Se você é gestante, pode se deparar com essa questão: “Quando devo começar a usar roupas de grávida?”

Comprar roupas quando seu corpo está mudando rapidamente pode ser uma tarefa desafiadora, principalmente se você se sentir incomodada com o ganho de peso (que é inevitável durante esses meses).

Por isso, algumas mulheres podem sentir certa dificuldade ao se olhar no espelho e também ao escolher roupas, mas o importante é saber que todas as mudanças corporais são perfeitamente normais e se deixar levar pelo momento.

Nesses meses, a mulher passa por uma série de transformações, então comprar roupas de grávida pode ser difícil. Pensando nisso, iremos te dar várias dicas de como escolher as roupas ideais para que você se sinta linda e principalmente confortável.

Publicidade

Vamos lá? Prepare seu guarda-roupas e boas compras!

Mulher grávida no parque usando vestido florido. Crédito da foto: Freepik

Como escolher as melhores roupas de grávida?

Primeiramente, relaxe e curta esse momento especial! Com esse artigo, vamos dar dicas para você encontrar as roupas certas e se sentir mais tranquila e bonita!

Na verdade, no primeiro trimestre a maioria das mulheres continuam a usar normalmente suas peças, sem grandes problemas. Mas, conforme a barriga vai crescendo, é preciso comprar roupas especiais para gestantes.

E se essa não for a sua primeira gravidez, talvez tenha de começar a pensar um pouco antes de terminar o seu primeiro trimestre. Mas como saber qual o momento certo de comprar roupas de grávida?

Quando túnicas e batas mais larguinhas acabam virando camisetas, saias mais compromidas acabam subindo na barriga… Ou mesmo quando as calças começarem a apertar na cintura. Chega uma hora que não tem jeito, é preciso comprar algumas peças!

Publicidade

E esse momento é muito gostoso na vida de uma mulher! Comece comprando um par de calças ou uma camisola mais comprida… Roupas de lycra também são ótimas, assim como peças mais confortáveis, ou que se adaptem melhor à nova silhueta. É claro que as escolhas dependem de vários fatores – profissão, necessidade, orçamento, estilo, etc.

Veja aqui por onde começar!

Roupas de grávida – Quantas peças investir?

Sobre quantidade: conforme já dissemos, cada mulher tem seu estilo e necessidades. Quem não quer gastar muito pode apostar em tons neutros e peças que combinam entre si.

Resumindo, não precisa comprar tudo de uma só vez: é possível que seu corpo ainda mude bastante daqui em diante.

Aliás, não deixe de levar em consideração o seu tipo de silhueta de grávida ao fazer as escolhas: algumas grávidas são magrinhas e só a barriga aparece, outras têm a barriga “espalhada”, há aquelas que não engordam tanto mas incham, existem barrigas baixas, altas e quase emendando nos seios e por aí vai.

Qual o melhor tipo de blusa?

As batas não são a única opção, apesar de serem ótimas! Tops, blusas com decote do tipo V, mais soltinhas do busto para baixo, etc. caem muito bem em grávidas, assim como regatas de algodão com lycra ou elastano que se expandem à medida que a barriga aumenta.

Publicidade

As camisas também acabam ajudando na fase de amamentação e, por isso, são bastante usadas: basta abrir o botão, sem precisar levantar a blusa inteira.

Se você busca peças mais formais, os blazers e camisas são boas opções. Eles podem ser usados abertos, com regatas por baixo, e têm vida longa, inclusive muito depois da gravidez.

Roupas de grávida – E as calças?

Uma boa dica é adquirir pelo menos duas calças jeans para grávidas. As lojas para gestantes têm diversos modelos, com lavagens, cortes e até barras diferentes. Eles contam com uma faixa elástica na cintura para acompanhar o crescimento da barriga sem apertar.

Além disso, por conterem elastano, se adaptam ao volume crescente do bumbum e das coxas. As que têm faixas que vão até os seios, cobrindo toda a barriga, costumam ser as mais confortáveis.

Por outro lado, as leggings combinam com uma infinidade de peças – inclusive calçados – e são bem confortáveis. Mas precisam ser bem macias na cintura para não apertar a barriga.

Por exemplo, as legginds de modelo saruel também oferecem bastante conforto.

Leia mais: Moda gestante: as peças curinga para manter o estilo na gravidez!

Quais os melhores vestidos?

Já os vestidos, os que mais valorizam são os soltos de tecidos macios como algodão, jérsei ou malha realçam a silhueta sem restringir movimentos. O decote em V valoriza o busto e tira o foco da cintura.

Mas, se você quiser ostentar o barrigão, vestidos de malha mais ajustados ao corpo (com elastano, por exemplo) costumam causar boa impressão!

Roupas de grávida: o que não comprar?

Do mesmo modo que existem peças que valorizam as mulheres grávidas, existem outras que é bom evitar!

Evite cintos, meias muito compridas que dificultam a circulação do sangue e favorecem o aparecimento de varizes, saltos altos, tecidos encorpados e peças apertadas ou de tecido que não cede.

Porém, nenhuma grávida precisa gastar rios de dinheiro para comprar as peças ideais para o novo formato do seu corpo. E, diga-se, as roupas ditas de “gestante” são muito caras.

Confira 10 dicas para comprar roupas de grávida!

 roupas de grávida

Mulher grávida de vestido florido vermelho. Crédito da foto: Freepik

1) É temporário, mas você pode reaproveitar depois

Apesar de ser um guarda-roupa temporário, é bom ter em mente que você não vai sair da maternidade com a mesma medida de cintura que tinha antes de engravidar, mesmo no caso de um parto vaginal.

É que o corpo leva, em média, de 9 meses a 1 ano para voltar ao “normal”. Algumas peças serão usadas também no período pós-parto, mesmo as calças.

Então, na hora de ir às compras, é importante investir em roupas de qualidade, ou seja, com tecidos bons e duráveis e que possam ser usados não só enquanto você estiver grávida.

Além disso, hoje em dia uma grávida pode sim se vestir de maneira estilosa e até mesmo mais sexy. O que importa é se sentir confiante. Tenha orgulho do seu corpo!

2) Peça emprestado antes de comprar roupas de grávida

As roupas de grávida podem ser bastante dispendiosas, além de serem úteis durante poucos meses.

Por isso, se você tiver familiares ou amigas que possam emprestar algumas roupas aproveite, pois será só por um curto período de tempo.

Se comprar roupa de maternidade, depois que usar você pode sempre tentar vendê-la mais tarde, em lojas para grávida, brechós, na internet, etc.

3) Pesquise no seu guarda-roupa o que pode ser aproveitado

Antes de tudo, primeiramente pesquise em seu próprio armário. Verifique se tem tops largos, calças com cintura mais elástica, ou saias mais largas; procure aquelas roupas mais confortáveis e mais larguinhas.

As melhores silhuetas para uma mulher grávida são os vestidos e tops em linha A e os vestidos império. Roupas de lycra ou com elastano são ideais pois vão esticando à medida que a barriga cresce.  Do mesmo modo, opte por usar roupas mais justas na zona do peito e com decote em V.

Se você tem um parceiro, aproveite algumas das roupas dele, procure também no guarda-roupa dele. Camisas, ou t-shirts com elastano que ele use mais justas podem ser as ideais para si.

4) Opte por peças de transição

Às vezes, comprar roupa de grávida pode ser difícil, pois você pode acabar comprando uma roupa muito larga no início e que no final da gravidez já estará muito justa.

Por isso, o ideal é ir com calma e comprar algumas peças básicas que se ajustarão ao momento.

5) Use cores básicas e complemente-as

Continuando, um dos segredos para comprar roupas de grávida é apostar em cores mais básicas e complementar. Azul marinho, preto, cinza, bege, branco, nude… E para dar mais cor ao visual, você pode apostar em colares, acessórios ou um casaco rosa, por exemplo, para dar vida e cor!

Use e abuse das cores e tenha sempre em conta quais as cores que se adequam melhor ao seu tom de pele.

