Compre um bom inalador

Por 14 Comentários


Olá, amigos do Mil Dicas de Mãe!

Com a chegada do outono, uma nova onda de resfriados, gripes e tosses está pipocando por aí. E para as mães de bebês com problemas respiratórios recorrentes (com asma, bronquite, etc), isso significa muitas noites em claro, ouvindo os chiados do filhote.

Eu fui uma criança asmática, e faria de tudo para que Catarina não passasse pela mesma experiência. Porque é  realmente muito ruim tentar respirar e não conseguir. Após a adolescência minhas crises praticamente desapareceram, mas vez ou outra acontecem de novo, depois de um resfriado mal curado. Então sou obrigada a ter um inalador em casa (e depois de mais de 30 anos de experiência, acho que posso emitir minha opinião sobre o assunto!).

Lembro-me daquele barulho do inalador ligado (que, aliás, minha irmã adorava, porque dizia que dava um sono danado; dava nela, porque eu ficava bem acordada durante aquela meia hora de inalação), da “fumacinha” interminável, do soro fisiológico que caía toda vez que eu virava um pouco mais o copinho. E querem saber? ADOREI saber que isso ficou no passado! Na última primavera, depois da terceira crise de Catarina, devolvi o inalador antigo que minha mãe havia emprestado e comprei um inalador ultrassônico, de última geração. Querem saber? É como comparar um fusca a um Porsche!

Porque eu recomendo o inalador ultrassônico (eu comprei o modelo Pulmosonic Star e gostei; pesquise para ver se acha outras marcas com as mesmas funções!):

1) A inalação é muito mais rápida. Em cerca de 10 minutos todo o soro (e o medicamento que estiver ali também) já terá sido quebrado em minúsculas partículas e inalado pelo seu bebê. Quando você tem que fazer inalações a cada 3 horas, o fator tempo é realmente significativo (principalmente se seu bebê detestar ficar parado e chorar durante toda a inalação).

2) O copinho fica dentro do equipamento, então você pode virar a máscara à vontade que a inalação continua sem nenhum problema (e você ou o bebê não se molham!).

3) Dá para fazer a inalação deitado e com o mínimo de ruído. E isso é FANTÁSTICO durante a madrugada, porque você faz a inalação sem acordar o bebê (é verdade, já fiz isso diversas vezes com a Catarina e ela não acordava).

4) O fluxo das partículas é tão intenso e direcionado que dá para fazer a inalação sem a máscara, só direcionando a mangueira. Muitas vezes foi a saída para fazer a inalação na Catarina, que não parava quieta e ficava brincando ao redor do inalador. Melhor assim do que se matando de chorar e virando o rosto o tempo todo para sair da máscara.

Bom, a parte ruim é que esse inalador é mais caro que os demais. Mas pela minha experiência, se você puder pagar, digo que realmente vale a pena!

Quer ler outros posts sobre saúde já publicados? Clique aqui.




Arquivado em: Saúde

Comentários (14)

Trackback URL

  1. EU CONPREI ESSE INALADOR ELE REALMENTE É MUITO BOM (PULMOSONIC)

  2. Anna Paula disse:

    Tenho um desse, fazem mais de 06 anos, quase 07, foi o único que tive até hj, ele já levou várias quedas, inclusive da escada, e funciona ainda, agora ..depois de varias quedas ele começou a sair menos fumaça, estou trocando ele, por isso estou por aqui lendo os tópicos pra saber qual o melhor inalador, e vendo as reclamações dos outros modelos e marcas, não tenho duvidas: Voltarei a comprar outro da mesma marca..

  3. Maria Marinho disse:

    comprei um pela segunda vez que fui usar não mais funcionou

  4. Flavia Daniel disse:

    Ola! Tenho uma filha com seis meses de vida. Ela adquiriu uma doenca chamada bronquiolite e uma das formas de tratamento e a nebulizacao. Como mae de primeira viagem, e no desespero de ver sua filha com uma crise, adqui, sem pesquisar, um aparelho da marca G-TECH. Posso afirmar que foi a pior coisa que fiz. Ele e mais barato do que os outros aparelhos, e com uma qualidade pessima. Mesmo lendo o manual de instrucoes, e seguindo exatamente as informacoes ali contidas, eu e o meu marido nao conseguimos fazer com que ele atendesse a sua finalidade, ou seja, ele nao funcionou. s . As pecas sao de ma qualidade e o equipamento e mal projetado. NAO RECOMENDO. Por fim a economia nao valeu a pena, nos deixando mais preocupados e chateados, pois nao fizemos de imediato o tratamento recomendado pelo pediatra. Agora estamosanalisando as opcoes e os comentarios postados para adquirir um novo aparelho.. DE OUTRA MARCA!!!

