Curvas de crescimento e peso

Por 2 Comentários


Olá, amigos do Mil Dicas de Mãe.

Quando a Catarina tinha poucos meses, uma das maiores preocupações aqui em casa era com seu ganho de peso. Será que engordou esse mês? Se ganhou peso é porque está mamando direito, eu pensava… E será que cresceu (com a genética da mãe, baixinha, não dá pra fazer milagre!)? Está acompanhando a curva de crescimento do nascimento? Todo santo mês eram as mesmas dúvidas na consulta à pediatra.

Então descobrimos na internet o site da Organização Mundial de Saúde (OMS) que mostra as curvas de altura e peso usadas pela grande maioria dos pediatras. Essas curvas foram produzidas através de um estudo com crianças de seis países (Brasil, EUA, Índia, Noruega, Gana e Oman) em uma avaliação entre 1997 e 2003. Como há crianças de várias raças, esse é tido como o padrão que melhor representa a realidade mundial, pela OMS.

Bom, parece coisa de mãe neurótica (e é mesmo, confesso), mas nos primeiros meses, até a Catarina ganhar corpo e ficar mais fortinha, eu acompanhava de perto o peso. Eu ficava mais tranquila, sabendo que ela estava acompanhando a curva de nascimento sem problemas. Aí fica a pergunta: como eu a pesava em casa? Primeiro eu me pesava sozinha em uma balança digital (daquelas que a gente tem em casa mesmo; a aferição não era exata, mas dava uma boa ideia), e depois com ela peladinha no meu colo. Aí subtraia uma coisa da outra e o que sobrava era o peso dela, hehe.

Se você quer dar uma olhada nessas curvas, separei os links para vocês, é só clicar! Ah, e se você clicar nos arquivos em pdf que serão mostrados nos links, pode até imprimir as curvas para desenhar a do seu filho.

Meninos: peso (clique nos pdfs da página para ver as curvas de peso entre o nascimento e 6 meses, entre 6 meses e 2 anos e entre 2 e 5 anos) e altura.

Meninas: peso (clique nos pdfs da página para ver as curvas de peso entre o nascimento e 6 meses, entre 6 meses e 2 anos e entre 2 e 5 anos) e altura.

Observação final: mais importante do que saber se seu filho está no percentil 15, 50 ou 85, por exemplo, é ver se ele acompanha a própria curva de crescimento cujo ponto inicial é o peso de nascimento. E não entre em pânico achando que só porque ele está abaixo do 50 está muito magrinho ou baixinho, pois cada criança tem o seu próprio padrão de normalidade! E é claro, isso não substitui o acompanhamento com pediatra, é apenas um post para mães curiosas!




Arquivado em: DesenvolvimentoSaúde

Comentários (2)

Trackback URL

Sites que possuem links para este Post

  1. Lista de fraldas - quanto pedir no chá de fraldas! - Mil dicas de mãe : Mil dicas de mãe | 15 de agosto de 2013
  1. ADOREI AS DICAS QUEM AGRADECE É MINHA AFILHADA .

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail