dor de barriga na gravidez é bastante comum e pode estar associada com o crescimento do útero, o excesso de gases e a prisão de ventre. O tratamento, normalmente, consiste em uma alimentação balanceada, exercícios físicos adequados e até mesmo alguns tipos de chás.

Porém, quando o problema é persistente, a ponto de atrapalhar o dia a dia da mulher, é adequado verificar se a dor de barriga é proveniente de outro desequilíbrio mais sério. Por isso, atente-se para a presença de outros sintomas, como sangramentos, tonturas, dores de cabeça, fadiga, etc. Aqui, a gestante precisa ir imediatamente ao hospital, para descartar qualquer doença grave ou iniciar o tratamento mais adequado ao quadro.

dor de barriga na gravidez

Mulher grávida com dor de barriga. Foto: Freepik

Estou grávida e estou com dor na barriga: Como aliviar dor na barriga na gravidez?

Se você está grávida e tem sentido muita dor de barriga, primeiramente, não se desespere. Respire fundo e observe todos os sintomas do seu corpo: há algum outro sinal que indica algum desequilíbrio mais grave? Ou as dores abdominais são “normais” e semelhantes a que sentimos mesmo quando não estamos grávidas?

Publicidade

Lembre-se de que se tranquilizar é essencial para não aumentar o estresse e a ansiedade durante a gestação. Além disso, atentar-se para os sinais do corpo, com mais clareza, pode lhe ajudar a indicar ao seu médico quais são as mudanças significativas em seu organismo.

Dito isso, com calma e tranquilidade você poderá pôr em prática algumas medidas simples que tendem a minimizar as dores de barriga na gestação. Veja como:

dor de barriga na gravidez

Gestante com dores na barriga. Foto: Freepik

1- Tome um banho morno e deixe a água cair sobre a barriga

O banho morno pode ser bem relaxante, por si só e, quando o assunto é dor de barriga na gravidez, pode ser um aliado para aliviar o desconforto abdominal. Para isso, deixe a água cair sobre a barriga e relaxe por alguns minutos, a fim de diminuir as tensões e, consequentemente, causar um alívio na dor de barriga.

  • Dica: As compressas quentes também podem ajudar nesse caso, especialmente se as dores na barriga estiverem associadas ao crescimento do útero.

2- Beba um chá de camomila morno para aliviar a dor de barriga na gravidez

O chá de camomila (exceto o de camomila romana!) pode ser consumido durante a gravidez para desencadear sensações de bem-estar, tranquilidade e até mesmo sonolência. Além disso, ele diminui o estresse e a ansiedade e tem ação anti-inflamatória sobre o sistema digestivo.

Com isso, melhora o trabalho do intestino e da digestão como um todo, aliviando a dor de barriga na gravidez e promovendo uma maior fluidez no trânsito intestinal.

Publicidade

3- Coma alimentos mais leves e saudáveis, evitando as fibras

O excesso de fibras pode acabar provocando a diarreia durante a gravidez que, ao mesmo tempo, causa as dores de barriga. Por isso, se você perceber que está mais sensível durante os últimos dias, consuma menos alimentos com fibras, para reequilibrar a sua flora intestinal.

Gestante com incômodos abdominais. Foto: Freepik

Além disso, prefira alimentos mais saudáveis e leves, descartando os industrializados, embutidos e muito gordurosos, como as frituras.

4- Pratique exercícios regularmente e alivie a dor de barriga na gravidez

Os exercícios físicos são aliados da saúde do nosso corpo, de uma maneira geral. Além disso, eles melhoram o trânsito intestinal, diminuindo as dores de barriga na gravidez. Entretanto, é importante investir em exercícios leves, como caminhadas e pilates para gestantes, a fim de não sobrecarregar as suas articulações e músculos.

  • Importante: Não pratique exercícios físicos de maneira indiscriminada, mas sim, considere conversar com o seu médico para saber quais são mais adequados para o seu caso.

Veja mais: Tomar Anticoncepcional na Gravidez prejudica o bebê?

Dor de barriga na gravidez: É normal ter diarreia durante a gravidez?

A diarreia durante a gravidez é bastante comum, pois as mudanças intestinais são bastante expressivas. Enquanto algumas mulheres sofrem mais com gases e com a prisão de ventre, outras sofrem com as dores de barriga e diarreia. De todo modo, é preciso ficar atenta e observar se a diarreia está associada com sangramentos, tonturas, fadiga e até mesmo febre. Nestes casos, a gestante deve ir ao hospital imediatamente.

Publicidade

Gestante no sofá com dores na barriga. Foto: Freepik

O que fazer quando uma grávida está com diarreia?

Como vimos no decorrer de nosso conteúdo, a dor de barriga na gravidez, acompanhada de diarreia, pode ser tratada com algumas mudanças simples na rotina. Os exercícios físicos e os banhos quentes, por exemplo, já podem amenizar a dor e trazer mais conforto para a mulher.

Entretanto, o foco deve estar na alimentação. O que a gestante ingere pode ocasionar as dores na barriga e os gases, responsáveis pelo desconforto abdominais.

Sendo assim, a ingestão de alimentos muito pesados, como feijão, pode ser prejudicial e piorar o quadro. O mesmo vale para alimentos embutidos e com muito sódio, como salsichas, presuntos, linguiças, entre outros.

Gestante aflita com dores abdominais. Foto: Freepik

Dor de barriga na gravidez pode estar associado com alguma doença?

Se a dor de barriga na gravidez não aliviar com as medidas que mencionamos e, além disso, vir acompanhada de sangue nas fezes, diarreia em excesso e desidratação, ela poderá estar associada com doenças que necessitam de suporte médico imediato. Veja alguns dos problemas que podem estar associados com a dor:

  • Infecção urinária: Embora não tenha relação com o intestino, a dor pode ser confundida, especialmente se a mulher não teve infecção há muito tempo. Aqui, a mulher pode ter febre, enjoo e até mesmo ardência e urgência ao urinar.
  • Aborto espontâneo: Nesse caso, a mulher percebe uma perda de líquidos pela vagina, além de sangramentos, tonturas e uma forte dor abdominal, mais próximo do pé da barriga.
  • Pré-eclâmpsia: A eclâmpsia é o aumento súbito de pressão arterial e merece atenção médica pois traz riscos graves para a mãe e o bebê. Nesse caso, a dor aparece na parte superior direita do abdômen.
  • Contrações de treinamento: As contrações de treinamento também podem ser a causa da dor de barriga na gravidez. Nesse caso, a dor aparece em forma de cólicas, que vem e vão, e duram cerca de 60 segundos.

Novamente reforçamos que o acompanhamento médico é indispensável para garantir que a dor de barriga na gravidez não esteja associada a nenhum dos problemas citados acima. Converse com o seu médico e mantenha os seus exames sempre em dia!

Leia também: Sono da gestante: Veja como dormir melhor durante a gestação