Anvisa proíbe venda de cigarro perto de produtos infantis

Por 0 Comentários


Que o cigarro é um grande vilão da saúde, todo mundo sabe. E, durante a infância, o perigo da exposição ao cigarro pode ser ainda maior – afinal, estamos falando de pessoas com o sistema imunológico ainda em formação. Pequenos que são frequentemente expostos à fumaça estão mais propensos a desenvolver problemas como pneumonia, tosse seca e constante e até mesmo disfunções no comportamento (só para citar alguns, hein?)

Eu, como mãe, me preocupo bastante em manter a Cacá bem longe da nicotina (sabia que crianças expostas ao fumo têm maior risco de desenvolver o hábito de fumar ainda cedo? Falei sobre isso nesse post, vale a pena dar uma olhada). É por uma série de motivos como esses que gostaria de compartilhar com vocês uma notícia quentinha, e que pode contribuir para manter os nossos filhos afastados dessa droga: a Anvisa aprovou uma nova resolução para restringir ainda mais as vendas de cigarro e outros derivados do tabaco. Uma das medidas é que esses itens sejam mantidos longe de produtos infantis nos estabelecimentos comerciais. Vem entender melhor como isso vai funcionar na prática!

Imagem: 123RF

O que diz a nova resolução?

Essa nova resolução consiste em uma série de novas regras para exposição e comercialização de cigarros e outros derivados de tabaco em estabelecimentos.  E a parte que mais interessa a nós, pais, é a que diz que todos esses itens devem “manter a maior distância possível” (como consta no texto oficial) de produtos direcionados a crianças e adolescentes, como alimentos e brinquedos.

É comum vermos hoje cigarros expostos em gôndolas perto do caixa em supermercados e padarias, espaços onde produtos que as crianças consomem (como doces e chocolates) também ficam. De acordo com a nova resolução, os produtos continuarão expostos próximos aos caixas – até porque a Associação Brasileira da Indústria do Fumo alega que, assim, evita-se o contato direto do consumidor com o cigarro, o que seria uma medida positiva. Contudo, a distância dos itens infantojuvenis é uma regra agora.

Entre outras medidas que foram aprovadas na nova resolução consta ainda a proibição de acessórios para chamar a atenção do consumidor aos cigarros, como a utilização de painéis com luzes para expor esses produtos. Você pode conferir todas as regras aqui.

A resolução já foi aprovada pela Anvisa e, em breve, deve virar lei em todo país, com a publicação no Diário Oficial da União. Algumas alterações devem ser feitas, obrigatoriamente, pelos comerciantes até maio de 2019. Mas a regra específica do distanciamento do cigarro dos produtos infantis pode ser feita até um pouquinho depois, em maio de 2020.

Contato com o cigarro facilita o fumo

A nova medida pode ser útil para contribuir com o afastamento dos adolescentes do cigarro. Segundo informações da Agência Brasil, durante a reunião para aprovação da nova resolução, a pesquisadora Cristina Perez, do Projeto Internacional de Avaliação das Políticas de Controle do Tabaco, chamou a atenção para um estudo que mostra que “71% dos jovens que já viram cigarros em supermercados, padarias, ou bancas de jornais se sentem influenciados a consumir o produto”.

Vamos torcer para que essa realidade passe a mudar agora!


 



Arquivado em: Saúde Tags:

Deixe seu comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!

Cadastre seu email e receba nossos posts. Clique no email de confirmação que você receberá para ativar o recebimento!