A bolsa de maternidade está entre os elementos mais importantes dos cuidados consigo mesma e com o bebê, principalmente com a proximidade do nascimento. Tendo como principal objetivo o conforto e a praticidade das mamães, é fundamental que a bolsa seja escolhida e montada com cuidado, para garantir que nem o bebê e nem a mamãe serão pegos desprevenidos.

Veja neste artigo 10 dicas imbatíveis sobre a bolsa de maternidade. Aprenda como escolher o modelo perfeito, como e quando montar a bolsa que será sua companheira no momento do parto, o que levar para a maternidade e o que evitar. Boa leitura!

Bolsa de maternidade – Como escolher?

Fonte: Freepik

Escolher a bolsa de maternidade perfeita é o primeiro passo para as mamães que não querem correr riscos na hora do parto. O momento do nascimento é um assunto que assombra muitas mulheres, principalmente as gestantes de primeira viagem. Todavia, organizar o momento com antecedência, se planejar e estudar o assunto pode reduzir a ansiedade quando o momento chegar.

Publicidade

Veja abaixo dicas infalíveis para escolher a bolsa de maternidade perfeita.

1. Divisão interna

Dê preferência para uma bolsa de maternidade que tenha divisórias internas e externas diversas. Além da presença, também é importante se atentar ao tamanho das divisórias. Observe quantas divisórias a bolsa tem, quais as suas localizações e quais seus tamanhos.

Bolsas de maternidade com divisórias bem distribuídas facilitarão seu dia a dia. Ter uma bolsa bem dividida vai te auxiliar na hora de alcançar itens diversos, como fraldas, brinquedos e chupetas. Já pensou precisar tirar cobertores, roupas, lenços, medicamentos para alcançar a fralda que ficou lá no fundo?

Também vale a pena conferir modelos que possuam divisão térmica. Esse detalhe vai garantir a saúde do seu bebê, que vai comer alimentos bem conservados, e conforto para você, que não precisará carregar uma bolsa térmica extra.

2. Estrutura e material

Na hora de comprar a sua bolsa de maternidade, aposte em modelos que sejam fabricados com tecidos e materiais resistentes. Lembre que você vai carregar muito peso – muito peso mesmo! – e quando mais resistente o material, mais prático para você.

Pesquisar unidades que possuam alças reguláveis e largas é imprescindível. Bolsa de maternidade com alças mais largas e que sejam reguláveis às suas necessidades se tornam mais confortáveis. Invista em uma bolsa que, além de ser usada na maternidade, preferencialmente te acompanhe depois dos passeios. Afinal, não compensa comprar um item que só será usado o nascimento do bebê, não é verdade?

Publicidade

Outra dica importante para o momento da escolha é observar a textura da bolsa de maternidade. Modelos fabricados com material sintético e/ou impermeável garantem que a limpeza será mais rápida e fácil, além de também protegerem melhor os itens guardados no seu interior.

Escolher um modelo de tom neutro e escuro também vai ajudar na limpeza, além de combinar com qualquer look que você escolher.

3. Peso da bolsa

A bolsa de maternidade perfeita é, entre outras coisas, leve. Pense que você já vai carregar um mundo inteiro nos braços, se a bolsa vazia for pesada: corra. Por isso, evite bolsas com armações pesadas e dê preferência para modelos simples e leves, mas resistentes.

Ter uma bolsa com boas divisórias, resistente e leve vai garantir um dia a dia muito mais prático para você e para o seu bebê.

4. Kit de bolsa de maternidade

Se for possível, evite comprar uma única bolsa de maternidade. Prefira kits com bolsas de tamanhos diferentes. Acredite, ter em mãos dois ou três tamanhos distintos de bolsas vai ajudar na sua organização diária com o bebê, para muito além do momento do nascimento.

A bolsa de maternidade pequena será utilizada frequentemente, pois você vai a usar em toda pequena saída que der com o pequeno. Já pensou precisar carregar uma mala enorme para dar uma pequena volta no próprio condomínio ou sair 1 hora para ir ao pediatra?

Publicidade

A bolsa de tamanho médio serve melhor para saídas um pouco mais extensas, de um turno ou um dia. Fazer visitas a parentes e amigos e fazer passeios mais longos pela cidade vão exigir um pouco mais de espaço da sua bolsa de maternidade.

É claro, todavia, que a bolsa de maternidade grande também é fundamental. É essa que você vai usar para as viagens que fizer depois do nascimento. Também é essa a bolsa que você vai preferir para o momento do parto, quando precisará organizar o pequeno mundinho do seu bebê pela primeira vez.

Uma dica extra é procurar avaliações na Internet da bolsa que você pretende comprar. Converse com suas amigas, leia as avaliações de outras mães e pesquise sobre os detalhes da bolsa de maternidade que você está namorando.

Bolsa de maternidade para o bebê – Itens indispensáveis: O que levar e o que não levar?

Bolsa de maternidade

Crédito: Freepik

Depois de comprar a bolsa perfeita, o passo seguinte é aprender como usá-la.

Veja agora algumas dicas indispensáveis para aprender a montar a bolsa do seu bebê e não passe por apertos desnecessários.

5. Fazer uma lista

Talvez essa seja a dica mais importante: faça uma lista.

Pesquise sobre tudo que tenha vínculo com bolsa de maternidade e construa uma lista de tudo que você quer saber: qual escolher, quando comprar, quanto gastar, quando montar, como montar, o que levar, o que não levar… A lista é grande, mas planejamento e organização são as palavras do momento.

Faça uma lista prévia com todos os itens fundamentais, e no momento da montagem cheque se todos eles estão presentes e são adequados.

6. Quando montar e o que levar na sua bolsa de maternidade

Com a bolsa e a lista em mãos, o passo seguinte é a montagem, não é mesmo?

Há mulheres que preferem montar suas bolsas de maternidade quando o momento do nascimento fica bastante próximo. Entretanto, o mais recomendado é que você se antecipe e garanta que a bolsa está organizada e pronta com folga no calendário. Essa folga é importante porque imprevistos podem ocorrer, e você nunca sabe se não será pega de surpresa com um parto prematuro, não é mesmo?

É recomendado que a bolsa de maternidade seja feita entre o sexto e sétimo mês de gestação, mesmo em gestações saudáveis e tranquilas. É claro que depois dela montada, você pode fazer pequenos ajustes, alterar o modelo de um conjunto de roupinhas ou trocar um brinquedo por outro, até porque, é uma delícia mexer nas coisinhas do bebê e fantasias sobre sua chegada.

O que eu devo levar?

Veja abaixo uma lista básica de itens que não podem faltar na bolsa de maternidade do seu bebê:

  • 3 ou 4 macacões tamanho RN
  • 4 ou 5 bodies
  • Ao menos 2 casaquinhos, de preferência de botões – que o bebê não precise atravessar a cabeça
  • Meias e luvas
  • Gorro, se o nascimento ocorrer no frio
  • Cobertor infantil
  • Entre 30 e 35 fraldas para recém-nascidos
  • Toalhas umidecidas
  • Paninhos de boca
  • Creme para prevenção de assaduras

Veja aqui uma lista bem completa do que você deve levar

Tenha em mente que as maternidades não costumam manter o bebê mais que 3 ou 4 noites após o parto, de modo que é para este período que você deve preparar a sua bolsa de maternidade.

É recomendado que os bebês recém-nascidos sejam mantidos em temperaturas levemente mais quentes. Entretanto, cuide para não exagerar. Calor demais pode deixar seu pequeno desconfortável. Por isso, adeque a malinha de seu bebê de acordo com a época do ano e com a região onde o nascimento for ocorrer.

7. O que não levar na bolsa de maternidade do seu bebê

Além da lista dos itens indispensáveis, também é muito importante ficar atento ao que deixar guardadinho em casa.

As maternidades costumam pedir que as mães e pais evitem levar para o nascimento laços, fitas, tops, pulseirinhas e itens de decoração de modo geral. Essa solicitação ocorre porque é muito comum que os itens sejam perdidos e causem dificuldade no trabalho das enfermeiras. Esse tipo de item também pode gerar desconforto ao bebê e pode não ser recomendado nos seus primeiros dias de vida, a depender de cada item. Por esse motivo, deixe os itens decorativos guardados e tire as dúvidas com as enfermeiras da maternidade ou com a médica pediatra, ok?

Bolsa de maternidade para a mãe – Como montar e o que levar?

Bolsa de maternidade

Crédito: Freepik

 

A sua mala de maternidade é tão importante quanto a bolsa do seu bebê, pois é nela que você vai se “apoiar” durante o tempo na maternidade.

Assim como no caso do seu bebê, você também deve fazer uma lista e checar item a item no momento de montar a sua própria bolsa de maternidade.

8. O que levar na sua bolsa de maternidade

Veja aqui uma lista com os itens indispensáveis para a montagem da sua própria bolsa de maternidade:

  • Camisolas, pijamas ou camisas confortáveis e com abertura frontal, para facilitar a amamentação
  • Calcinhas grandes e confortáveis, preferencialmente peças que você já está acostumada a utilizar
  • Chinelos de dedos grandes e confortáveis. Lembre-se que depois do parto os pés ficam inchados, então aposte em tamanhos maiores que o habitual
  • Meias
  • Ao menos 2 sutiãs de amamentação
  • Absorventes para os seios
  • Absorventes grandes, podendo ser tipo noturno. Sangramentos são comuns tanto em partos vaginais quanto em partos via cesárea, por isso, é importante não esquecer desse item
  • Roupas confortáveis para a saída do hospital
  • Produtos diversos de higiene pessoal, como escova de dentes e cabelo, pasta dental, sabonete, shampoo e etc. É importante levar esses itens pessoais, mesmo que a maternidade forneça, porque você vai precisar se sentir confortável após o parto e isso costuma ser mais fácil quando se faz uso de produtos já familiares
  • Documentos, registros e arquivos referentes a gestação, como o cartão do pré-natal
  • Cartão do SUS ou do seu plano de saúde
  • Plano de parto, caso possua

O que é opcional, mas faz a diferença

Além dessa lista, também é possível acrescentar na sua bolsa de maternidade alguns elementos não obrigatórios, mas que farão a diferença na sua experiência, tais como:

  • Carregador de celular
  • Máquina fotográfica e itens para registrar os momentos, caso faça uso de algo para além do próprio aparelho celular
  • Lembrancinhas para os visitantes, caso tenha organizado algo nesse sentido
  • Creme hidratante corporal
  • Batom e itens simples de maquiagem e cosmética, para os registros em fotos e vídeos

9. O que não levar na sua bolsa de maternidade

Apesar do nascimento ser um momento marcante e muito aguardado, é importante não se empolgar demais na montagem da sua bolsa de maternidade. Evite levar itens desnecessários que poderão atrapalhar a sua experiência e/ou roubar espaço na sua mala.

É comum que as mamães queiram fazer tudo perfeito nesse momento, afinal, será seu primeiro contato real com o bebê. Entretanto, roupas demasiadamente apertadas, difíceis de serem trocadas ou que exijam cuidados especiais podem dificultar o seu momento tão aguardado. Também dê preferência para chinelos, pantufas e sapatos confortáveis e simples, deixando guardado no guarda-roupa modelos de salto, desconfortáveis ou inadequados para o ambiente hospitalar.

Vale a pena lembrar que quase toda maternidade possui uma lista sugestiva para a montagem da bolsa de maternidade. Entrar em contato com o hospital e verificar os itens da lista dele também é uma forma de se organizar, com base nas peculiaridades da sua maternidade.

E na maternidade?

Foto: Freepik

10. Planejamento, organização e estudo prévio

Planejamento, organização e estudo são as palavras do momento. Junto com a listagem dos itens para a bolsa de maternidade, esta dica final está entre as mais importantes. Pesquisar sobre o assunto e conversar com familiares e amigas é muito importante, pois assim você poderá se preparar melhor. Outra forma de se organizar muito eficaz é também fazer perguntas durante o acompanhamento pré-natal. Pergunte tudo que quiser, quantas vezes precisar.

Se quiser continuar estudando sobre o tema, veja aqui mais mais algumas dicas de como montar a bolsa de maternidade perfeita.

O que achou do conteúdo? O artigo te ajudou a se preparar para a montagem da bolsa de maternidade? Então deixa sua experiência nos comentários e fique atenta aos outros conteúdos do canal.

Veja também: Enxoval de bebê: os itens mais importantes que não são de vestir