Eu era uma mãe perfeita. Até que tive filhos! Nada como começar o post com uma frase como essa, porque ela é incrivelmente verdadeira! Antes dos filhos, a maternidade parece muito fácil: quem nunca olhou para a mãe alheia e pensou: “mas eu nunca faria isso, se estivesse no lugar dela?”. Mas aí você engravida, e desse momento em diante começa a pagar a língua. E quando o pequeno nasce, a coisa só piora: quem era mesmo que jamais, em tempo algum, deixaria uma criança dormir na cama dos pais? Ou comer um doce antes do aniversário de um ano?

Pois é, eu também acabei voltando atrás em várias das coisas que eu disse que nunca faria com Catarina. E você acha que isso só acontece nos primeiros aninhos de vida? Que nada! Até hoje eu continuo mudando de ideia, reformulando minhas convicções, porque só na hora “H” é que você descobre qual é a melhor saída para uma situação. Por isso, fiz uma listinha com a qual eu aposto que você vai se identificar (se não completamente, pelo menos em alguns itens!). Dá uma espiadinha:

Imagem: 123RF

Imagem: 123RF

20 coisas que eu disse que nunca faria como mãe, mas fiz:

Publicidade
  1. Eu disse que nunca pagaria uma fortuna em uma roupinha minúscula. Mas antes mesmo da pequena nascer, eu comprei macacão lindo (que, aliás, ela só usou uma vez), que custou os olhos da cara, só porque achei que minha filha merecia ficar bem lindinha.
  2. Eu disse que nunca pensaria em desistir de amamentar, mas pensei – quando o peito rachou de tal forma, que eu me debulhava em lágrimas a cada mamada. Assim mesmo eu persisti, tudo passou, e hoje agradeço por essa experiência incrível!
  3. Eu disse que nunca deixaria minha filha chorar para aprender a dormir, mas deixei. Depois de meses esperando que nossas noites melhorassem, eu tentei deixá-la chorando no berço (mas fiquei do lado, porque nunca conseguiria sair do quarto e deixá-la lá). Foram apenas quatro noites, que me mostraram que eu não conseguiria ir adiante, e que jamais eu tentaria a técnica novamente.
  4. Eu disse que não deixaria minha filha dormir na minha cama, mas deixei. Aliás, deixo até hoje! Quando ela está doentinha, quando está muito frio, ou simplesmente quando vejo que ela precisa de carinho, seu lugar está liberado, para que ela se sinta melhor!
  5. Eu disse que nunca deixaria minha filha cair. Mas, sim, ela caiu da cama duas vezes (graças a Deus sem nenhuma consequência), mesmo estando no meio dos pais! Ela se mexia tanto, que acabava caindo pelo pé!
  6. Eu disse que nunca andaria de carro para minha filha dormir. Mas passei meses rodando o bairro para garantir a soneca da tarde.
  7. Eu disse que nunca deixaria minha filha dormir sem tomar banho ou escovar os dentes. Mas quando vi que ela já estava (por milagre) dormindo, não quis correr o risco de acordá-la e deixei que ela dormisse assim mesmo.
  8. Eu disse que não trabalharia na licença maternidade, mas trabalhei. Depois de um mês em casa, eu respondia e-mails entre as mamadas, só para sentir que eu estava conectada com o resto do mundo!
  9. Eu disse que não daria doces para minha filha antes do primeiro aniversário. Mas liberei um brigadeiro em uma festinha de família.
  10. Eu disse que não esconderia as coisas da minha filha. Mas passei a comer chocolate e outras porcarias depois que ela dormia, para não dar mau exemplo.
  11. Eu disse que não deixaria minha filha comer batatas fritas no restaurante, só para ficar quieta enquanto eu comia. Mas comprei uma porção só para ela, para conseguir conversar com os amigos por vinte minutos.
  12. Eu disse que não colocaria cenoura dentro do feijão, nem beterraba dentro do suco de melancia! Mas usei demais essas táticas na fase em que a pequena se recusava a comer!
  13. Eu disse que não seria uma mãe ciumenta, mas virei um bicho quando minha filha nasceu. E demorei um bom tempo para conseguir abrir espaço para outras pessoas em sua convivência, sem sofrer com isso.
  14. Eu disse que não deixaria minha filha ver televisão ou tablet por muito tempo. Mas deixei, nos dias em que estava extremamente cansada ou precisava entregar um trabalho extra.
  15. Eu disse que não deixaria minha filha assistir a desenhos animados na hora do almoço. Até que descobri que ela comia bem melhor dessa forma, e passei a liberar (no jantar, como a família inteira está reunida, é hora de desligar).
  16. Eu disse que não iria comparar o desenvolvimento da minha filha com o das outras crianças. Mas sempre perguntei para as outras mães se seus filhos de mesma idade dormiam e comiam bem.
  17. Eu disse que nunca gritaria com a minha filha, mas de vez em quando perco a paciência e solto uns berros pela casa.
  18. Eu disse que nunca prometeria prêmios em troca de algo necessário, mas já dei pirulito depois da vacina.
  19. Eu disse que nunca ficaria com raiva de outra criança, mas tive esse sentimento no dia em que minha filha foi destratada por uma coleguinha.
  20. Eu disse que não duvidaria da minha capacidade de ser mãe. Mas vivo me perguntando se tomei as melhores decisões, e agi da forma correta.

 

E você, me conta? Também acabou fazendo coisas que jurou que não faria como mãe? Me conta!