Como lidar com a birra do bebê?

Por 32 Comentários


Olá, amigos do Mil Dicas de Mãe.

Hoje o assunto do blog é a birra do bebê. Você já passou por essa fase com seu filho?

Foto: bebe.com.br

Até bem pouco tempo atrás, eu diria que uns 15 dias, eu contava para as pessoas que estava num momento lua-de-mel com a Catarina (com exceção da acordada noturna, é claro). Durante o dia tudo corria bem: ela me entendia cada vez melhor, também se fazia entender com mais facilidade, e assim nós seguíamos, brincando o dia inteiro nesse verão de tardes quentes. Como ela não discutia as ordens, muito pelo contrário, se esforçava em atender o que eu pedia, meu bom humor estava lá nas alturas. Mas eu sabia uma hora isso iria acabar.

Agora foi oficialmente aberta a temporada das birras. Catarina começou a ter vontades: dependendo da hora não quer sentar no cadeirão para comer (quer sentar na cadeira da mesa, como mamãe e papai), não quer sair para passear e sim ficar em casa (até eu falar que vai ver o cachorro lá fora, aí sai correndo), joga as coisas no chão quando percebe que estou falando com outra pessoa sem lhe dar atenção… E fica só me olhando, para ver a minha reação, a danadinha.

Conversando com uma leitora do blog outro dia, ela me contou que está passando pela mesma coisa com o filho de 1 ano e 5 meses. E perguntou se eu tinha alguma dica sobre o assunto.

Bom, vamos então discutir um pouco a birra. Primeiro ponto: nós sabemos que ela faz parte do desenvolvimento, ou seja, é normal, todo bebê passa por isso, alguns com maior outros com menor intensidade (e só tende a piorar por volta dos 2 anos, que é a famosa idade conhecida em inglês como “terrible two”). Sim, ele é só um bebezinho mas já quer alguma coisa. E muitas vezes não sabe expressar verbalmente suas necessidades ou desejos. Tentar se antecipar ao colapso e entender o que o bebê está pedindo é uma primeira alternativa no lidar com a birra.

Outro ponto: criança com fome ou cansada fica MUITO mais birrenta. Está na hora da soneca e você está no meio do shopping tentando fazer com que ele suba no carrinho? Pode esperar problema! Eu tento, na medida do possível, preservar os horários das sonecas, mesmo nos fins de semana, pois sei que do contrário terei dor de cabeça com a pequena. E se não der, paciência, aguento um pouco de choro, que faz parte da vida de toda mãe.

Mas tem horas em que a birra vem do nada, simplesmente porque o bebê resolveu contrariar (e é o que mais irrita, porque você sabe que está sendo testada). Nessa hora a minha política é a de distrair a Catarina, chamando a atenção para outra coisa. “Não quer sair do parquinho? Mas olha aquela nuvem passando ali, vamos ver se da janela de casa dá para ver melhor?” Ou, o que eu percebi que funciona bastante é valorizar uma atitude de “mocinha” ou de “princesa”. “Ah, você não quer calçar o sapato? Mas olha, esse sapato é de princesa!” E lá vai Catarina, que estava chorando e esperneando para não colocar o sapato, alegre, feliz e saltitante com o tênis cor-de-rosa. Importante: depois que ela faz o que eu peço, sempre ganha um reforço positivo do tipo “olha que menina linda que obedece a mamãe!”.

Aprendi com uma amiga a sempre explicar para o bebê que ele está frustrado, que não vai ter o que quer (por mais que grite e esperneie) e que é normal se sentir assim. Com poucas palavras e sem se estender, porque senão eles perdem a atenção. Ela sempre fazia isso com os filhos e eu achei bem interessante. Assim a criança vai aprendendo a lidar com as próprias emoções (e olha que eles entendem, por mais novinhos que sejam). E como último recurso, depois de explicar, tentar distrair, se nada surtir efeito, eu dou aquela ignorada básica. “Não quer vir com a mamãe? Ok, então você fica que eu vou ” (claro que em condições sob controle; não vou largar a pequena no meio da multidão e sair andando). Depois de uns oito passos sem olhar para trás, em geral sinto a pequena já grudada nas minhas pernas.

Por fim, quero dizer que às vezes eu também sou humana e perco a paciência (solto uns berros de “Catarina, larga isso, não pega aquilo!”). Aí não tem outro jeito senão respirar, contar até 10 e tomar um copo de água BEM grande. Mas acho que todas vocês, mães, me compreendem nessa hora, não é?

E você, como lida ou lidou com a birra do seu bebê? Em que idade isso foi mais frequente? Deixa um comentário no fim do post, para compartilhar a sua experiência!


