Queda de cabelo? Veja aqui o que fazer para evitar esse problema que assusta muitas mulheres!

Primeiramente, vamos entender quais são as possíveis causas para o cabelo caindo.

Saiba que a queda de cabelo em si normalmente não é um sinal de alarme, pois pode acontecer de forma completamente natural. É normal a perda de 60 a 100 fios de cabelo por dia, especialmente durante as épocas mais frias do ano, como outono e inverno.

Nestas épocas, o cabelo cai com mais porque a raiz do cabelo é menos irrigada por nutrientes e sangue e isso pode aumentar a queda de cabelo.

Publicidade

No entanto, essa queda deve diminuir em épocas do ano mais quentes, como primavera e verão.

Além disso, pessoas que utilizam frequentemente produtos de alisamento no cabelo, aplicam muitas vezes chapinha ou fazem penteados que podem quebrar o cabelo, também podem apresentar queda de cabelo mais acentuada.

Já a queda de cabelo após tratamentos de saúde, como quimioterapia para o câncer, por exemplo, é relativamente normal. Porém deve ser sempre referido pelo médico antes de iniciar o tratamento, para não ser um motivo de preocupação quando surge.

Vamos ver a seguir alguns fatores que ajudam a piorar a queda de cabelo, além de receitas caseiras e dicas de como evitar. Afinal, todas nós merecemos ter um cabelão lindo e saudável!

Boa leitura!

Queda de cabelo

Mulher com problema de perda de cabelo, segurando uma escova com expressão assustada. Crédito da foto: Freepik

Publicidade

17 fatores que colaboram para a queda de cabelo

Resumidamente, vamos listar aqui 17 fatores que ajudam o cabelo a cair mais que o normal, que podem ser:

  1. Herança Genética;
  2. Distúrbio Hormonal;
  3. Anemia;
  4. Estresse;
  5. Pós-parto;
  6. Pós-operatório;
  7. Dietas Restritivas;
  8. Doenças;
  9. Problemas na Tireoide;
  10. Inflamação no couro cabeludo;
  11. Deficiência em relação a alguma vitamina ou mineral;
  12. Interrupção ou introdução de anticoncepcional;
  13. Fumaça de cigarro acumulada nos cabelos;
  14. Tratamento capilar de má qualidade;
  15. Uso de penteados que puxam demais a raiz do cabelo;
  16. Uso de medicamentos como por exemplo: varfarina, propiltiouracila, carbimazol, isotretinoína, acitretina, lítio, betabloqueadores, colchicina, anfetaminas e medicamentos para o tratamento do câncer;
  17. Influência do clima.

Agora, vamos ver mais a fundo sobre as principais causas e o que fazer para amenizar esse problema!

As principais causas da queda de cabelo são:

Seu cabelo está caindo muito? A queda de cabelo é um assunto que preocupa muita gente.

Durante o banho ou ao pentear, é normal que caiam alguns fios, mas quando você começa a perceber tufos por todos os cantos da casa, esse pode ser um sinal de alerta.

Vamos ver abaixo mais a fundo sobre as principais causas da queda:

Queda de cabelo – 1. Excesso de estresse

Uma das principais causas de queda de cabelo é o excesso de estresse, tanto físico como mental. Isso acontece porque o choque do estresse, após um acidente de trânsito ou após o diagnóstico de uma doença grave, por exemplo, pode trocar o ciclo dos fios do cabelo, fazendo-os cair.

Publicidade

Em outros casos, o estresse pode não ser a causa principal da queda de cabelo, mas pode piorar a perda de cabelos que já exista por outro motivo. Conheças as principais consequências do estresse.

O que fazer: é aconselhado tentar reduzir a carga de estresse, participando em atividades de lazer, não apenas para tratar a queda de cabelo, mas também para garantir uma melhor qualidade de vida e evitar outros problemas mais graves que podem surgir com o tempo, como intestino irritável ou depressão.

2. Excesso de vitamina A ou B

Embora seja relativamente raro, a presença excessiva de vitaminas A ou do complexo B no corpo pode contribuir para a queda de cabelo. Esta situação é mais frequente em pessoas que estão tomando suplementos com algum destes tipos de vitaminas por muito tempo.

O que fazer: deve-se utilizar os suplementos alimentares apenas com orientação de um médico ou nutricionista, para evitar atingir as doses máximas recomendadas. Caso exista suspeita de excesso destas vitaminas, deve-se parar o suplemento e consultar um médico.

Queda de cabelo – 3. Gravidez

A queda de cabelo é relativamente comum em mulheres após o parto, não só devido às alterações hormonais que continuam a acontecer no organismo, mas também pelo estresse do parto.

