco mais de trabalho, mas não impede que vocês criem filhos maravilhosos. Falo isso por experiência própria.; Garanto que mais tyarde eles vão se orgulhar de vocês! É este o conbselho de uma avó experieente, advogada, escriotora e “babada” pela famólio

  6. jeanette rozsas disse:

    Desculpem a digitação falha na msg. anterior. Mas passei o recado, não passei?
    beijos a todas as Mães

  7. Lidiane disse:

    Agora vamos ampliar esta discussão para quando formos mães de adescentes? Por favor tá? O que você deve ser quando eles vão se dando ” asasssssss”m? Heim?!

  8. Lidiane disse:

    Perdão mães de adolescentes! ♥

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail