Com a chegada do terceiro mês de gravidez, a mulher costuma já estar mais adaptada a sua condição de gestante. Isso porque os sintomas do início da gravidez nem sempre são fáceis de serem vivenciados.

Infelizmente, é comum ao longo desse mês que os enjoos ainda persistam. Mas se acalme: é no fim do primeiro trimestre que eles costumam desaparecer. Ou seja, é muito possível que você inicie o mês com os enjoos e termine sem eles.

Terceiro mês de gravidez

Crédito: Freepik

O terceiro mês de gestação é um marco. Isso porque, além dos enjoos estarem indo embora, normalmente é nesse momento que o primeiro ultrassom morfológico acontece. Ou seja, é nesse período da gravidez que você verá a cabecinha e os membros em formação pela primeira vez. É muita emoção atravessar esse marco!

Veja neste artigo quais são os principais sintomas do terceiro mês de gravidez, incluindo a rotina da mulher e o desenvolvimento fetal. Boa leitura!

Publicidade

Sintomas do terceiro mês de gravidez

Mulher no terceiro mês de graviez com post-its na barriga

Crédito: Freepik

Alguns dos sintomas típicos do terceiro mês de gravidez são mais agradáveis que outros. Por exemplo, é a partir desse mês que os ultrassons obrigatórios começam. Ou seja, você conseguirá ver o pequenino se desenvolvendo do terceiro mês em diante, se ainda não realizou um ultrassom anterior (que normalmente é feito apenas em gravidez de risco ou a pedido da mãe).

Além disso, é entre a 11ª e a 13ª semana de gravidez que a silhueta da mulher começa a tomar mais forma. Então, é nesse momento que você provavelmente sentirá que está ganhando o corpo de uma gestante.

Conheça aqui outros sintomas normais do terceiro mês da gravidez:

Leia aqui também sobre as cinco principais mudanças no corpo que a mulher grávida sente.

Desenho do corpo grávido

ilustração de uma mulher grávida de pijama

Crédito: Freepik

Publicidade

Ao se aproximar o fim do terceiro mês de gravidez, é normal que o tamanho do útero esteja próximo às dimensões de uma laranja. O aumento do útero implica no surgimento de uma barriguinha (tão almejada por taaaantas mulheres!).

Entretanto, se você está finalizando o terceiro mês e a barriguinha não apareceu ainda, fique calma. Lembre que essa é somente uma estimativa e que depende do organismo de cada mulher. Tenha em mente que logo acontecerá com você também.

Vale lembrar também que a redução dos enjoos não é motivo para que a mulher se descuide da alimentação. Lembre que as recomendações nutricionais ou médicas são feitas com base naquilo que será melhor para a sua saúde (e para o bom desenvolvimento do futuro bebê).

Pigmentação da pele

É normal que no terceiro mês você venha a perceber uma cor mais acentuada na aréola dos seios. É também bastante normal que surja uma linha escura entre o umbigo e a púbis.

Além disso, manchas no rosto podem aparecer nessa fase. No terceiro mês de gravidez muitas mulheres também são presenteadas com o conhecido “brilho de gravidez”.

Leia aqui sobre os seis melhores sintomas da gravidez.

Publicidade

O que a mulher pode fazer no terceiro mês de gravidez (e o que evitar)?

Mulher asiática grávida descansando no sofá

Crédito: Freepik

É muito comum que os casais esperem até o terceiro mês de gestação para dar a notícia para os familiares e amigos. Isso porque no fim do primeiro trimestre as chances de ocorrer um aborto espontâneo caem significativamente.

Por isso, esse é o momento ideal para escolher para quem contar e de forma dar a notícia, seja pessoalmente ou através das redes sociais.

A silhueta da mulher vai se arredondando lentamente, sendo que é relativamente comum que ao fim do terceiro mês ela já perceba diferença no desenho de seu corpo. Por isso, esse é o momento ideal para visitar lojas especializadas em gestantes. Isso porque você precisará adquirir algumas peças para encarar os meses que estão por chegar.

Além dos vestidos e blusas de grávidas, é muito importante que você lembre de apostar em algumas unidades de sutiãs específicos. Lembre-se de que modelos confortáveis farão toda a diferença.

Entretanto, não é somente o guarda-roupa que precisará de cuidados no terceiro mês de gravidez. Veja o que mais você pode fazer nesse momento:

Planeje a licença-maternidade

mulher conversando com casal de chefes no escritório

Crédito: Freepik

A partir do terceiro mês é aconselhável que você informe o chefe sobre a gravidez e comece a planejar a licença-maternidade.

Determine junto com seu parceiro e com a empresa quando você deseja iniciar a licença e quando voltará ao trabalho. Para isso, vale lembrar que você tem direito a pelo menos 4 meses.

Leia também sobre a licença paternidade!

Aproximação com bebê

A partir do fim do terceiro mês, o bebê já consegue distinguir alguns sons, como os seus batimentos cardíacos e a sua voz. Aproveite essa fase para curtir a barriguinha – que ainda não está tão pesada.

Crie laços com o bebê por meio da audição. Você pode fazer isso conversando com o bebê, cantando ou mesmo colocando para tocar músicas agradáveis.

Relação conjugal

Casal sentados no chão da sala sorrindo

Crédito: Freepik

Esta é uma dica que é importante que seja seguida desde a descoberta da gravidez. Entretanto, conforme os meses vão passando, as responsabilidades vão se acentuando: afinal, é guarda-roupa para trocar, família e amigos para comunicar da notícia, licença-maternidade para organizar, quarto do bebê para montar, enxoval para fazer… Ufa, a lista é enooorme!

É muito importante que você se comunique com o parceiro. Faça ele sentir que faz parte desse momento. Lembre que a gravidez é algo que pode ser experienciado pelo casal, e que você se sentirá mais leve se tiver possibilidade de contar com o apoio dele.

Cuidados no terceiro mês de gravidez

Infelizmente, é normal que dores de cabeça e enxaquecas surjam ou aumentem na gravidez (não necessariamente no terceiro mês). Mas é importante lembrar que o uso de certos remédios para dor costuma ser contraindicado para as gestantes.

ilustração de mulher grávida sentindo o ar na natureza

Crédito: Freepik

Por isso, é fundamental que a mulher não apenas se mantenha no pré-natal, como também busque suporte profissional para contornar esse (e qualquer outro) problema.

É importante que a alimentação e os exercícios físicos sejam realizados de acordo com a recomendação médica, porque eles ajudarão (muito) no controle da instabilidade emocional.

Conheça também os 4 erros mais comuns ao montar o quarto de um bebê.

Alimentação no terceiro mês de gravidez

Vista lateral de uma mulher segurando uma maçã e medindo a barriga

Crédito: Freepik

A dieta específica deve ser fornecida pelo médico ou por um nutricionista. Somente esses profissionais poderão receitar um planejamento que seja específico para o seu caso.

Entretanto, isso não quer dizer que você não possa pegar algumas dicas gerais fornecidas por especialistas em alimentação de gestantes, não é mesmo?

Veja algumas dicas de como se alimentar corretamente no terceiro mês de gravidez.

Rotina de alimentação

A primeira mudança na rotina de alimentação, provavelmente, será a regularidade e quantidade de refeições. Isso porque é altamente recomendado que você se alimente a cada três horas, em média. Além disso, é importante que as refeições não tenham excessos: aposte em quantidades pequenas de alimento e na regularidade das refeições.

Dê preferência a:

Não tome mais do que duas xícaras de café ao dia. Se for possível, retire totalmente o café e outros alimentos com cafeína da alimentação. Por exemplo:

  • Chocolates
  • Chá-mate
  • Refrigerantes

Café da manhã

mesa de café da manhã com torradas para grávida com três meses

Crédito: Freepik

Os enjoos no turno da manhã são muito comuns, apesar deles tenderem a desaparecer depois do terceiro mês.

Por isso, apostar em um café da manhã equilibrado e com alimentos que ajudem a reduzir este mal-estar é uma estratégia para se manter mais confortável durante a gestação.

Dê preferência para:

  • Cereais
  • Torradas
  • Bolachas de água e sal
  • Frutas suculentas, como abacate, abacaxi, laranja, acerola e limão

Leia também algumas dicas de como aumentar a produção do leite materno.

Ferro

Além disso, é importante lembrar que toda gestante precisa absorver ferro. Isso porque o ferro é fundamental para o bom desenvolvimento do feto.

Pensando nisso, os especialistas costumam recomendar que a mulher consuma leite e seus derivados, além de vitamina C. Por exemplo:

  • Brócolis
  • Acerola
  • Melão
  • Tomate
  • Laranja
  • Leite
  • Limonada

O que evitar aos três meses de gravidez?

mesa com embutidos

Crédito: Freepik

De modo geral, é recomendado por especialistas que a mulher grávida evite o seguinte:

  • Peixes com níveis elevados de mercúrio, como tubarão, peixe-espada, agulha, cavala, corvina, bacalhau, robalo e atum
  • Bebidas alcoólicas
  • Queijos e leites não pasteurizados
  • Ovos crus
  • Carnes processadas, como carnes em peças, carnes temperadas, carne seca, patês, caldos de carne concentrados e embutidos (mortadelas, presuntos, salsichas, etc)

Desenvolvimento do feto no terceiro mês

Mulher grávida e ginecologista no hospital.

Crédito: Freepik

É no terceiro mês que o seu futuro filho deixa de ser chamado de embrião e começa a ser chamado de feto.

Entre a 9ª semana e a 12ª semana de gestação (ou seja, no terceiro mês de gravidez), ele passa de 5 gramas para 50 gramas: é um aumento de 10 vezes em apenas um mês!

O crescimento continua acelerado com o pequenino, pois além do peso o seu tamanho também aumenta significativamente. Nessa fase ele deixa de ter 40 milímetros e passa a medir cerca de 11 centímetros.

Leia também quais as melhores posições para dormir na gravidez (para evitar risco de morte fetal!).

Corpo do feto

O esqueleto do feto está muito mais definido no fim do terceiro mês de gravidez. Aqui os seus órgãos já estão funcionando e ele já consegue fazer alguns movimentos. Por exemplo:

  • Fechar os punhos
  • Virar a cabecinha para os lados
  • Abrir e fechar os dedinhos dos pés

Entretanto, ainda é cedo para que a futura mamãe sinta os movimentos na barriga. Acalme-se: logo você sentirá os movimentos dele.

Além disso, é nesse momento que seu rosto consegue finalmente tomar forma:

  • Orelhas, olhos, boca, nariz e queixo ganham desenho mais humano
  • Cabeça se arredonda e tem proporções adequadas ao restante do corpo
  • Pálpebras recobrem os olhos
  • Narinas finalmente se abrem
  • Lábios se formam e tomam seu lugar na boca já desenvolvida
É no terceiro mês que o bebê conclui o desenvolvimento de suas impressões digitais. Apesar de não ser uma regra, em alguns casos também é no terceiro mês que o sexo do bebê consegue ser identificado pelo médico.

Outras características do desenvolvimento do feto no terceiro mês de gravidez

É ao longo do terceiro mês que a “cauda” do bebê é reduzida significativamente. Ou seja, no início desse mês o feto ainda tem essa “cauda” bastante acentuada, mas a mesma vai sendo reduzida, até que no fim desse período ela já está bem mais tímida.

Além disso, o sistema nervoso continua se aperfeiçoando em velocidade acelerada. A quantidade de neurônios cresce a cada dia que passa e os seus cinco sentidos vão sendo apurados cada vez mais.

Ao fim do primeiro trimestre de gestação, o bebê já consegue sentir quando as mãos acariciam a barriga da mulher. E também é aqui que o futuro bebê começa a beber o líquido amniótico, que tem sabor diferenciado, a depender da alimentação da mulher.

Veja as 10 melhores brincadeiras para fazer na praia com crianças.

Primeiro ultrassom morfológico: Quanta emoção!

Imagem de ultrassom com um ramo de folhas ao lado

Crédito: Freepik

Assim como foi mencionado, é no terceiro mês de gravidez que o primeiro ultrassom morfológico costuma acontecer. Olha quanta emoção: ver a cabecinha, o perfil, os membros e vários órgãos (além de ouvir o coraçãozinho, é claro).

É nesse ultrassom que o feto é medido pela primeira vez. Essa medição é importante porque com ela é possível calcular o início da gestação e, consequentemente, definir a data prevista para o nascimento.

Entretanto, a maior importância do primeiro ultrassom morfológico, realizado entre a 11ª e a 14ª semanas, é que ele permite a detecção de algumas doenças genéticas. Com o teste de translucência nucal, em que a região da nuca do bebê é medida, é possível avaliar o risco de Síndrome de Down, por exemplo.

Veja aqui a lista completa dos exames que a mulher faz durante a gravidez.

Apesar de ser mais comum no segundo ultrassom, é possível que já nesse primeiro momento você consiga descobrir o sexo do bebê (se você desejar, é claro). Aqui, vale lembrar que caso você deseje descobrir somente no nascimento, é muito importante informar o médico. Isso porque não raramente os profissional deixam passar a informação, se você não o avisar.

O que você achou deste resumo sobre o terceiro mês de gestação? Ele te ajudou de alguma forma? Então escreva um comentário e compartilhe sua opinião conosco.