Ser bilíngue em um mundo globalizado é um grande diferencial. O bilinguismo para crianças estabelece uma vantagem competitiva grande ainda na infância. Sobretudo diante do avanço da internet em nossas vidas, é importante saber falar um segundo idioma.

Mas, faz diferença aprender a falar uma segunda língua ainda na infância? Quais são os reais benefícios do bilinguismo para crianças? Nesse sentido, confira aqui as vantagens de ser uma criança bilíngue.

Ser bilíngue: vantagens

Melhora no desempenho escolar

Criança estudando – Foto: Freepik

Primeiramente, muitos estudos mostram que uma criança bilíngue tem resultados superiores aos dos de crianças que falam apenas uma língua. O desempenho escolar da criança bilíngue é melhor não apenas no campo de idiomas.

Em seguida, criança bilíngues têm um desempenho muito melhor, também, em áreas como a matemática, português, geografia, história e ciências.

Publicidade

Em terceiro lugar, os efeitos do bilinguismo para crianças ajudam a melhorar o desenvolvimento escolar, suas funções cognitivas, habilidades sociais, capacidade de leitura, e ainda melhoram suas habilidades emocionais, tendo bons efeitos muitos anos a frente, na vida adulta.

Aprendizado mais fácil na infância

É o momento mais propício na vida

A infância é o momento em que o cérebro está em seu estágio mais flexível, e, portanto, o aprendizado de uma segunda linguagem é bem menos difícil do que em qualquer outra parte da vida.

De fato, estudos mostram que, quando há exposição do bilinguismo para crianças, os indivíduos são capazes de detectar que outra linguagem está sendo falada no ambiente desde os seis meses de idade.

Crianças criadas em lares bilíngues, em países onde há grande número de imigrantes, conseguem comumente aprender uma segunda língua do mesmo modo como aprendem a andar, ou a falar sua primeira língua.

Não tem impactos negativos e ajuda no desenvolvimento da fala

Crianças na escola – Foto: Freepik

Surpreendentemente, aprender uma segunda língua não impacta negativamente no aprendizado do português.

Publicidade

Adultos têm de considerar, na hora de aprender, regras gramaticais e praticar bastante. Enquanto isso, crianças pequenas, por sua vez, absorvem sons, estruturas, entonação e as regras de uma segunda língua com muito mais facilidade.

O bilinguismo aumenta o poder do cérebro

De fato, aprender uma linguagem é uma excelente forma de manter o seu cérebro saudável, desenvolvido e pronto para quaisquer desafios.

Ademais, a habilidade do bilinguismo para crianças também resulta em um ser multidisciplinar, ampliando o seu controle, sua atenção, sua capacidade de resolver problemas, e aumenta ainda a sua criatividade.

Do mesmo modo, crianças bilíngues têm facilidade de pensar fora da caixa com muita facilidade. Principalmente, essa habilidade de fazer coisas surpreendentes é desenvolvida porque sua memória é muito mais desenvolvida do que a de uma criança monoglota.

Ampliação do conhecimento e da cultura

Crianças na escola – Foto: Freepik

Antes de tudo, quando uma criança é bilíngue, ela está exposta a diversos costumes, ideias e perspectivas das mais diferentes culturas. É claro que você pode conhecer mais sobre outras culturas sem saber falar uma segunda língua, mas o aprendizado de outra linguagem realmente lhe dá uma experiência mais imersiva.

Publicidade

Consequentemente, uma criança mais culta, naturalmente, será mais estimulada a conhecer coisas novas. Do mesmo modo, a possibilidade de se encantar cada vez mais pelo mundo da leitura e do conhecimento se amplia através do aprendizado de uma segunda língua.

Em suma, uma criança bilíngue, certamente, sentirá cada vez mais vontade de aprender coisas novas!

Benefícios na vida adulta da criança bilíngue

Melhora da inclusão no mercado de trabalho

Acima de tudo, falar uma segunda língua com total fluência dá ao sujeito melhores oportunidades de trabalho. Além disso, a fluência em uma segunda língua com perfeição é muito mais fácil de ser atingida quando o aprendizado se dá ainda na infância.

Inegavelmente, comunicar-se no bem no trabalho é muito importante. Cada dia mais companhias consideram ser bilíngue o principal pré-requisito na hora de contratar alguém, sobretudo aquelas empresas multinacionais.

Sobretudo, ser capaz de comunicar-se com clientes estrangeiros e consumidores é considerada uma enorme vantagem também.

Ser bilíngue será obrigatório no mercado de trabalho do futuro

Menina estudando no computador – Foto: Freepik

Com toda a certeza sabemos que a globalização se aprofundará cada vez mais, e, em breve, empresas e consumidores do mundo inteiro terão de se conectar uns aos outros para as coisas mais simples.

Logo, facilitar o desenvolvimento da habilidade de ser bilíngue em uma criança é garantir sua empregabilidade e um bom futuro quando ela for adulta. Até porque, com o passar do tempo, ser bilíngue não será mais uma prioridade, mas obrigação para o mercado de trabalho!

O bilinguismo ajuda no fortalecimento da saúde mental

Tornar-se bilíngue na infância, para além de todas as vantagens no crescimento e na vida adulta, é uma garantia de saúde mental na velhice.

Por exemplo, estudos revelam que cérebros de pessoas bilíngues envelhecem mais devagar. Portanto, pessoas bilíngues têm o potencial de viver mais tempo, com saúde e satisfação.

Ainda, a ciência reconhece que a capacidade de ser bilíngue atrasa o desenvolvimento de várias doenças neurológicas, como a demência e o mal de Alzheimer.

Desenvolver em uma criança o bilinguismo não é apenas um investimento no seu futuro profissional, no seu desempenho escolar ou nas suas habilidades de vida. É, muito mais, investir em sua saúde!

O bilinguismo na infância amplia as habilidades

Ser bilíngue torna mais fácil ser trilíngue

Aprender uma segunda língua faz com que você reflita sobre as nuances e semelhanças com o próprio português e passe a ter uma melhor aptidão para línguas, em geral.

Saber como a linguagem funciona, ao lado da experiência que você já tem ao aprender uma segunda língua, torna mais fácil você aprender um terceiro ou quarto idioma diferente.

Ademais, se ser bilíngue, em breve, será uma obrigação para o mercado de trabalho em geral, ser trilíngue passará a ser o grande diferencial na hora de contratar alguém!

Nada melhor, portanto, do que abrir caminhos para o aprendizado de uma terceira língua, tornando-se bilíngue ainda criança!

Uma criança bilíngue tem mais habilidades sociais

Crianças sussurrando – Foto: Freepik

Falar uma segunda língua abre muitas portas para um grande número de oportunidades sociais, ampliando suas habilidades de interação e sua confiança enquanto pessoa.

De forma simples, quanto mais linguagens você compreende, você pode conversar com mais gente – e mais significativas serão estas relações.

Quando você usa suas habilidades bilíngues para conectar-se com muito mais pessoas, muito maior será a sua confiança em situações sociais.

Esse uso dessas habilidades fará toda a diferença na vida em outros momentos posteriores à infância, como a adolescência e a vida adulta. Por que, então, perder tempo?

Ser bilíngue só tem benefícios

O bilinguismo na infância traz vantagens de todas as ordens, melhorando, por exemplo, a saúde mental, o aprendizado, a confiança, a criatividade e as chances na vida adulta. Vale inteiramente a pena tornar-se bilíngue na infância, sobretudo, porque é uma habilidade mais difícil de se adquirir mais tarde.

Enfim, o bilinguismo em crianças só traz vantagens!