  5. Ana Cláudia disse:

    Também acho ele ótimo , rápido, mas , olhem o que achei falando delel:“Nebulizadores ultrassônicos aquecem as partículas e por isso modificam o efeito de alguns medicamentos como os Corticóides Inalados (Clenil A, Pulmicort…), por isso, o ideal é usar os tradicionais nebulizadores a jato. E mais, não é recomendado nebulizar o paciente deitado porque o aproveitamento da medicação é mínima. Isso porque essa posição faz com que a absorção do medicamento na árvore respiratória brônquica seja diminuída.”

  6. Susy disse:

    Eu já tive um pulmosonic e não recomendo. Comprei porque achei que fosse o melhor. Não faz barulho, a medicação ñ fica junto com a máscara, a mascara é legal e flexível, mas impossível achar nas drogarias, o q considero um problema, já que sempre troco a máscara por uma questão de higiene, principalmente quando empresto o inalador para alguem. Além disso, na época levei uma bronca do pediatra que disse que esse tipo de inalador ultrassônico ñ é recomendado pelo seguinte motivo:
    Nebulizadores ultrassônicos aquecem as partículas e por isso modificam o efeito de alguns medicamentos como os Corticóides Inalados (Clenil A, Pulmicort…), por isso, o ideal é usar os tradicionais nebulizadores a jato. E mais, não é recomendado nebulizar o paciente deitado porque o aproveitamento da medicação é mínima. Isso porque essa posição faz com que a absorção do medicamento na árvore respiratória brônquica seja diminuída.”
    E logo após o término da garantia, pouquíssimo tempo de uso ele queimou.
    Fiz uma vasta pesquisa e optei por um modelo tradicional, o compact da NS. Apesar de fazer um pouco mais de barulho (nada absurdo, minha bebê de 4 meses faz toda a inalação e até dorme), ele tem aproveitamento total da medicação e o kit de mascara (inclui mascara, copinho para remedio e mangueira) vc encontra facilmente pra comprar nas drogarias. Assim, sempre q achar que o seu kit está muito usado poderá trocar sem dificuldades, além de é claro, garantir uma boa inalação para o seu bebê. Já tenho o meu há 5 anos e funciona perfeitamente. Super recomendo.
    Espero ter ajudado.
    Bjs, Susy. 😉

    • Lilia disse:

      Susy eu já ia fazer o mesmo comentário que você… Sobre medicamentos que inclusive, vem escrito na bula que não deve ser usado em nebulizador ultrassônico.

      • Nívea Salgado disse:

        Oi, Lilia, oi, Susy,

        Realmente desconhecia essa informação sobre inalador ultrassônico/medicamentos, uma vez que todos os que minha filha usa, associados à inalação, não são colocados dentro do inalador. Atualmente existem uma série de medicamentos bronco-dilatadores (aliás, alguns são os mesmos utilizados há décadas, mas que agora são ministrados de outra forma) que são utilizados com espaçadores – o uso é muito mais simples para a criança, e o efeito mais rápido. Acho um assunto bacana de se conversar com seu médico, pois por aqui simplificou (e muito) o processo com minha filha.

        Abraços!

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Susy,

      Veja abaixo o comentário sobre o uso de medicamentos com espaçador, é importante. E sobre a troca de mangueira, comprei pela internet e recebi em casa, sem problemas. Não é tão fácil como comprar uma nova na hora, mas também não é um bicho de sete cabeças. Eu continuo não trocando meu aparelho por outro a jato 🙂

      Bjs

  7. Elaine disse:

    Oi onde que compra esse inalador da pulmosonic?

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail