O primeiro beijo, abraço e mamada que acontecem nos primeiros momentos de vida do bebê são essenciais para alguns aspectos físicos e psicológicos. Tanto do recém-nascido, quanto da puérpera. Essa janela de uma hora após o nascimento é a chamada hora dourada, ou golden hour. 

Leia abaixo quais os benefícios desse momento e como aproveitá-los.

O que não pode faltar na hora dourada

Bebê recém-nascido enrolado em manta branca no colo da mãe. Foto: Freepik

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o contato pele a pele dever ser intenso nessa primeira hora. Essa conexão da mãe com o bebê pode facilitar a amamentação e diminuir as chances de mortalidade, segundo a Organização. O cheiro e o calor da mãe acalmam o bebê e finalizam o vínculo que vocês começaram desde a barriga. Mesmo em casos de cesariana esse contato é recomendado! O recém-nascido deve ser colocado o mais próximo possível da mãe, em seu colo ou abdômen. 

Publicidade

Há alguns anos, o protocolo pós-nascimento exigia com que os médicos levassem o bebê imediatamente para a pesagem e avaliação. Mas, hoje, acredita-se que esse momento pode esperar para que mãe e bebê passem a hora dourada juntos. 

 

Os benefícios da hora dourada 

Bebê recém-nascido mamando. Foto: Freepik

Participar da hora dourada e poder amamentar nesse momento é importante porque libera ocitocina. O hormônio que está ligado à redução do stress, diminuição da possibilidade de depressão pós-parto e abandono materno, e auxílio à recuperação do útero para o tamanho normal. 

Enquanto isso, o bebê que aproveita a golden hour têm menos probabilidade de desenvolver um quadro de hipotermia – quando o recém-nascido sofre um choque de temperatura muito grande do útero quente para a temperatura ambiente do local. Tem menos probabilidade de contrair infecções, apresenta melhora na frequência cardíaca e glicemica e tem mais chances de conseguir manter a amamentação exclusiva nos primeiros seis meses de vida. 

A amamentação é beneficiada com a hora dourada porque quando o bebê é colocado no peito, logo após o nascimento, o estimulo e as tentativas de sugar desencadeiam a prolactina. O hormônio que sofre brusca queda após o parto e é responsável pela produção do leite materno! Não é necessário nem que o bebê mame de fato e não é necessário forçá-lo a isso, a proximidade e o contato já são o bastante. 

Publicidade

 

Como preparar a golden hour 

hora dourada

Pé de bebê recém-nascido com pulseirinha do hospital. Foto: Freepik

A golden hour é recomendada caso o bebê não apresente quadros de dificuldade respiratória, hipotônico ou malformações que exigem um atendimento imediato. Se houver necessidade de outros atendimentos, como colocar a pulseira do hospital ou fazer exames rápidos, o recém-nascido e a mamãe podem ser colocados juntos com um atraso de até 10 minutos depois do parto, sem perder todos os benefícios da hora dourada. 

Mesmo bebês nascidos por cesárea e prematuros podem aproveitar da golden hour, desde que tenham a recomendação e o acompanhamento médico especializado.