Se você também é mãe de menina, vai concordar comigo que não é fácil ter uma pequena em casa. Elas costumam ser mais tranquilas do que os meninos no dia-a-dia (mas nem sempre – a minha, por exemplo, é um furacão!), sabem desde cedo como conquistar o que querem com sorrisos e abraços e despertam na mãe uma sensação de que ela é um grande exemplo a ser seguido para o resto da vida! Mas são também “ardidas” quando não têm suas vontades satisfeitas e costumam falar 90% do tempo em que estão acordadas (nossa, tem horas que eu sinto uma falta danada do silêncio!).

Imagem:donnierayjones via Compfight cc

Imagem:donnierayjones/Creative Commons

E se o coração de uma mãe de menina se enche de orgulho de ver sua filha seguir, em muitos aspectos, seus passos, também fica bravo, “chispando fogo pelas ventas” quando alguém resolve dizer algo que não deveria (olha que nos poucos anos de Catarina eu já ouvi cada coisa que vocês nem imaginam!). E se eu pudesse fazer uma pequena seleção das piores pérolas, aquelas que recomendo que não se diga nunca, nunca, nunquinha para uma mãe de menina, eu diria que são essas:

1) Seu marido nunca quis um menino?

Publicidade

Essa é de matar! Como se ainda vivêssemos no século 19, quando tudo o que uma família queria era o nascimento de um homem! Ou como se você fosse membro de uma família real, em que para herdar o trono, o filho tem que nascer menino. Pior: como se o pai tivesse uma preferência explícita por ter um menino (e tivesse ficado frustrado quando sua filha nasceu).

2) Demorou para andar porque é menina, né?

Sabe aquela história de que meninas falam primeiro e meninos andam primeiro? Tem gente que leva ao pé da letra e acha que isso é lei. Uma boa resposta para esse comentário é: “não, ela não andou mais tarde porque é menina. Ela só levou o tempo necessário para estar preparada. E, aliás, quem tem pressa? Ou ela não vai andar para o resto da vida?”.

3) Ela não se parece nada com você.

Quando Catarina nasceu, eu ouvi muitas vezes essa afirmação. Agora que ela ficou mais parecida comigo, ninguém faz esse comentário “simpático”. Porque quando se tem meninas, no fundo você gostaria que ela se parecesse com você (nem que seja no branco dos olhos!).

4) Ela não vai ser boa em matemática, aposto.

Publicidade

Como se meninas fossem naturalmente um horror em raciocínio lógico! A verdade é que minha filha pode ser boa em matemática ou não – e isso não tem qualquer relação com seu sexo.

5) Pra uma menina, ela não é bem educada.

Isso você vai ouvir depois que sua filha passou o dia pulando, correndo, jogando bola e bagunçando tudo. O problema não é (só) alguém dizer que você não educa bem sua filha – é mostrar que se fosse um menino, aquele comportamento seria esperado. Mas de uma menina… Que deveria ser calma, dócil, meiga… Talvez a melhor resposta nessa hora seja falar: “pois é, ela é bem mal-educada mesmo. Aliás, puxou a mãe!”.