Arquivado em: ComportamentoDesenvolvimentoDicas de mãePapo de mãe

Comentários (32)

Trackback URL

Sites que possuem links para este Post

  1. Dicas práticas para lidar com a birra do bebê - Mil dicas de mãe : Mil dicas de mãe | 10 de dezembro de 2012
  2. E a birra, quando acaba? : Mil dicas de mãe | 19 de abril de 2014
  1. bianca sterzi disse:

    Minha filha de 2 anos faz muita birra e faço mais ou menos tudo o que vc descreveu aqui… MUITA paciência, falo das princesas, explico, converso, ignoro e dou uns gritos rsrsrsrs. Já cheguei a chorar com a birra na hora de jantar, total desespero… Mas depois relaxei, nao quer comer, nao come. Mas tb nao vai comer chocolate nem biscoito. E assim vamos, um dia de cada vez, as vezes tá melhor, as vezes tá terrível rsrsrsrs.

  2. Dri Machado disse:

    Acredita q a minha pequena com 7 meses, isso mesmo 7 meses já faz birra!!!
    Se não quer ficar ela chora, esperneia, se joga pra trás… com ela não tem jeito eu só saio de perto, pq não adianta conversar ainda.
    Mas, com o maiorzinho qdo começou com as birras, eu fazia igual..
    se ele deitasse no chão eu deitava tbm (em casa néh), se ele gritasse eu gritava masi alto (é, eu sou muitooo louca).
    mas qdo estavamos em publico não dá pra agir como louca neh!!
    eu parava e falava: – ei ta todo mundo olhando kd o menino mais lindo do mundo?
    ele parava, olhava pros lados e seguia em frente como se não fosse com ele!!!
    bjoooos

  3. meu bebe tem 10 meses ele quando quer uma coisa que eu nao deixo
    firaa um berrero nossa nao da pra nao perde a paciencia as vezes mesmo ainda
    mais quando si mora do lado da sogra ki nao pode iscuta um chiadinho ate aque
    intrometendo consertezaa o jeito e contar ate 10 neh kkkkkkkkkkkkkkk
    fazer oque

  4. Meu neto é uma criança otima, mas quando a mãe está perto e o tempo todo chorando com birra , que ela para tudo..

  5. minha filha esta com 11 meses e ja ta começando com as birra quando eu falo não pode ela ja começa a gritar e chorar affffi eu amo minha lindinha mas tem horas que aja paciencia com essa danadinha !!!kkkkk

  6. minha filha tem 1 e sete meses, nosso como ela e birrenta não sei mais o que fazer, se joga no chão, ela morde quando esta irrita ou morde ate mesmo quando esta brincando. Me ajudem porfavor!!!!!

  7. Ada Assis disse:

    Meu filho tem 1 ano e 5 meses e sempre foi muito calmo, mas de uns 15 dias pra cá, cismou de gritar o tempo todo, e berra muito quando quer alguma coisa. Fiz a tecnica da conversa, as vezes da certo, mas tem horas que nada faz parar, ai é esperar!

  8. É verdade , eu tenho um menino de 1 ano e 6 meses e está na fazer da birra tudo que pegar é dele e não quer da pr as irmães eu tenho 2 filhas e quando se juntar e a idade é dificil lidar com cada idade , eu não passei por isso das 2 mais com este gostoso da mãe estou passando o seu blog deu dicas ótimas , obg, abç.

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Eliane, que bom ter seu comentário aqui! A fase das birras é difícil, mas os filhotes continuam muito fofos, apesar delas!
      Grande beijo,
      Nívea

  9. Adriana disse:

    O meu filho tem 1 ano e 3 meses ele se joga para trás quando resolve fazer a tal birra, chora ou grita, dá para acreditar? Estou aprendendo a lidar com esta situação nova, lendo artigos, conversando com outras mães, em fim, tem ajudado a me acalmar.

  10. Fabiana Leal Eder Couto disse:

    minha tb está assim!! mas, eu moro em outro estado ..longe da familia toda…

    • Nívea Salgado disse:

      Ter a família longe não deve ser fácil, né, Fabiana?

      Se precisar de qualquer coisa que possa ajudar virtualmente, é só chamar!

      Bjs,

      Nívea

  11. Tô passando por isso já tem uns 2 meses, hoje meu filho tem 1a8m e ainda continua firme e forte com as birras. Primeiro eu falo que não pode, aí repito, depois eu tiro dele/ele do q não pode. Se ainda não adiantar eu ignoro. E se ainda não resolver eu fico histérica! E se ainda não resolver dou um tapa na bunda, essa solução eh mágica. Não gosto, mas ele deve adorar pois geralmente insiste na birra até o tapa.

  12. ……f0rça na peruka mãeeee!!!!!rsrsrssrs

  13. Ane disse:

    Minha bebe tem 9 meses e nao quer dormir seja dia ou noite..qndo o sono chega, começa a se jogar pra trás e se vai para o berço entao, dá um jeito de sentar em seguida. alguém tem alguma dica? relaxar antes com banho, musiquinha, já tentei.. e nao funciona :-) ou eu estou fazendo errado mesmo… vcs seguem rigidamente os horarios? aqui nao fazemos isso..

