Como armazenar leite materno? Dicas para não errar!

Por 4 Comentários


Após o nascimento do bebê, quando chega a hora de voltar ao mercado de trabalho, é o momento em que muitas mães se perguntam como podem continuar a oferecer leite materno para o filho, mesmo passando parte do dia longe – afinal, esse é o melhor alimento que um bebê pode receber. É aí que muitas mães se perguntam: como armazenar leite materno? Tem algum segredo para fazer o armazenamento de forma correta?

Como armazenar leite materno
Imagem: 123RF

Após a extração, o armazenamento adequado do leite é fundamental, para garantir que a criança receba o alimento sem correr riscos de contaminação. E adotando as medidas certas, o leite pode durar até 15 dias no congelador – uma mão na roda para mães que trabalham fora, ou que precisam se ausentar por outros motivos.

A medida também é útil em casos de mamilos machucados (para o bebê se alimentar enquanto a mãe se recupera), para pequenos prematuros que ainda não conseguem mamar no peito, ou então quando há excesso na produção de leite (nesta situação, o alimento excedente pode até servir para doação).

Para saber como armazenar leite materno da maneira correta, confira os passos a seguir. Lembrando que, antes de todos eles, é necessário que você escolha uma bomba para tirar leite e sempre higienize as mãos e o equipamento antes de fazer a extração e o armazenamento.

A retirada do leite também pode ser feita com ordenha manual. Mas na maioria dos casos o uso da bomba facilita e acelera muito o processo (uma dica bacana é pedir o item emprestado a alguma amiga, para que você veja se consegue se adaptar ao modelo da bomba, antes de comprar. Há também locais que alugam o dispositivo, principalmente nas maiores capitais do país).

Passo a passo sobre como armazenar leite materno

1. Separe o recipiente

Algumas bombas tira-leite já acompanham recipiente para guardar o leite. Para outras ainda, basta trocar a tampa, que elas se transformam em um local de armazenamento. Já se for adquirir um pote para essa finalidade, opte por um de vidro que possa ser aquecido a altas temperaturas, com tampa de plástico. Um cuidado fundamental é escolher aqueles que sejam livres de BPA (você encontra essa informação na embalagem), uma substância tóxica para seu filho.

2. Esterilize

Antes de usar o frasco, ferva-o por 15 minutos para esterilizar, ou utilize esterilizadores de microondas (deixando no tempo descrito na embalagem). Para secar, deixe o recipiente de cabeça para baixo em cima de uma toalha, e aguarde que seque naturalmente. Utilize o frasco somente depois que ele estiver completamente seco e frio.

3. Anote o prazo de validade

Para se organizar e evitar contaminação, identifique o recipiente com a data em que o leite foi extraído. Lembrando que, na geladeira, o leite materno pode ficar guardado por até 12 horas. Já no congelador, em temperatura abaixo de 10 graus negativos, o alimento dura até 15 dias (e se for congelar, não encha o pote até a boca, pois o alimento expande quando congelado).

Mesmo que você tenha uma produção de leite muito grande, não se recomenda a estocagem por períodos maiores, até no congelador ou freezer. Isso porque o leite que a mãe produz é adequado para cada fase do filho, e sua constituição muda para atender a novas necessidades do bebê, quando ele cresce.

4. Reserve um espaço adequado na geladeira

Se for guardar o leite na geladeira, deixe-o na prateleira de cima, que é a mais fria e irá conservá-lo melhor. E mantenha os potes com leite materno longe de outros alimentos crus, como carnes e verduras, para evitar contaminação. Outra dica, para facilitar a organização, é deixar os potes mais antigos à frente, para utilizá-los a tempo.

5. Tenha cuidado ao descongelar

Tão importante quanto saber como armazenar o leite materno é entender como descongelar o alimento antes de oferecê-lo ao bebê. A recomendação aqui é utilizar a técnica de banho-maria, colocando o pote com o leite dentro de um recipiente maior com água morna (pode ser na mesma temperatura que você costuma dar banho no seu filho). Nunca aqueça o alimento, seja no fogão ou no microondas, pois o processo retira propriedades do leite. E a última dica é, se sobrar alimento após o descongelamento, descarte (ao contrário, congelá-lo novamente favorecerá o cultivo de bactérias).

Veja também no vídeo abaixo como aumentar a produção de leite materno:


 



Arquivado em: Amamentação Tags:

Comentários (4)

Trackback URL

  1. Elaine disse:

    Gostei muito das dicas mas fiquei com uma dúvida…ganhei saquinhos próprios para armazenar o leite, eles não são indicados? Tem alguma desvantagem?

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Elaine, pode usar os saquinhos, sim. Veja se eles não contêm BPA, que é uma substância nociva presente em alguns plásticos, e que é liberada com o aquecimento (se o saquinho é específico para congelamento de leite materno, não deve ter).
      Beijos!

  2. Daniela disse:

    Boa noite! Qual o melhor horário para extrair o leite? E se tirei no trabalho, deixei num congelador do frigobar por algumas horas e carreguei num isopor até chegar em casa ainda serve para congelar?

    • Nívea Salgado disse:

      Oi, Daniela, tudo bem?
      Não existe um melhor horário para extrair o leite, por isso escolha aquele que se adapta melhor à sua rotina 🙂
      Sobre o isopor, é importante que você mantenha a temperatura dentro dele, com o uso dos saquinhos de congelamento. Assim não há problema em congelar quando você chegar em casa.
      Beijos!

Deixe seu comentário