Cana Brava: all inclusive na Bahia com diversão e bons preços!

Por 1 Comentário


Quem me acompanha pelo Instagram sabe que estivemos recentemente no Cana Brava, um all inclusive que fica em Ilhéus, na Bahia. Eu já havia ouvido falar bastante de lá – tenho alguns amigos que já foram, inclusive, mais de uma vez. Por isso, quando surgiu a oportunidade de tirarmos alguns dias de férias no meio do semestre, minha primeira ideia foi correr para o resort, para curtir um sol, praia e muita diversão.

Parquinho do Cana Brava. Fica cheio ao entardecer.

O voo de São Paulo a Ilhéus é bem rapidinho, com apenas duas horas de duração (uma delícia para quem viaja com crianças, pois passa tão rápido que os pequenos não têm nem tempo para começar a reclamar da demora). O traslado até o hotel também é breve, de modo que chegamos à recepção do resort em 25 minutos. O ar condicionado geladinho contrastava com o calor que fazia do lado de fora, me lembrando que eu estava finalmente (depois de muitos meses sem descanso) em terras baianas.

Nossos dois primeiros dias no resort foram de chuva (dá para acreditar? A maior parte da chuva se concentra nos meses de junho a agosto. Em outubro é bem raro acontecer). Assim, tivemos a oportunidade de conhecer a estrutura de lazer que o hotel oferece além das piscinas e da praia. Achei bem bacana o kids club, com brinquedos de escalar que as crianças adoram. Ali também há uma salinha de cinema, com sessões diárias para a criançada (à tarde) e para os adultos (à noite).

Cineminha do Cana Brava

Kids Club do Cana Brava

Também passamos um bom tempo no salão de jogos, com pebolim, ping-pong, baralho e sinuca. Até que, no terceiro dia, fomos brindados com um lindo dia de sol. Ah, Bahia, você nunca me decepciona! Claro que corremos para a praia, bastante tranquila e quase que ocupada exclusivamente pelos hóspedes do hotel. Ali também desemboca um rio, que passa pelo meio do hotel e chega até o mar.

Depois de alguns mergulhos, seguimos para as piscinas. Para quem tem crianças, provavelmente a piscina mais atraente será a com os brinquedos aquáticos: esguichos, baldes que viram derrubando água na criançada, e escorregadores. Ela fica ao lado da parede de escalada e do arvorismo (pagos à parte pelos hóspedes).

Piscina com brinquedos aquáticos

Como Cacá é bem tranquila, preferimos passar mais tempo na outra piscina, que fica no extremo oposto do resort. Cá entre nós, eu aproveitei bastante o bar que fica ali dentro (já que estava num all-inclusive, com bebidas e comidas inclusas, por que não curtir a tarde tomando um espumante, não é verdade?).

Sobre alimentação, posso dizer que a comida do resort é simples, sem luxo. Aliás, esse é o tom do hotel: o Cana Brava não é um hotel 5 estrelas, e sim um all inclusive com bom custo-benefício. Há dois restaurantes em esquema de buffet: um principal, onde são servidas a maioria das refeições, e um segundo, próximo à praia, com petiscos, lanches e pizza. Não há muitas opções específicas para bebês, mas para a idade da Cacá tem sempre um macarrãozinho e um filé no menu infantil. E tem Copa do Bebê aberta 24 horas por dia.

Copa do Bebê

Copa do Bebê

Tinha tapioca da baiana no café da manhã

O melhor restaurante do hotel é o Coco Dendê, que funciona com serviço à lá carte. Se você se hospeda por 3 noites ou mais, tem direito de marcar um jantar lá. Minha dica: fique atento e marque mesmo, pois é lá que você terá a melhor refeição do resort. Ah, e descobri que no bar em frente ao Coco eles servem aperol spritz (aproveite, que está incluso, certo?).

Restaurante Coco Dendê

Menu Kids do Restaurante Coco Dendê

Agora sobre as acomodações: eu achei bem espaçoso, com 3 camas e um sofá-cama. Ele era da categoria apartamento novo luxo, para que você tenha uma referência. Veja abaixo uma foto dele.

Nosso quarto no Cana Brava

Cacá vendo passarinhos na nossa varanda

Quer ver um vídeo que eu fiz mostrando todo o hotel? Olha só que legal:

Enfim, considero o Cana Brava uma boa opção com preço bem interessante para um all-inclusive. Se você quer ter a experiência de um all-inclusive sem gastar muito, ele pode ser uma boa alternativa.


 



Arquivado em: Viagem Tags:

Comentários (1)

Trackback URL

  1. CLAUDIA disse:

    Vou com minha filha de 1 ano e 2 meses para o resort, acha que seria válido levar comida pra ela? Estou com receio de ela não comer nada.

Deixe seu comentário