No artigo de hoje, confira 8 dicas para manter a hidratação das crianças no verão.

Afinal, o verão é marcado por muito sol, férias e calor! E as crianças adoram curtir a praia ou piscina nessa época do ano.

Mas graças às altas temperaturas, é preciso que os pais tenham alguns cuidados para manter os pequenos bem hidratados, principalmente durante os passeios.

É que a desidratação, tão comum nessa época, atinge principalmente as crianças e bebês, por isso a atenção deve ser redobrada. Mas ela pode ser facilmente evitada com boa alimentação e ingestão de líquidos adequada.

Publicidade

Pensando nisso, separamos as melhores dicas para você! Confira abaixo.

hidratação das crianças

Criança bebendo água no parque. Crédito da foto: Freepik

Qual é consumo recomendável para a hidratação das crianças?

Nunca é demais lembrar que, nos seis primeiros meses de vida, a única bebida que o bebê deve ingerir é apenas leite materno, já que ele contém todos os ingredientes necessários para a saúde dele. Nesse momento, a água é totalmente dispensável.

Isso porque os rins dos recém-nascidos ainda não atingiram uma maturidade a ponto de receber o líquido.

Até mesmo uma pequena quantidade de água poderia sobrecarregar os órgãos e causar intoxicação ou outras complicações devido a um possível desequilíbrio de sódio no corpinho. Após os seis meses, com o início da introdução alimentar, a água já se torna sua principal aliada!

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), um adulto deve consumir, em média, dois litros de água por dia para manter o corpo hidratado. Para as crianças, esta quantidade é um pouco menor, com indicação de quatro a seis copos ao dia.

Publicidade

Além da água, pode-se ingerir sucos naturais, chás gelados e frutas. Melancia, melão, laranja e abacaxi são as mais adequadas e ricas. O ideal é uma média diária de 100 ml de líquido para cada quilo.

A água de coco também é muito interessante, uma vez que sua composição é semelhante à dos líquidos corporais, contribuindo para a hidratação e reposição de minerais como o potássio, que acaba se perdendo na transpiração.

Porém, mesmo com outras opções para a hidratação das crianças, a água é insubstituível e indispensável não só durante o verão como em todas as estações. Saiba que nenhum outro líquido substitui o seu poder de hidratação!

No entanto, fazê-las beber água pode ser um desafio. Por isso, mantenha por perto uma garrafinha com água. Leve para os passeios na praia, no parque e em quais lugares mais a sua família for passar um tempo fora. Avise o seu filho que a água está ali por perto sempre que ele quiser consumir.

No caso de crianças menores, os pais precisam oferecer água por mais vezes ao dia.

O perigo da desidratação

Motivada pela perda de líquidos e sais minerais do corpo, a desidratação é muito comum no verão. O aumento da transpiração ou uma intoxicação alimentar são as principais causas do problema. Quanto menor a idade, maior a necessidade de líquido.

Publicidade

A criança tem muita facilidade de perder líquido, por isso a indicação é durante essa época aumentar a oferta de líquido.

A criança perde água pelo suor, pela salivação, diarreia e vômito. Caso apresente esses sintomas, é bom complementar a hidratação com uma solução hidratante, para manter o nível de sódio no organismo. Se as crianças vomitarem muito e os pais perceberem a diminuição de hidratação corporal, devem procurar imediatamente o posto de saúde mais próximo

Lembrando que a desidratação pode ser leve, moderada e grave. Na leve, o volume de urina diminui, a criança fica mole, com a pele mais seca e os olhos fundos. Na moderada são esses e outros sinais mais aprofundados. Já na grave a criança já não urina e não possui um nível bom de consciência. Nesses casos, é necessária a hidratação venosa.

Ah! Poucos sabem, mas a água pode trazer benefícios ou causar danos à saúde. Por isso, é importante estar atento aos componentes da água que você bebe.

O PH (Potencial de Hidrogênio) mostra o grau de acidez ou alcalinidade da água, numa escala de 0 a 14. Médicos e nutricionistas recomendam que a água que consumimos seja alcalina, com PH igual ou maior que 7, pois evita a acidez no sangue e neutraliza os efeitos de alimentos ácidos, entre outros diversos benefícios.

Leia mais: Piscina com as crianças – 15 brincadeiras para fazer!

hidratação das crianças

Mãe dando uma vitamina para sua filha na cozinha. Crédito da foto: Freepik

Confira dicas para manter a hidratação das crianças

  1. Ofereça líquidos para as crianças mesmo que elas não peçam;
  2. Para chamar a atenção dos pequenos, use copos ou garrafinhas atrativas e coloridas;
  3. Faça cubinhos de suco de fruta ou água de coco para incrementar nas bebidas;
  4. Aromatize a água com gotas de limão ou folhas de hortelã para ficar ainda mais refrescante;
  5. Ofereça água de coco de vez em quando;
  6. Sucos e chás também são bem-vindos. A melhor opção é fazer suco natural de frutas um pouco antes de sair de casa para evitar perdas nutricionais;
  7. Evite a exposição excessiva ao sol, procurando lugares mais arejados e frescos;
  8. Aposte em frutas com água em abundância como melancia, abacaxi, morango e laranja.

Opte também por uma alimentação leve, com bastante opções de frutas.

Frutas ricas em líquidos, como melão e melancia, devem fazer parte do cardápio dos pequenos. Laranjas e outras que têm vitamina C são aliadas para reduzir as crises de rinite, mais frequentes com a baixa umidade.

O que jamais oferecer?

Passe longe das bebidas industrializadas. Sucos de caixinhas, ou mesmo em pó, não são nada saudáveis.

O refrigerante, inclusive, nem é considerado um alimento. Sua composição não passa de uma caloria vazia, sem qualquer nutriente que possa contribuir para o desenvolvimento da criança. Isso estende-se para outras bebidas que vêm embaladas. Evite sempre que possível.

E os sucos?

Os sucos são bem-vindos principalmente se forem naturais, de fruta orgânica e com a polpa da fruta junto – ou seja, sem coar ou peneirar. Assim, você garante que a criança vai consumir também as fibras da fruta, além de garantir a hidratação.

Recomendo sempre usar a criatividade ao combinar os sabores das frutas na hora de fazer os sucos. Por exemplo, o azedo do morango pode ser combinado ao doce da melancia. Além de delicioso, você dispensa o uso de açúcar que não deve estar na alimentação.

Uma dica para fazer sucos com praticidade é retirar a polpa da fruta e congelar. Assim, na hora que a sede bater, basta bater no liquidificador e beber.

Chás gelados, água saborizada e outras opções

Na hora de oferecer chás, os pais precisam acender o alerta. Algumas ervas podem ser tóxicas para as crianças. O ideal é oferecer chás de frutas gelados, no verão.

Também vale a pena oferecer água de coco. Rica em potássio e fósforo, a água de coco deve ser consumida preferencialmente no momento em que o coco é aberto. E bem gelada, é claro.

Outra boa dica são as águas saborizadas. Uma grande jarra com água, ervas, limão e outras frutas dão o toque especial nos dias de calor. Muitas crianças adoram essa opção para refrescar.

Essas são algumas dicas muito práticas para manter a hidratação das crianças no verão. Esperamos que esse artigo tenha sido útil para você!

Aproveite para ler também: Receitas refrescantes – Confira 12 para saborear no verão

Continue acompanhando o Mil Dicas de Mãe!

Até a próxima.