Roupas de grávida – 6) Sinta-se linda

Sinta-se linda! Usar uma camisola de lycra onde a sua barriga é bem evidenciada não é motivo de nenhum embaraço nos dias de hoje, na verdade é um motivo de orgulho e de se sentir sexy.

A roupa deve fazer a mulher se sentir linda, então não precisa ser muito larga. Mostre sua pele, use tops sem mangas, vestidos tomara-que-caia, etc. Lembre-se de que você não tem de estar coberta só porque está grávida.

Opte por roupas mais justas que demonstrem a sua nova silhueta e arrase!

7) Use uma só cor

Se quiser passar a sensação de que está mais alta e esguia, use uma só cor dos pés à cabeça. Use brincos compridos, um colar interessante ou uma écharpe para complementar o visual – super chique!

Roupas de grávida – 8) Faça camadas

Se optar por peças sobrepostas, saiba que pode remover uma delas sempre que se sentir menos confortável. Usar um cachecoeur por cima de uma camisa proporciona duas vantagens: o cachecoeur cobre e delineia a silhueta e serve para remover se sentir vontade de o fazer.

Mas também não exagere, coloque no máximo duas peças sobrepostas, pois mais que isso dará uma sensação de volume indesejado.

Você também pode usar um vestido de Lycra com um cardigan por cima, ou uma t-shirt mais comprida com uma mais curta por cima.

9) Escolha sapatos confortáveis

Os sapatos de salto muito alto poderão parecer bem mais desconfortáveis e apertados nessa, já que os pés tendem a inchar na gestação.

Por isso, opte por saltos mais baixinhos, tênis, sapatilhas, alpargatas ou rasteirinhas, mas sem deixar de lado o estilo e o conforto!

10) Use acessórios

Os acessórios são peças essenciais para dar aquele toque especial no look!

Um vestido super simples de uma só cor pode ser um look muito mais interessante se for complementado com um belo colar comprido, ou mesmo com uma encharpe colorida à volta do pescoço.

Desse modo, usar brincos, colares, pulseiras, sacos, encharpes, etc. é tudo uma questão de acrescentar interesse ao seu visual.

Resumindo, uma grávida pode sim ser uma mulher muito linda e interessante dependendo sempre do que usa para complementar o seu look.

Dica extra: Use roupas íntimas adequadas e que sejam reguláveis

Por fim, lembre-se do mais importante: o que quer que opte por usar, deve ter sempre conforto e silhueta. Não use nada muito justo e desconfortável, mas também não opte por roupas super largas que não se sabe onde começa ou termina. Mantenha sempre um equilíbrio entre essas duas vertentes.

E leve em consideração que os seus seios irão crescer durante a gravidez, podendo crescer até 3 tamanhos. Por isso, opte sempre por sutiãs que tenham um regulador de tamanho nas alças e nas costas que permitam ajustar-se ao seu tamanho de acordo com o passar do tempo.

Além disso, opte por sutiãs de alças largas e que tenham um bom suporte para que não se sinta desconfortável. Hoje em dia, há tantas variedades de sutiãs que não é preciso mais comprar sutiãs especiais para grávidas, a menos que deseje! Compre sutiãs conforme for notando que os que já tem não servem.

Outra dica é comprar sutiãs em locais próprios de roupas íntimas, para que as vendedoras possam te ajudar a escolher o melhor tamanho da copa, bem como das costas. Por exemplo, um sutiã 36 significa a largura à volta das suas costas e copa B significa o tamanho da sua mama. Por isso pode ter um sutiã 32 com uma copa C. Tudo depende do seu tipo de corpo.

Por fim, para as calcinhas o ideal é usar algo confortável que não aperte muito. A dica aqui é que a cintura deve estar sempre por debaixo da sua barriga e nunca em cima dela.

Anotou as nossas dicas? Esperamos que tenha gostado delas e consiga comprar roupas de grávida que fiquem incríveis em você, afinal esse momento é único e especial na vida de toda mulher!

E comprar peças para o seu novo corpo é uma das partes mais gostosas de uma gestação, assim como fazer o enxoval do bebê.

Aproveite e confira aqui mais dicas de moda para gestantes!

Continue acompanhando o nosso blog e até a próxima!