Geralmente, esta queda de cabelo surge nos primeiros 3 meses após o parto e pode durar até 2 meses.

Embora seja mais raro, a queda de cabelo também pode surgir durante a gestação, parecendo estar relacionada com o aumento do hormônio progesterona que pode ressecar o cabelo, deixando-o mais fraco e quebradiço.

O que fazer: o ideal é evitar ficar estressada pela queda de cabelo, pois é um processo natural, que irá melhorar com o tempo.

4. Alterações hormonais

Assim como durante ou após a gravidez, as alterações hormonais são uma importante causa de queda de cabelo e podem acontecer em vários momentos da vida, especialmente durante a adolescência.

Além disso, mulheres que trocam de pílula ou que começam um novo método anticoncepcional hormonal também podem apresentar queda de cabelo temporária.

O que fazer: caso se esteja tendo uma queda de cabelo muito intensa, deve-se consultar um dermatologista ou, caso se esteja tomando um anticoncepcional, falar com o ginecologista para avaliar a possibilidade de trocar o método.

woman removes curls of hair from a comb loss of health problems model. High quality photo

7 mitos e verdades sobre queda de cabelo

Pentear o cabelo molhado acelera a queda? Lavar todos os dias atrapalha? Aparar as pontas com frequência fortalece as madeixas?

Descubra a respostas dessas e de outras dúvidas sobre a perda excessiva de fios!

1. É possível saber quando a queda está exagerada?

VERDADE. O normal é caírem até 100 fios de cabelo por dia.

Não é preciso contar, mas observe se eles estão aparecendo em todo lugar da casa, no travesseiro, no carro e, principalmente, se começam a surgir leves falhas no couro cabeludo (a chamada rarefação capilar progressiva).

Nesse caso, procure um dermatologista para avaliar o quadro e orientar o melhor tratamento.

2. Pentear o cabelo molhado acelera a queda?

VERDADE. Ele fica frágil quando úmido e, ao desembaraçá-lo, a tendência é puxar os fios e quebrá-los. O trauma pode afetar a raiz, ocasionando a queda, informa a dermatologista.

Também corre esse risco quem vive com o cabelo preso, sobretudo se essa tração for muito forte.

Para evitar problemas, não penteie o cabelo no chuveiro. Seque-o com uma toalha e, só depois então desembarace com um pente de dentes largos, começando o movimento pelas pontas.

Por fim, prenda o cabelo apenas quando estiver seco e, se possível, não todo dia, nem por muito tempo.

3. Dormir com o cabelo molhado faz mal?

VERDADE. É melhor rever essa prática. Mais fragilizados, os fios úmidos quebram facilmente com o atrito do travesseiro. Já o couro cabeludo fica abafado, demorando mais para secar totalmente.

Isso favorece a proliferação de fungos e o aparecimento de caspa e outras doenças que levam à queda.

4. Lavar o cabelo todos os dias atrapalha?

MITO. A prática não causa queda. A menos que você seja adepta de banhos fervendo.

Além disso, água muito quente estimula a oleosidade do couro cabeludo. Portanto, mesmo no inverno, prefira água morna.

5. Xampus antiqueda à venda nas farmácias resolvem?

DEPENDE. Um teste feito mostrou que as oito marcas avaliadas evitam no máximo a queda de 86 fios por mês e, geralmente, provocadas por tração (agressão externa).

Assim, se você estiver com uma queda de cabelo grave, é melhor procurar um dermatologista para identificar e tratar a adequadamente a causa.

6. Aparar as pontas com frequência fortalece os fios?

MITO. Apesar de bastante difundida, essa crença não tem nenhum fundamento. O corte elimina pontas duplas e áreas danificadas ou ressacadas, garantindo um toque mais macio e um aspecto de cabelo saudável.

Porém, não influencia no ritmo de crescimento do fio, que gira em torno de um centímetro por mês.

7. Cortar na lua crescente ajuda o cabelo a crescer?

MITO. Também não existem estudos científicos comprovando essa teoria, mas muita gente diz que dá certo.

Então, se você quiser experimentar, vá em frente: mal não faz.

Queda de cabelo

Jovem morena sorrindo enquanto escova o cabelo. Crédito da foto: Freepik

Como tratar queda de cabelo: 13 dicas para evitar que os fios caiam

Sabemos que existem muitos fatores que influenciam essa perda, como vimos anteriormente, mas felizmente existem algumas maneiras de combater esse problema.

Veja abaixo 13 dicas que separamos para você, para saber como evitar que seus fios caiam!

Queda de cabelo – 1. Lavar o cabelo regularmente

Passar muitos dias sem lavar o cabelo pode não ser uma boa ideia. Além de ficar opaco e poroso, o couro cabeludo pode desenvolver vários problemas, como um acúmulo enorme de secreção, sebo e outros resíduos de poluição no local.

Ou seja, você pode acabar desenvolvendo caspa, coceira, foliculite e a queda acentuada dos fios.

Sendo assim, o ideal é lavar o cabelo em dias alternados e, uma vez na semana, apostar numa esfoliação no couro cabeludo com um shampoo específico.

2. Dar um tempo nos procedimentos químicos

Do mesmo modo, os procedimentos químicos também podem ser um risco, principalmente para cabelos mais frágeis.

Por exemplo, se você faz escova progressiva, coloração e outras técnicas desse tipo com frequência, o ideal é tratar o cabelo uma semana antes com produtos hidratantes e que ajudem a amenizar danos aos fios.

Desse modo, ao sentir que os fios estão caindo mais após a química, dê um tempo nesses procedimentos.

3. Não prender o cabelo todos os dias ou fazer penteados muito apertados

Penteados muito apertados podem acabar gerando alopecia de tração. O problema pode refletir em falhas no cabelo devido à falta de elasticidade das fibras dos folículos pilosos, resultando no rompimento dos fios.

O mesmo vale para as pessoas que colocam tranças, megahair ou passam longos períodos com o cabelo preso.

4. Tratar a formação de caspa

O excesso de caspa também pode causar a queda dos fios devido ao quadro inflamatório que se forma no couro cabeludo. O problema também pode gerar descamação, coceira e vermelhidão no couro cabeludo.

A melhor maneira de controlar o problema é lavar o cabelo com shampoo anticaspa e antioleosidade.

5. Tenha uma alimentação balançeada

Ingerir frutas, legumes e verduras, carne vermelha, peixe e produtos integrais repõem as vitaminas e nutrientes necessários para o nosso corpo. A alimentação é fundamental para fortalecer os fios e para estimular o crescimento.

As propriedades de nutrientes específicos como os minerais, proteínas e grãos integrais agem muito bem na composição de cosméticos, mas o ganho maior ocorre quando o consumimos.

Queda de cabelo

Mulher fazendo exercício. Crédito da foto: Freepik

Queda de cabelo? Veja aqui o que fazer para evitar!

6. Faça exercícios físicos

A realização de atividades físicas libera endorfina que diminui o estresse e consequentemente a queda de cabelos.

Por isso, pratique atividade física frequentemente.

Queda de cabelo – 7. Cuidado com o estresse

Cuidado com o estresse! Estudos demonstram que parte das pessoas que se queixam de queda capilar apresentam algum tipo de estresse que pode ter sido o causador da queda capilar.

8. Controle a ansiedade

O processo para recuperação dos fios perdidos é algo demorado, não procure por novos fios imediatamente!

Isso pode gerar ansiedade e agravar o quadro de estresse, aumentando a queda capilar ainda mais. Por isso, tente controlar a sua ansiedade!

Queda de cabelo – 9. Use a escova certa

Você sabia que a escolha da escova errada também pode danificar os fios, deixando aquela aparência de cabelos quebrados? Sim!

As escovas que tem bolinha de massagem na ponta são as ideias, pois protegem o couro cabeludo e oferecem mais leveza na hora de desembaraçar os cabelos.

Portanto, se o seu cabelo é longo e liso, use uma escova larga em formato de raquete. Por outro lado, se for crespo, adote cerdas de plástico, são mais apropriadas apara cabelos ondulados e cacheados.

Já se for crespo e volumoso, use de escovas grandes e de cerdas bem próximas para auxiliar na escovação.

10. Não prenda os fios molhados

Manter o couro cabeludo molhado por muito tempo faz juntar fungos e criar caspas, além de enfraquecer a raiz e provocar a queda dos fios.

Queda de cabelo – 11. Evite o álcool e o fumo

Outra dica é: evite o álcool e o fumo. Mas por quê?

Por provocar radicais livres em nosso corpo, é comprovado cientificamente que o fumo propicia a queda capilar.

Isso porque o cigarro faz com que as artérias fiquem mais fechadas e diminui a circulação sanguínea, causando assim a queda. Já a ingestão do álcool também gera a produção de radicais livres em nosso corpo.

Por sua vez, os radicais livres promovem a inflamação em alguns tecidos do nosso corpo, incluindo a pele do couro cabeludo. E toda inflamação poderá promover o aumento da queda de cabelo.

Além disso, o álcool exige do nosso corpo um esforço maior para metabolização do etanol. O desgaste do metabolismo é mais um fator que pode influenciar na queda capilar.

12. Não passe chapinha com o cabelo molhado

Antes de usar a chapinha seque bem os cabelos! Nem úmidos podem estar!

Isso porque os fios são profundamente agredidos quando se passa a chapinha com o cabelo molhado, então é perceptível no mesmo instante o efeito.

Ou seja, além de queimados, os fios se quebram. E não queremos isso, não é mesmo?

13. Doenças de couro cabeludo

Além disso, existem algumas doenças de couro cabeludo que podem afetar diretamente na saúde deles – e, consequentemente, ocasionar a queda dos fios.

Um exemplo é a caspa, qu além de ser visualmente desagradável, pode acelerar a perda dos fios. Diante disso, assim que detectada, deve ser combatida imediatamente.

Queda de cabelo

Mulher asiática penteando o cabelo com uma reação assustada. Crédito da foto: Freepik

Veja 2 tratamentos caseiros para cabelos com queda

1º Tratamento

Ingredientes:

  • 2 cebolas
  • 1 cabeça de alho
  • 2 colheres de chá de óleo de rícino vegetal

Preparo:

  1. Antes de tudo, descasque a cebola e o alho e corte a cebola em rodela.
  2. Feito isso, insira tudo no liquidificador e adicione de 50 a 100 ml de água, bata bem.
  3. Depois de bater coe e coloque em um recipiente limpo.
  4. Depois, adicione o óleo de rícino, misture bem e coloque em um frasco dosador.

Queda de cabelo – Aplicação:

  1. Primeiramente, com as madeixas sujas, faça a aplicação da receita por todo o couro cabeludo encharcando bem.
  2. Após, faça uma massagem com as pontas dos dedos em movimentos circulares.
  3. Dessa forma, ativa-se a microcirculação sanguínea e faz com que se penetre o tônico no couro cabeludo.
  4. Por último, deixe agir por 1 hora e lave o cabelo normalmente.

Intervalo de aplicação e armazenamento:

A aplicação pode ser feita de 2 a 3 vezes na semana.

O apropriado é conservar na geladeira por 15 dias.

A cebola e o alho são super estimulantes, assim estimulam a microcirculação sanguínea e fazem com que o cabelo cresça mais rápido.

2º Tratamento

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de mel
  • 2 batatas
  • 1 clara de ovo
  • 1 folha de babosa

Queda de cabelo – Preparo:

  1. Lave as folhas de babosa somente com água.
  2. Em seguida, com o auxílio de uma faca corte os espinhos que ficam nas laterais das folhas e corte também a parte superior da folha.
  3. Feito isso, com o auxílio de uma colher raspe todo o gel que fica no interior da folha e bata bem no liquidificador;
  4. Pegue as batatas, descasque e rale bem com o auxílio de um ralador.
  5. Em seguida, coe a batata ralada com a ajuda de um pano limpo e extraia todo o sumo da batata.
  6. Após isso, coloque o sumo da batata em um potinho plástico e acrescente os demais ingredientes e misture bem.

Aplicação:

Com o cabelo seco aplique a receita em todo o couro cabeludo e, logo em seguida, massageie durante 5 minutos fazendo movimentos circulares com as pontas dos dedos. Feito isso, prenda o cabelo, coloque uma touca plástica e deixe agir de 40 minutos a 1 hora. Depois basta lavar o cabelo com o shampoo e condiciona-lo.

Intervalo de aplicação e armazenamento:

Primeiramente, saiba que essa aplicação pode ser feita de 2 a 3 vezes na semana. Recomendamos que você conserve na geladeira por 15 dias.

Além disso, a batata é um ingrediente poderoso para os cabelos, pois traz diversos benefícios: atua no combate da queda capilar, ajuda no crescimento saudável dos fios, limpa o couro cabeludo, fortalece, doa brilho e age como um condicionador natural.

Do mesmo modo, o mel ajuda no combate e prevenção da queda e também ajuda no crescimento saudável das madeixas. Isso porque ele fortalece os folículos pilosos e mantém o couro cabeludo limpo e livre de bactérias.

Bem como, a clara de ovo também é um ótimo ingrediente. Ela é rica em colágeno, elastina, proteínas e várias vitaminas e minerais que blindam os fios e fazem o papel de reconstrução fortalecendo, além de dar brilho para o cabelo.

Anote essas duas receitas para evitar que seus fios caiam em excesso!

Esperamos que esse artigo tenha sido útil para você e que você siga todas as nossas dicas para evitar a queda de cabelo e assim, ter um cabelão bonito, saudável e poderoso!

Agora que você já sabe tudo sobre como evitar queda de cabelo, leia também esses outros artigos relacionados a beleza que separei para você:

Continue acompanhando nosso blog e até mais!