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Ane.
      Com essa idade é muito comum isso acontecer! Você sabia que por volta dos 9 meses vários bebês acabam com uma das sonecas do dia? Será que não está na hora da sua bebê dormir uma soneca a menos? Pode ser que apenas fazendo essa mudança, ela já durma bem melhor! Tente e depois conte pra gente, ok?
      Bjs,
      Nívea

  14. Viviane Emília de Souza Silva disse:

    Olá meu bebe tem um ano e três meses e é prematuro de 7 meses ele ´e uma criança muito difícil eu falo nao pode fazer isso e lá está ele fazendo de novo nao me escuta de jeito nenhum se joga no chão grita o tempo todo quer fala mais ainda nao consegue nao me respeita bate no meu rosto já expliquei várias vezes q nao pode q tem q fazer carinho eu nao sei mais o que fazer me de uma dica………… Por favor

  15. Elaine disse:

    Gente eles parecem que são todos iguais nessa hora. Minha Cecília tem 1 anos e 2 meses, faz um escândalo terrível quando é contrariada. Grita, diz que “não”, me empurra, e se joga no chão. Tem dias que falta paciência, mais o pior é quando ela faz isso nos passeios, em casa de amigos e pior ainda é quando faz isso na frente a avó. a avó se desespera e começa a adulação. Perco a paciência!

  16. renata disse:

    Aprendi um truque que da certo pra todas as idades a partir de 18 meses. Funcionou com a minha geniosa e carinhosa BARBARA (parece 2 em uma),

  17. renata disse:

    continuando: na primeira vez se explica – vou contar até 3 e aí você faz o que a mamãe pediu. Se ela fizer a elogio e dou um abraço, senão a tiro da atividade ou o que se aplique no caso. Na maioria das vezes funciona e evita-se uma birra daquelas .

  18. Gomes Augusto disse:

    O meu problema é o seguinte:O meu filho já te 2 anos e 3 meses ainda não fala e ele faz mesmo muita birra,e ao longo acorda sempre para comer e fica chorando e às vezes parece que ele não sabe o que quer.Dê-me uma ajudinha por amor de Deus.

    • Nívea Salgado disse:

      Sobre a birra, ela é bastante normal nessa idade, principalmente se seu filho ainda não fala e não consegue comunicar o que quer. Com a evolução da fala, provavelmente os episódios de birra melhorarão, pouco a pouco.

  19. Gomes Augusto disse:

    E tenho uma questâo:É normal um bebe de 2 anos e 3 meses não e nem pronuncia nem uma palavrazinha como papá ou mamã?

    • Nívea Salgado disse:

      Olá, tudo bem?

      Em geral nessa idade os bebês já pronunciam algumas poucas palavras, como mamã e papá. É interessante conversar com o pediatra a respeito e, se ele achar necessário, poderá pedir alguns exames fonoaudiológicos.

      Um abraço,

      Nívea

  20. tenho um filho que tem 11 meses mais já faz birra por qualquer coisa minha esposa já esta sem paciência com tanta birra dele as vezes ficamos sem saber o que fazer e muito difícil somo pais de 1 viagem ai fica mais complicado .

  21. Oi, Emanoel. Será que é birra mesmo? Ou será que o pequeno está cansado? Porque nessa idade minha filha dava muito trabalho se não dormia direito. Às vezes pode estar aí a raiz do problema. De resto, é ser firme para colher os frutos mais tarde. Um abraço!

  22. Oi, Emanoel. Será que é birra mesmo? Ou será que o pequeno está cansado? Porque nessa idade minha filha dava muito trabalho se não dormia direito. Às vezes pode estar aí a raiz do problema. De resto, é ser firme para colher os frutos mais tarde. Um abraço!

  23. alexandra disse:

    ola! meu pequeno tem 1 aninho agora deu de fazer birras tipo vai no fogão bate bate eu digo não tiro ele, ele volta digo não que não pode tiro ele e ele volta faço isso três vezes admito que sou uma mãe um tanto estressadinha coisa errada sim eu sei disso, mas na quarta vez eu dou umas palmadas neles e deixo ele, oque ele faz se joga no chão bate a cabeça eu digo muito bem vai ficar ai chorando quando passa eu te pego e a gente brinca mamãe aviso q não podia ir ali é perigoso mas vc teimo, depois de alguns minutos de birra e choro sem lagrimas passa e ele vem nas minhas pernas ai sim pego ele e agrado mas enquanto a birra não passa ignoro.

    • Dafiny disse:

      Sabe que também penso assim. Meu bebê de 8 meses isso mesmo 8 meses faz igualzinho. Se joga pra trás qnd eu digo não a alguma coisa ou qnd tiro algo perigoso da mao dele. Mas deixo ele cair qnd se joga mas ele nem chora.. Vira e sai engatinhando… Não sei como tirar essa birra.

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail